Eleições 2016: o blog em campanha

O blog está à disposição para os candidatos militares das Forças Armadas que desejem divulgar suas candidaturas.
Mensagens 'in box' para a página do Montedo.com no Facebook.
Resultado de imagem para eleições 2016 

Vereador? Prefeito? Para quê? Hora dos milicos elegerem seus representantes

Confesso que de há muito estou desiludido com a visão dos militares sobre o seu papel na política brasileira, mas enfim, vamos lá, tentar mais uma vez tocar os 'corações e mentes' da classe fardada.
Desde 2009, venho destacando a importância de que nos entendamos como cidadãos na plenitude, tal qual as demais pessoas que compõem a sociedade. Não somos cidadãos de segunda classe! Somos brasileiros, no pleno gozo de nossos direitos fundamentais. 
A carreira militar, se impõe algumas limitações constitucionais, não proíbe que o militar se informe, se esclareça, que busque uma inserção maior na sociedade, fora dos muros dos quartéis.  A proibição de filiação partidária não inibe a atuação política, entenda-se aí o vivenciar os problemas da cidade, do estado, do País e participar de ações para sua resolução.
E onde começam essas ações? Começam no bairro em que você mora, na associação que você frequenta, no clube, na igreja, na pelada de futebol, no churrasco de domingo, enfim, bem debaixo do seu nariz, militar. 

Vereador? Prefeito? Para quê?
Antes que comecem a pipocar comentários sobre a inutilidade de um prefeito ou vereador quando se fala em avanços aos militares das Forças Armadas, lembro que a força de qualquer parlamentar federal está nas suas bases, no seu município. É lá que tudo começa, e os prefeitos e vereadores são parte fundamental nesse processo.

O início de tudo
Nunca é demais recordar: o movimento dos militares do Quadro Especial - que culminou com a promoção a Segundo Sargento - iniciou-se através de contatos com integrantes da assessoria parlamentar do deputado gaúcho Paulo Pimenta (PT) em Santa Maria, seu principal reduto eleitoral,

Regra do jogo
Politizar-se e participar do jogo democrático é a alternativa para os militares. É isso ou continuar reclamando nos alojamentos da vida, esperando que os chefes - sempre preocupados! - façam algo pela tropa.

Candidatos
Brasil afora, existem dezenas de candidatos a prefeito e vereador oriundos do meio militar. São oficiais e sargentos que tiveram uma carreira nas Forças Armadas e agora pleiteiam um cargo público. Tem algum em sua cidade? Que tal analisar suas propostas? Entrar em contato para saber o que pensa de nossas demandas? Não tira pedaço e não dá cadeia!

Porque é tão importante elegermos candidatos militares

Eis um artigo muito lúcido e didático. Leia, pondere, vote!

"Vivemos numa democracia e temos em mãos a ARMA MAIS PODEROSA PARA O CIDADÃO QUE É O VOTO. Falta-nos, agora, a inteligência e a coragem para escrevermos a nossa história."
PORQUE É TÃO IMPORTANTE ELEGERMOS CANDIDATOS MILITARES

Todo grupo que quer lutar de forma legítima para garantir seus direitos, ter suas reivindicações atendidas e lançar ideias para melhorar as condições de sua existência enquanto grupo, PRECISA TER REPRESENTATIVIDADE nos poderes legislativos Federal, Estaduais e Municipais, que são as instâncias adequadas, onde são criadas e votadas as leis que determinarão como este grupo será no futuro; desimportante, falido ou essencial e fortalecido junto ao público e a nossa estrutura de governo.
Para conseguirmos esta representação, deveremos eleger PESSOAS COMPROMETIDAS COM OS NOSSOS PROBLEMAS, com a nossa realidade e que conheçam a nossa história, não aventureiros que desejam, somente se locupletarem.
Nós militares muitas vezes torcemos o nosso nariz quando algum colega se lança candidato a algum cargo político. De imediato pensamos que ele quer se dar bem. Como conhecemos de perto cada um destes colegas, sabendo algumas de suas virtudes e também seus defeitos. Acabamos, infelizmente, focando mais nos defeitos do que nas qualidades, achando, assim, que aquele colega não é digno de nos representar. Por conta disso e para não perdermos nosso voto, acabamos por votar em alguém que não conhecemos direito. É ou não é assim?
Nosso colega acaba perdendo nosso voto porque o conhecemos!
O candidato em quem votamos tem a vantagem de não compartilharmos da sua intimidade e, por isso, não conhecemos os seus “podres”. Agora pare e pense em todos os grupos que têm boa representatividade no congresso. Será que é assim que eles vem pensando e agindo ao longo do tempo?
Será que eles boicotam seus próprios e mais legítimos representantes, dando voto ao representante de algum outro grupo organizado?
O que eles ganhariam ao fazerem isso?
O que temos ganhado por usar essa estratégia esterilizante?
Ao agir desta forma, quantos “Bolsonaros” temos conseguido colocar no Congresso a cada quatro anos?
Teriam estes grupos tanto poder, tanta força, tanta representatividade, se agissem da mesma forma como nós militares temos agido?
NÃO TENHAM DÚVIDAS DE QUE TODO CANDIDATO ESTÁ BUSCANDO SE ELEGER PARA DEFENDER ALGUM GRUPO, MESMO QUE ELE NÃO DIGA ISSO AO GRANDE PÚBLICO.
Então, amigos, quando você vota em alguém que NÃO É MILITAR, você está fortalecendo um grupo QUE NÃO É O SEU. E você sabe o quanto o nosso grupo está fraco!
Mais ainda:
-O que você espera após cada nova eleição presidencial?
-A cada renovação no Senado e Congresso Nacional?
Desejamos uma definição para os nossos problemas sobre previdência dos militares, melhoria no soldo, hospitais militares, a devolução dos nossos direitos covardemente retirados pelo governo FHC, a criação de um FGTS digno para que o militar na reserva possa dar um pouco mais de dignidade à sua família?
Não estou sugerindo aqui que devemos esquecer a importância das virtudes necessárias a um candidato, só acho fundamental enfatizar que temos pessoas excelentes em nossos quadros e que todo ser humano tem defeitos e qualidades!
Ora, focaremos nos defeitos ou nas virtudes?
Mais uma vez: -Como tem agido os grupos mais fortes do congresso?

UM ERRO GRAVÍSSIMO:
Nós militares sempre imaginamos que colegas que se candidatam estão querendo “se dar bem” e, de certa forma, se você também pensa assim, você está certo. Afinal, o parlamentar no Brasil é um ser privilegiado. Nossos colegas, realmente vão se dar muito bem!
Acontece que este é o ÚNICO MEIO LEGAL que existe e que conhecemos para conseguir com que nós militares tenhamos alguma chance de ter nossos direitos preservados.
Todo grupo que quer ser forte tem que ter representatividade no Congresso Nacional!
Vejam os evangélicos! Caso se boicotassem, não teriam a força que tem hoje. Sem falar nos ruralistas que quase emplacaram o Ronaldo Caiado como presidente da república anos atrás, os banqueiros, os grandes empresários...
Ainda que possuam um imenso poder, não se cansam de eleger mais representantes para que seu poder se torne cada vez maior. Eles nem cogitam depender de favores governamentais para a gestão do que acham justo. Eles elegem alguns de seus pares para conseguirem seus objetivos, "se darem bem." E assim, toda a sua classe poderá também progredir. "se darem bem, também".
Nós, por outro lado, por sermos uma classe há muito ABANDONADA E DESUNIDA, vivemos nos boicotando, nos destruindo, nos puxando para baixo. Dessa forma fica muito fácil para o governo tirar cada vez mais nossos frágeis direitos, pois sabem que somos frouxos.
Quem, então, lutará por nós?
Quem nos defenderá se não queremos que nossos colegas “se deem bem”?
Pensem em todos os grupos que tem boa representatividade no Congresso.
O que seriam deles se o tempo todo ficassem pensando que seus pares iriam se dar bem e por isso preferissem deixar de lutar por eles e impedir que conseguissem se eleger ?
O grupo que pensa assim está condenado a perder todas as lutas que travar!
Andará sempre de pires na mão e cabeça baixa.
Senhores, vivemos numa democracia e temos em mãos a ARMA MAIS PODEROSA PARA O CIDADÃO QUE É O VOTO. Falta-nos, agora, a inteligência e a coragem para escrevermos a nossa história.
SDMIL.COM/montedo.com

Kelma Costa: Fé na Missão!

Voz da Tropa
A guerreira Kelma Costa mantém o foco nas causas militares e é candidata a vereadora pelo PHS (Partido Humanista da Solidariedade) em sua terra natal, Juiz de Fora (MG).
Kelma, que vem batalhando há anos em prol dos fardados, não obteve o reconhecimento devido nas eleições de 2014, quando concorreu à Câmara pelo PTdoB. Foram apenas 4.222 votos para deputada federal.


Cacife eleitoral
Insuficiente quando se fala em vaga no Congresso, a votação de Kelma a credencia para aspirar a vereança. Dos 4.214 votos que obteve em 2014, 1.459 vieram de Juiz de Fora. Vereador menos votado entre os eleitos de 2012, o professor Jucélio (PSB) conquistou seu mandato com 1.452 votos. A partir do número expressivo de eleitores que a apoiaram para deputada, a 'Voz da Tropa' tem grandes chances de conseguir um mandato como vereadora em sua cidade.









Candidatos militares: Sargento Elias

O sargento Elias é militar da reserva e concorre a vereador pelo PTB em Bagé (RS)

]

Candidatos militares: Sargento Nogueira

'Sargento Nogueira' é oficial da reserva do Exército e concorre a prefeito pelo PHS em Nova Esperança (PR)
 

Candidatos militares: Moraes

Moares é tenente da reserva e concorre a reeleição como vereador pelo PTB em Dom Pedrito (RS)
Santinho de Moraes - 14014 - Candidato a Vereador 

Candidatos militares: Sargento Vielmo

O sargento Vielmo é militar da ativa e concorre a vereador pelo DEM em Cruz Alta (RS)
 

Candidatos militares: 'Castro da Marinha'

'Castro da Marinha' é sargento da reserva da Marinha e concorre a vereador pelo PSDB em São Gonçalo (RJ)
 

Candidatos militares: Sargento Alex Soares (GO)

O sargento Soares é militar da ativa e concorre a vereador pelo PR em Formosa (GO)
 

Candidatos militares: Vagner

Vagner é suboficial da reserva da Marinha e concorre a vereador pelo PPS em Ladário (MS)
]

Candidatos militares: Coronel Lauro Melo

Lauro Melo é coronel da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PP em Pelotas (RS)
 

Candidatos militares: Enthony Torres

Enthony Torres é sargento da Marinha e concorre a vereador pelo PSC em Nova Friburgo (RJ)

Candidatos militares: Sargento Assis do Bigode

O sargento Assis é militar da ativa e concorre a vereador pelo PSC em Cuiabá (MT)

Candidatos militares: SGT Jailson Santana

Jailson Santana é sargento reformado do Exército e concorre a vereador pelo PSD em Praia Grande (SP)
 

Candidatos militares: Capitão Célio

O capitão Célio é da reserva do Exército e concorre a prefeito pelo PSC em Rodeiro (MG)

Candidatos militares: Aquiciley, filho do Adão do Campo

Aquiciley é sargento da ativa na Marinha e concorre a vereador pelo PRB em Caxias (RJ)
 

Candidatos militares: Daniel Ribeiro

O sargento Daniel Ribeiro é militar da ativa do Exército e concorre a vereador pelo PRP em Caxias (RJ)
 

Candidatos militares: William Marinheiro

William Marinheiro é suboficial da reserva da Marinha e concorre a vereador pelo PTB em Itaboraí (RJ)
 

Candidatos militares: Dalmar

Dalmar é sargento da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PTB em São João Del-Rei (MG)

Candidatos militares: Sargento Sidnei

O sargento Sidnei é militar da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PSC em Santa Maria (RS)

Candidatos militares: Subtenente Hélio 'BOLSONARO'

O subtenente Hélio e militar da ativa do Exército e concorre a vereador pelo PSC em Nova Iguaçu (RJ)
 

Candidatos militares: Capitão Carvalho

O capitão Carvalho é oficial da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PP em Manaus (AM)
Resultado de imagem para capitao carvalho 11333 

Candidatos militares: Ari Cândido

Ari Cândido é sargento da reserva e concorre a vereador pelo PPS em Jaguarão (RS)
 

Candidatos militares: Machado

Machado é suboficial da reserva da Marinha e concorre a vereador pelo PEN em Belém (PA)
Resultado de imagem para josé jorge machado vereador belém

Candidatos militares: Sargento Anderson José

O sargento Anderson José é da reserva da FAB e concorre a vereador pelo PMN em Anápolis (GO)
 

Candidatos militares: Gerson Paulo

Gerson Paulo é suboficial da reserva da FAB e concorre a vereador pelo PSC no Rio de Janeiro (RJ)

Candidatos militares: Coronel do Exército PINHO

O coronel Pinho é oficial da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PHS em Salvador (BA)
 

Candidatos militares: Professor VIDAL

O Professor Vidal é sargento da reserva do Exército e concorre a vereador pelo PEN em Salvador (BA)
  

2 comentários:

Anônimo disse...

Algum candidato da cidade do RJ com maior eleitorado militar de todo o estado? A cidade do Rio de Janeiro... Onde estão seus candidatos???? Quero votar em militar, mas está difícil!!!

Anônimo disse...

Alguém sabe o nome de algum candidato militar em Boa Vista, Roraima?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics