30 de abril de 2016

Exército recebe o primeiro carro elétrico

Ivan Plavetz
O Exército Brasileiro recebeu o primeiro veículo elétrico e um eletroposto que fazem parte do projeto piloto de segurança energética. Tanto o veículo quanto o posto de abastecimento serão monitorados pelo sistema de gestão de mobilidade inteligente Mob-i.ME, que captará energia solar por meio de 12 baterias de sódio que acumulam até 282 kWh.
Pioneiro no Brasil, o projeto Segurança Energética Módulo de Armazenamento de Energia possui um sistema híbrido, que pode coordenar várias fontes de energia simultaneamente, como a solar, eólica, hidrelétricas, diesel, biometano e geotérmica. Esse processo irá gerar uma economia de aproximadamente R$ 30 mil para o Exército mensalmente, cerca de 10% da sua fatura de energia. A economia poderá dobrar, caso o sistema seja acionado no horário de ponta, momento em que a energia custa mais caro.
A cerimônia de lançamento do projeto-piloto e da entrega do carro elétrico aconteceu no quartel general do Exército Brasileiro no Setor Militar Urbano, em Brasília. A concepção deste projeto é uma parceria entre a Força Terrestre, Itaipu Binacional e Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI).
“No nosso desenvolvimento militar, no aperfeiçoamento de sistemas de Defesa, o grande gargalo que encontramos hoje está exatamente na capacidade precária, ainda, de armazenamento de energia. O que estamos fazendo aqui tem uma clara e importantíssima perspectiva de futuro”, afirmou o comandante do Exército, general-de-exército Eduardo Villas Bôas.
“A Defesa será tão mais forte, quanto mais forte for a participação da área empresarial, da economia como um todo e da área científica e tecnológica”, defendeu o general.

Carro elétrico
O carro, da marca Renault Fluence Z, possui motor de 70 kw de potência com desempenho semelhante a um carro convencional movido à gasolina com motor 2.0 e 16 válvulas. O sistema Mob-i, que fará o monitoramento, foi desenvolvido pela empresa de tecnologia de Portugal CEiiA em parceria com a o Parque Tecnológico de Itaipú. O sistema permite monitorar a localização do carro, velocidade, deslocamento e redução da quantidade de CO2 emitidos.
O veículo foi cedido ao Exército em caráter de empréstimo por dois anos, renováveis por mais dois. O posto de abastecimento, montado no QG do Exército em Brasília, é capaz de fornecer energia para até dois veículos simultaneamente, carregando-os em quatro horas e proporcionando até 200 quilômetros de autonomia. Esta energia será provenientes dos 360 painéis fotovoltaicos instalados e conectados a seis inversores solares com potência total de 90 kW.
Armazenamento de energia
De acordo com o diretor geral da Itaipu Binacional, Jorge Miguel Samek, o sistema de armazenamento de energia faz parte de um projeto mais amplo que deverá ser consolidado até o final do ano. “Nós queremos neste ano consolidar a implantação desse projeto e, a partir daí, entrar em escala e em uma dinâmica que vá abastecendo toda a necessidade que o Exército possui”, acrescentou.
Segundo Samek, o primeiro grande container, que já saiu de Itaipu, chegará até o próximo mês de maio. O sistema será instalado em pelotões de fronteira e em outras organizações militares do Exército na região amazônica. Este procedimento faz parte de um acordo de cooperação firmado entre a Força Terrestre, Itaipu e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu.
Também estiveram presentes na cerimônia, o secretário-geral do Ministério da Defesa, general Silva e Luna, a secretária de Produtos de Defesa (SEPROD), Perpétua Almeida, a diretora financeira executiva de Itaipu, Margaret Groff e o diretor-superintendente da FPTI, Juan Carlos Sotuyo.
TECNOLOGIA & DEFESA

24 comentários:

Anônimo disse...

Senhor MONTEDO; Quanta tecnologia no EB:

- Carro Elétrico e militar pilhado.

Dizem que no "governo democrático de 64" maior tecnologia, não havia:

- Governadores e prefeitos biônicos.

AS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS SÃO FANTÁSTICAS: (gritando)

- COMANDANTES DE FERRO, COM PESO EM OURO e;
- TROPA DE ELÁSTICO, COM SOLDO DE PLÁSTICO.

SÓ ME RESTA GRITAR: É FANTÁSTICO!!!!!!!!!



Anônimo disse...

Não sei o que é mais caro nesse país a gasolina ou eletricidade.

Anônimo disse...

Isso é um poeta! Parabéns meu amigo por resumir tudp recitando tão belas poesias.

Anônimo disse...

Veio a calhar com esta crise, hein!!!

Anônimo disse...

Prefiro o Toyota Bandeirantes.

Anônimo disse...

Senhores, já temos a explicação do pq da economia de energia nas OM, eles estavam preocupados em abastecer o carro.
é fantastico

federal mg disse...

Montedo está só garantindo o patrocínio pessoal. Fiquem tranquilos !

Anônimo disse...

A menos de um mês assisti uma palestra ministrada pelo Diretor de Gestão Orçamentária em Curitiba onde o mesmo frisou diversas vezes quanto a necessidade de "muita economia" de energia e água, ai vem o comandante da Força inaugurar projeto de carro elétrico rsrs, só pode ser piada. Com certeza esses carros devem gastar mais que ar condicionado, diga-se de passagem que estão com seu uso proibido mesmo no verão. Sem contar que eu acho que não fizeram aquele calculo que fazem para se utilizar álcool no lugar de gasolina, com certeza a energia nesse país é mais cara que a gasolina e não compensa o seu uso. Acho que o problema da Força é o mesmo que ocorre na ponta da linha, muita reunião e muita falta de planeamento. Vida que segue.

Anônimo disse...

Essa vtr aqui ficaria parada. Se cortaram o banho quente e até carregar celular está proibido, imagina "abastecer" essa vtr.

Anônimo disse...

Isso só é politicagem. Nossos generais são assim, por isso são generais. começa na vida como coronel a politicagem de depois se especializa como general...

Marechal Macho disse...

Um militar testando o auto e cinquenta, ociosos, apalermados, assistindo a experiência.
Que falta faz uma guerra!

Anônimo disse...

Isso está igual a ideia quando surgiu o projeto do carro a álcool. Serviu para enganar os brasileiros e enriquecer os usineiros, montadoras e comparsas dos políticos. Hoje quem tem carro bicombustível, paga caro, e geralmente só compensa usar gasolina e quem só usa gasolina, paga o pato, pois tem mais álcool do que gasolina no combustível, alterando o consumo do veículo. Carro elétrico, que seria o futuro, vai se tornar inviável pelo preço da energia. Querem economizar, usem de volta as carruagens.

Anônimo disse...

Montedo, até onde li, 9 comentários, 9 críticas. São militares ou MAV's?

1_ O projeto é PILOTO ou seja, EXPERIMENTAL.

2_ O Projeto será alimentado com energia solar com outras opções que pode coordenar uso eólico, hidrelétrico, diesel, biometano e geotérmico.

3_ O veículo foi cedido ao Exército em caráter de EMPRÉSTIMO por dois anos, renováveis por mais dois. O posto de abastecimento, montado no QG do Exército em Brasília, é capaz de fornecer energia para até dois veículos simultaneamente, carregando-os em quatro horas e proporcionando até 200 quilômetros de autonomia. Esta energia será provenientes dos 360 painéis fotovoltaicos instalados e conectados a seis inversores solares com potência total de 90 kW.

Anônimo disse...

Ao ilustre do 1 de maio de 2016 22:02, V.Sa não está lendo comentários de MAV's, mas sim de MMP's ( Militares Mal Pagos).

Anônimo disse...

Senhor comentarista 1 de maio de 2016 22:02, sabes que não existe almoço de graça?
Nem comentarista bonzinho?
Abs

Anônimo disse...

Resumindo: a tropa economiza e fica no calor para abastecer o carro do comando.Aproveitando mando uma piadinha, mas bem que poderia ser por estas bandas:

Fidel está fazendo um de seus famosos discursos:
— E a partir de agora teremos de fazer mais sacrifícios!
Diz alguém na multidão:
— Trabalharemos o DOBRO!...
— ... E temos de entender que haverá menos alimentos, menos energia, menos combustível, não haverá aumento de salário...
Diz a mesma voz: — Trabalharemos o TRIPLO!...
— ... E as dificuldades vão aumentar muito!...
Completa a mesma voz: — Trabalharemos o QUÁDRUPLO!
Aí o Fidel pergunta ao chefe de segurança e informações:
— Quem é esse sujeito que vai trabalhar tanto??
— O coveiro, mi comandante!

Anônimo disse...

Mesmo experimental, nunca li, soube ou me falaram que o EB fosse palco de experiências científicas inovadoras, como disse um anônimo, para fazer este simples gesto, abastecer, são precisos uma centena de militares??? Se a tecnologia solar é o futuro, comecem pelas unidades do sul onde a temperatura no inverno é zero e o chuveiro é frio; ou o nordeste/norte onde a temperatura é alta e o ar condicionado deve ficar desligado. Na falta do que fazer...

Anônimo disse...

O Brasil é uma piada, mesmo.Querem copiar o primeiro mundo mas não tem jeito das coisas permanecerem como inauguradas. O PROÁLCOOL, projeto "exemplar" criado para combater a crise de petróleo, enriqueceu os usineiros e hoje só encarece a manutenção dos carros e prejudica quem só usa gasolina; projetos da COPA, ficaram pela metade; sistemas integrados de bicicletas usadas na Europa, por aqui são furtadas e depenadas; obras para os jogos olímpicos, novamente pela metade e deficientes como a despoluição das águas da baia de Guanabara; do trem bala, ficaram só as balas da insegurança pública; O gás natural veicular, de tão caro a instalação e falta de postos pelo país, não surtiu o efeito esperado; onde estão os ônibus com biodiesel ou mesmo os elétricos, para economizar?

Anônimo disse...

É, como eu havia dito num comentário em outro post, o blog do Montedo é mesmo um sucesso. Até os S2/CIE (e quem sabe o Adj Cmdo) estão sempre aqui para contestar as inúmeras críticas. Veja o comentário do Anônimo 1 de maio 22:02, muito conhecimento detalhado sobre o projeto...humm

Será que isso explica o porquê de alguns "s2" da minha OM ficarem a maior parte do dia trancados na seção? Será que estão antenados no Montedo?

Marechal Macho disse...

O S2 de minha OM fica na rede à cata de fotos postadas por militares.
Verdade!
E o marginal, tacando pedra no Sgt rondante.

Anônimo disse...

Não querendo detonar com a iniciativa, os carros dos comandantes e dos parlamentares em Brasília deveriam ser todos elétricos.Iria parar o macete do abastecimento fantasma que desvia fortunas.Com aquela turma de Brasília não se brinca. Se cair uma moedinha do seu bolso, eles pegam e não devolvem.Ao pessoal do nordeste, pega os jegues abandonados. Os bichim tão sendo esquecidos e são prestativos. Andei muito.

Anônimo disse...

Ten Montedo. Acho que ao invés de publicar textos o Sr. deveria publicar figurinhas pois esse povo não lê nada do que é publicado e daí começam a comentar asneiras atrás de asneiras...
1 SGT Infa Brazil

Anônimo disse...

Excelente comentário o do 3 de maio de 2016 02:15. Vamos começar publicando a figurinha do 1 SGT Infa Brazil. Quanto ao "Brazil" sem comentários. E viva a infantaria!!!!! Brazil KKKKKKKKKKKKKKKKKK! Figura!!!!

Anônimo disse...

Senhores, a energia é de painéis solares....

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics