30 de dezembro de 2016

É o Super-Homem? É um pássaro? Não! É um avião!!!

Um caça F-22 Raptor numa apresentação aérea incrível

Toda tecnologia faz do F-22 Raptor um caça de dominação aérea, temido por qualquer um que possa enfrentá-lo. Algumas imagens feitas durante apresentações mostram que esse caça pode fazer quase o impossível.

UOL/montedo.com

9 comentários:

Cel Av SILANO PONTES disse...

e na FAB aviação de caça com o velho Xavante ou super tucano.

Anônimo disse...

Militares querem mudancas no plano de cargos e salarios, bonus de eficoencia e vinculacao das Forcas Armadas como FUNCAO ESSENCIAL DO ESTADO

Anônimo disse...

A operação Lava Jato estima que foram subtraídos por baixo 20 bilhões de reais- as estimativas superiores dão conta de 42 bilhões - mas vamos calcular por baixo. Considerando o dólar hoje, a uns 3.25 reais, teríamos algo em torno de 6 bilhões (de dólares) saqueados! Beleza...até aí só "mais um caso de corrupção", segundo a globo news. Aí você olha para o lado e vê esse país no jeito que está...saúde, educação, segurança etc, são arremedos de serviços prestados a nossa população, quanto mais a modernização das forças armadas! Se considerar que a Lockheed Martin produziu um F22 raptor ao custo médio de 120 milhões de dólares cada, teríamos aí uns 50 e poucos caças de 5ª geração!Os EUA tem em torno de 190 caças operacionais desse tipo. O F22 parou de ser produzido. Vai ser substituído pelo F35, criado em parceria com o Reino Unido. Não precisa de muita análise sobre os números para se perceber que o que custa caro nesse país são os políticos bem como a corrupção que promovem. São o grande entrave para nosso desenvolvimento...mas a Mírian Leitão no momento, está mais preocupada com a "aposentadoria dos militares".

PRADO disse...

MONTEDOOOO, FAZ UMA POSTAGEM DISSO AI:

https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/conheca-os-10-cargos-que-receberao-mais-de-r-17-mil-partir-de-2017/

Conheça os 10 cargos que receberão mais de R$ 17 mil a partir de 2017!

nosso efetivo é grande e OCIOSO, podemos reduzir e melhorar nosso sistema, operacionalizar a tropa, e melhor empregar os recursos da defesa.
NÃO ESTAMOS EM GUERRA E NEM HÁ AMEAÇAS, então é hora de reduzir efetivo e empregar o valor dos salários em adestramento e qualidade de vida e caserna

Anônimo disse...

concordo com o amigo acima e já foi falado,

sem condições de aumento maior para os militares, pois nosso efetivo é muito grande.

na minha opinião é verdade, somos muito e muitos de nós estamos ociosos. número exagerado de Oficial CPOR E NPOR pra que meus irmãos,

os sargentos de carreira estão pulando fora dos barcos, há turmas com mais de 30% do efetivo fora

Anônimo disse...

Problema desse paiseco são os políticos não os milicos!!! Todo mundo se olhando e vendo como apertar o cinto pra encolher as despesas e você não ouve e nem ouvirá dizer que políticos e/ou judiciário irão reduzir os gastos!Entendam, hoje as soluções simplistas/populistas são encolher o efetivo e aumentar o tempo de serviço... e amanhã, qual será ?? acabar com as FA pois vão alegar muito custo e pouca utilidade? A roubalheira não vai parar - isso é um fato! - as necessidades aumentarão assim como a população aumentará naturalmente. Nossa imprensa lixosa tem que parar de denominar de "crise" aquilo que foi "roubo" dos cofres públicos!

Anônimo disse...

Efetivo grande e ocioso? Isso pq vcs não sabem que no palácio Duque de Caxias, no CML-RJ, existem somente 17 Generais e 800 Cel Full, entre ativa e PTTC, naquelas Diretorias e Secretarias que existem não sei pq... Todo efetivo de Oficiais do Exército Dos EUA concentrados naquele espaço ao lado do relógio da Central do Brasil... Em dia de cerimonial é um pega pra capá qdo a Chefia de Pol proíbe estacionamento lá dentro. Fulano chega e diz " Mas eu sou Ten Cel, sou Semi-Deus"... Aí o amigo da Ch Pol diz "Sr., aqui são 800 Cel Full, o Sr, no máximo aqui é o Bobo da Corte"...

Anônimo disse...

Eles querem oprimir a tropa e demais trabalhadores com reformas que nos cortam os proventos na carne, para que o dinheiro que sobrar seja empregado em brinquedos supersônicos que encherão o bolso dos empresários suecos. Sem contar com as propinas e repasses que surgirão quando o povo colocar ainda mais dinheiro na mão deles. Já pagamos 42% de imposto e eles querem mais. Corporações e governos precisam respeitar o povo. Assista "dividocracia" e saiba mais sobre o assunto. Lamentável.

Anônimo disse...

No atual patamar da tecnologia aeroespacial, estes caríssimos "brinquedos" com alto poder de destruição irão ficar cada vez menos tempo em serviço. Os drones atuais são protótipos dos futuros caças não pilotados. Já existem N projetos, prontos para entrarem em prática, assim que surjam novas tecnologias que viabilizem a relação custo/benefício e propiciem a implementação destes projetos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics