11 de janeiro de 2018

A "greve" da PM potiguar, os "Severinos da Nação" e a história, sempre repetindo-se

Greve? Que greve?
Os policiais militares do RN anunciaram na última terça-feira (9) o final da "greve", iniciada em 20 de dezembro. Por que as aspas, Montedo? Simples: tropa armada não faz greve, faz motim! E motim, convém lembrar, é crime militar.
Como criminosos a FAB tratou os sargentos controladores de voo que se amotinaram em 2007, durante o "caos aéreo" no País, quando a categoria promoveu uma operação-padrão que resultou em atrasos, cancelamentos de voos e imensas filas nos aeroportos. E, por mais que entenda as razões que levaram os militares a agir daquela forma, à época, tenho que dizer: a FAB agiu corretamente. Afinal, a lei existe para ser cumprida. Vale lembrar que, em abril de 2017 o STF pacificou a questão, proibindo qualquer forma de paralisação de servidores públicos de órgãos de segurança. Entretanto, no caso das policiais militares estaduais, não é bem assim.

A história se repete
O blog existe desde 2009. Nesses anos todos, perdi a conta das vezes em que as Forças Armadas foram chamadas para garantir a segurança nos estados, enquanto PMs fardados e muitas vezes armados se recusavam a cumprir seu dever. De memória, lembro dos casos do Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Norte.
Nessas situações, há uma espécie de roteiro-padrão: enquanto a população fica à mercê da bandidagem, os amotinados dedicam-se a criar situações limítrofes de confronto com as forças federais e as instituições, contando com a cobertura da mídia para adubar projetos políticos de seus líderes: assim foi com o Cabo Daciolo no RJ, Marco Prisco e Pastor Isidoro na Bahia, entre outros.

Milicos no fio da navalha
Via de regra, as Forças Armadas tem se saído bem, conseguindo escapar das armadilhas preparadas pelo sindicalismo militar/militante, travestido sob a forma de associações. A postura profissional tem sido decisiva para que os militares federais saiam com a credibilidade ilesa da maioria dos episódios de paralisação.

O bolo que custou uma estrela
General Gonçalves Dias é abraço por PM amotinado na Bahia (Imagem: Roberto Viana)
A exceção mais pitoresca - e, por isso mesmo, notória - acabou custando a quarta estrela ao general Gonçalves Dias, amigão de Lula. 

Durante a greve da PM baiana, no início de 2012, ele estava no comando da tropa de segurança que cercava a Assembleia Legislativa, tomada pelos policiais militares amotinados. Num evento que lhe valeu a alcunha de 'general do bolo', Gonçalves Dias foi homenageado pelos manifestantes. Em imagem que ficou famosa, ele recebeu um bolo em seu aniversário. Ato contínuo, foi afastado do comando da operação e encostado na diretoria de inativos e pensionistas, onde permaneceu como general de divisão até ir para a reserva.


Salários x salários
O grande paradoxo está na disparidade salarial entre as forças envolvidas. De um lado, os militares federais, que veêm seus vencimentos minguarem a cada governo. De outro, com salários maiores, os grevistas, que acabam obtendo mais vantagens ao final de cada episódio.

Anistias à granel
Ato contínuo ao fim de cada movimento, inicia-se um movimento político no sentido de atenuar a responsabilidade dos militares envolvidos. Diferentemente do caso dos controladores da FAB, onde a lei foi cumprida, nunca falta um deputado para apresentar um projeto de anistia aos amotinados, proposta invariavelmente aceita por seus pares.

Resumo da ópera
Ao fim e ao cabo, o que temos? Militares federais com baixos salários, em condições precárias de alimentação e acomodação e recebendo diárias irrisórias, respeitando a lei e cumprindo à duras penas seu dever, fazendo o que os militares estaduais se recusam a fazer, seguros da impunidade.

Resultado de imagem para estúpido!!!
"É a política, estúpido!"
Sem representatividade política, os militares das Forças Armadas continuarão à mercê dos humores governamentais, enquanto exercem o papel de 'Severinos' da Nação. 

Falando nisso...
Você já atualizou seu domicílio elietoral para votar nas eleições de outubro?

28 comentários:

Sgt Véio disse...

A diferença é que os Sgts da FAB queriam aumento. Os do RN estavam 3 meses SEM RECEBER R$ 1,00.

Anônimo disse...

Ao que se vê, as forças estaduais é que estão com a estratégia adequada. Enquanto isso as tropas federais, as quais não possuem nenhuma representação (e não venham com a piada de falar de nossos comandantes), só tomam na cabeça.

Anônimo disse...

Por que no caso dos controladores os oficiais que abandonaram seus postos não foram denunciados tbm?

Anônimo disse...

Fico pensando no que vai dar quando leio que tem general amigão do Lula. A situação dos militares hoje, responde um pouco. Mais uma vez, as autoridades rasgam a Constituição Federal para encobrirem suas irresponsabilidades na administração pública. E todos ficam felizes para... até a próxima "greve". Basta acionar a Força "auxiliar" chamada Forças Armadas.

Anônimo disse...

Na verdade os Sgt Fab queriam melhores condições de trabalho. Pq na época o sistema usado no controle de voo não era confiável e contribuiu para o acidente Golxlegacy. Na verdade estavam brigando por nós, usuários da aviacão.

Anônimo disse...

Isso td é reflexo de pseudos comandantes,que se abaixaram e rebaixara no desgoverno dos esquerdoPaTas,pois poderiam se impor e dizer a real,na 2 greve não iriam,pois esta mais do que claro que hà muitos oprtunistas dentro dos grevistas e fora: oz cb Bruno,sd.Prisco,sgt.Daciolo e oficiais que não se expõem muito ,mas que n fim colhem os louros viram tds estes deputados e vereadores.
Até quando nossas forças desarmadas,despreparadas,desacreditadas e mal remuneradas irà aceitar tanta coisa errada nesse Brasil arruinado peli ParTido e cia?

Marcelo Carvalho disse...

A cada nova missão do EB, uma nova declaração dos chefes, com a mesma lenga-lenga do tipo "a banalização do emprego das FFAA não é desejável" e blá-blá-blá.....

Anônimo disse...

Somos desunidos e merecemos o que somos!

Anônimo disse...

blá-blá-blá-blá...e o salário?

Anônimo disse...

quem nao sabe que os sd da pm estão ganhando mais que um sgt do exército kkkkkkk

Anônimo disse...

Não temos representação política!!!

Anônimo disse...

Dois pesos duas medidas... A greve da PM RN não tem nada a ver com a greve da FAB. Os PM's estavam sem receber seus soldos, logo vem a pergunta: como faz pra viver? O que ninguém quer falar é que o Governador que é o grande responsável por tudo isso passou ileso.

Léo disse...

Parabéns,Montedo!!!

Duas observações ,apenas:

Com relação à prisão e à consequente expulsão da Força Aérea brasileira dos Sargentos citados,eu gostaria de lembrar um fato que retrata muito,mas muito bem mesmo o caráter desse pilantra,criminoso, bandido do Lula.Lembro-me ,perfeitamente.Pois bem...
O Lula estava nos jardins da Casa Branca e,de lá,ao vivo e em cores,pediu aos Sargentos da FAB que encerrassem,terminassem a greve e afirmou,na presença do então presidente da República do Estados Unidos da América- outro papo!- que,caso os Sargentos parassem a greve,ele,o Lula,presidente desta República de safados,de gatunos travestidos de autoridades,Lula se comprometeu em,como Chefe-Maior,Supremo,das Forças Armadas,comprometeu-se de que nada,absolutamente coisa nenhuma aconteceria com os nossos irmãos de farda e que nenhuma sanção lhes seriam impostas, aos militares referidos.

O General Mourão,a quem eu teria o maior orgulho de ir à guerra,comandado por ele,e defender sua própria vida,dentro de uma trincheira,sequer sabemos se foi punido,mesmo depois de tecer críticas a dois presidentes desta república de políticos canalhas- aprovo todas as afirmações do Gen Mourão,em ambas as situações...Mas,pergunto: "o Pau que dá em Chico,não deveria porretar o Mourão,perdão,o Francisco"? Desculpe São Francisco,eu te amo!

E o que que aconteceu,senhores,depois que o meliante voltou para Brasília-DF ? Esse é o LULA para quem o jornal A Folha de São afirmou,ontem,que, -"a maioria dos seus assinantes contatados em suposta pesquisa,gostaria de ver,no segundo turno,com o Alckmin".Ora,não só o ladrão não irá para nenhum turno,nas próximas eleições presidenciais,como o Capitão Bolsonaro ganharemos no primeiro! Se o STF,-perdão- o empresário-ministro ,Gilmar Mendes,não conseguir mudar,dentro do Congresso Nacional,a CF ,e criar o semi-presidencialismo...Está em curso- Acorda,Brasil!


Quanto ao "General do Bolo ", "o pacifista",ele "não perdeu a quarta estrela"! Recebeu as duas primeiras,quando deveria ter terminado como coronel.E,mesmo depois do ridículo,da cena pitoresca,por ordem do próprio condenado por corrupção,o seu presidente de estimação,de então,desta República de bandidos,o ladrão Lula,o General do Bolo ainda recebeu a terceira medalha.Foi colocado numa função que nenhum General quer,é verdade,depois da terceira medalha.Mas o que isto importa para um General que ,muito ao contrário do que o Brasil esperava dele,na época,não só não prendeu o ofertante do bolo,mas , também,de quebra,ainda lhe abraçou- São Francisco de Assis vibrou!!!- Para a nossa tropa foi decepção geral! Essa foto é o símbolo,MAIOR,do descaso para com a nossa tropa,e para com as nossas famílias e representa,de forma indubitável,a subserviência aos sociallixos do Foro de São Paulo e do Pacto de Princeton.Certamente o general deve estar morando numa área nobre ,de Brasília-Df, desfrutando de sua reserva confortável e,a tropa,jogada ao léu nas Poupex da vida! BOLSONARO 2018!!!

Anônimo disse...

Bela postagem e argumentação de idéias, Montedo!!! Deus continue a te abençoar cada vez mais!! Um forte abraço!!
2º Sgt Mnt Com 2004

Anônimo disse...

Meu título pertence ao meu domicílio onde resido e trabalho. ..Bolsonaro 2018.

Anônimo disse...

Não haverá representatividade política para as Forças Armadas, não pq há desunião, mas devido a previsão de proibição explícita na Constituição. Não há interesse da cúpula militar das 3 Forças q se mude esse status.
O resultado, após extinção dos 3 ministérios militares, q tinham uma famigerada representatividade, é gritante: a remuneração atual!

Anônimo disse...

É assim mesmo, depois piora.

Anônimo disse...

É melhor JAIR se acostumando! #Bolsonaro 2018

elio miguel disse...

O que vemos atualmente, é todos os Estados, ou quase todos, com suas finanças em frangalhos. Culpa da economia mundial? culpa da falta de crescimento do PIB?, creio que não. Se futucarem, verão que todos os governadores e prefeitos são péssimos gestores, onde só estão interessados em si mesmos. Falta as figuras dos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, porque não dizer probidade.
As Leis são feitas para serem cumpridas, porém, elas tem si cumprido apenas por um lado. lado esse que sabemos qual é.
De fato as forças de segurança em hipótese alguma poderia usar dos meios de "operação padrão", "aquartelamento" ou greve como queiram chamar, no entanto, como cumprir seus deveres, se o Estado descumpre o direito mais básico, que é uma remuneração mensal? como sobreviver se não recebem, por meses? como honrar os compromissos junto a cartões de crédito, companhia de energia elétrica, companhia de águas e esgotos?
No caso acontecido no RN, o Judiciário, Legislativo, também ficaram sem receber da mesma forma que os Policiais Militares?
Enfim, a culpa nunca será dos Governadores e Prefeitos!!!

Anônimo disse...

militares das forças armadas já ficaram sem receber salário por 3 meses? é fácil falar quando se recebe em dia. Quero ver manter a disciplina de soldados com fome!

Anônimo disse...

O prefeito do RJ também está querendo o Exército nas ruas no carnaval. O que sinto é que, com o general comandante do EB doente, o Exército está cheio de caciques, todo mundo está mandando: prefeitos, governadores, deputados, senadores, cachorros, gatos etc... O EB virou uma nau desgovernada em alto mar.

Anônimo disse...

Somos os palhaços da nação graças a nossos chefes......é so mandar o EB pra rua que ganha menos que a PM.

Anônimo disse...

Acho que nem dá pra chamar de greve se a pessoa não está sendo paga. Trabalhar sem receber é escravidão. Demoraram até demais para parar (na verdade, nem pararam). Chamar isso de motim, então, é sacanagem!

Anônimo disse...

Então, anônimo 12 de janeiro de 2018 10:25, o que falar de quererem multar ou até prender civil porque abandonou o cargo público por não querer mais trabalhar no governo? Ainda tem gente aqui que diz: "Está reclamando do salário, larga e procura outro emprego!" Eu fiz isso e o governo é que fica me "enchendo o saco" agora. Não quero mais o cargo, acabou! Esqueçam-me!

Léo disse...

Concordo 200%

Anônimo disse...

Muito bom Montedo!
Melhor matéria que já li em seu Blog!

Silas Souza Santos disse...

Sou voluntário sim

elielson azevedo disse...

Idem

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics