22 de abril de 2016

Comandante do Exército diz que 1964 foi um erro das Forças Armadas. Ou: como uma 'notícia' mentirosa virou manchete.

No dia do Exército (19), o General Villas Bôas fez uma palestra aos estudantes e professores do UniCEUB (Centro Universitário de Brasília). Tema: "O papel do Exército na vida nacional". Abaixo, o vídeo completo:

Durante uma hora, o Comandante da Força abordou vários assuntos. Em alguns tópicos, prevaleceu o tom professoral das aulas de história militar. Em outros momentos, entretanto, aflorou a vivência militar do 'VB' - como referiu-se a ele um seu ex-instrutor da Aman.
Nas questões relacionadas à Amazônia,  ele questionou a validade da preservação das tradições da cultura indígena, mesmo as mais bárbaras, como a que determina que a índia, ao dar à luz sozinha na mata, dê cabo imediato do recém nascido caso este apresente algum defeito físico, ou mate um dos bebês, no caso de nascerem gêmeos. Foi incisivo e crítico quanto ao papel das ONGs que pululam na selva e também quanto aos interesses nada humanitários de outros países pela região.

"A pergunta que não quer calar"
Mas o foco aqui é outro: ao final da fala do general, como é de costume, foram feitas diversas perguntas e colocações pelos presentes. Entre elogios dos membros da mesa e perguntas sem profundidade, o general pode dar-se ao luxo de 'cometer' uma ou duas piadas sem graça.
Como a plateia não apresentava disposição para tal, o professor João Herculino Lopes Filho fez 'a pergunta que não quer calar' (no vídeo, às 2:00:30). Ele quis saber que análise Villas Bôas faz da conjuntura atual, traçando um comparativo com o período da 'intervenção militar'. Abaixo, na íntegra, a resposta do general:
"O Brasil, da década de trinta até a década de oitenta foi o país do mundo que mais cresceu. Pega ali, Getúlio Vargas - né!- Juscelino e os governos militares. Nas décadas de sessenta,  setenta, oitenta, nós cometemos um erro, nós permitimos que a linha de fratura da Guerra Fria, linha de confrontação, passasse dentro da sociedade brasileira e nos dividisse. E o Brasil, que era um país que vinha com forte sentido de projeto, com ideologia de desenvolvimento, [...] perdeu a coesão, perdeu esse sentido de projeto. Ele 'tá' sem um rumo, uma direção. Nosso País está meio à deriva. São vários os fatores que contribuíram pra que isso acontecesse, mas a verdade é que nos dividimos. Eu conversava isso com o ministro da Defesa, que é do Partido Comunista do Brasil e hoje trabalhamos juntos, absolutamente identificados e temos como convergência os interesses nacionais e nos demos conta - imagina! - ficou o ministro, que era, ele prum lado e eu pro outro, éramos quase inimigos, ou nos considerávamos inimigos. Então vejam que erro que nós cometemos! Nos falta esse sentido de projeto, até porque, nos precisamos de recuperar isso porque não estamos livres de que venha a acontecer uma outra Guerra Fria que venha nos dividir novamente, não nos mesmos parâmetros, não nos mesmos fundamentos ideológicos, mas...vou citar um exemplo: quando a Nicarágua anunciou que ia construir um outro cnal, com apoio da China, houve uma enorme movimentação ambientalista no sentido de que o novo canal ia trazer problemas ambientais. O foco, o centro de poder que orienta esse tipo de coisa, vem 'da onde'? Vem de países que seriam eventualmente prejudicados pela construção do canal. Então, não tenho dúvida que nós podemos sofrer também algo, um processo semelhante que venha a nos dividir novamente. Por isso temos que recuperar a coesão nacional e sentido de projeto, colocar o interesse do País, da Nação, acima de todas essas querelas que dominam o nosso dia a dia hoje. Com relação a 1964, comparar com a data de hoje, houve duas diferenças básicas em 64. Primeiro: era período de Guerra Fria, posições extremadas e ideologizadas. Segundo, que em 1964 o País não contava com instituições amadurecidas, com seu espaço e limite de atuação definidos, cumprindo adequadamente seus papéis. Então, hoje, a grande diferença está aí: o Brasil tem instituições amadurecidas, ele é um País já sofisticado, com sistemas de pesos e contrapesos que dispensam a sociedade de ser tutelada. A partir daí, as Forças Armadas entendem... dois aspectos fundamentais que orientam a nossa atuação. Primeiro é a da legalidade: todo e qualquer emprego das Forças Armadas estará absolutamente condicionado pelos dispositivos legais, desde a constituição, passando pelas leis complementares e assim por diante. Se formos empregados, isso se dará sempre por iniciativa de um dos poderes, como vimos na redação do Artigo 142 da Constituição. Força armada não existe para fiscalizar governo, muito menos para derrubar governo. O segundo fundamento nosso é o de que nós temos como obrigação contribuir para a estabilidade, condição extremamente necessária para que as instituições continuem trabalhando em condições ideais e em nome da sociedade encontrem o caminho para superar essa crise toda que nós estamos vivendo. Nós vimos esta semana, foi uma semana extremamente preocupante, uma série de medidas preventivas foram adotadas por nós e vimos e as coisas transcorreram naturalmente. Os embates na área política e na área judiciária tem sido extremamente acirrados mas as instituições estão funcionando."

Trata-se de uma fala absolutamente equilibrada, de alguém que tem a exata noção do cargo que ocupa e da responsabilidade que carrega. Negritei ali em cima e reproduzo novamente aqui a primeira parte da resposta do general:
"O Brasil, da década de trinta até a década de oitenta foi o país do mundo que mais cresceu. Pega ali, Getúlio Vargas - né!- Juscelino e os governos militares. Nas décadas de sessenta,  setenta, oitenta, nós cometemos um erro, nós permitimos que a linha de fratura da Guerra Fria, linha de confrontação, passasse dentro da sociedade brasileira e nos dividisse.

Atenção!
- O general afirmou que o Brasil foi o país que mais cresceu de 1930 a 1980!
- É óbvio que o 'nós' a que se refere o comandante é o conjunto da sociedade brasileira, não seus governantes!!!

Uma versão vergonhosa
Heloísa Cristaldo, que cobriu o evento para a Agência Brasil, fabricou uma versão vergonhosamente mentirosa dessa fala, no texto que publicou. Confira:
'Villas Bôas disse que a intervenção militar de 1964 foi um erro das Forças Armadas. “O Brasil da década de 30 a 50 foi o país do mundo que mais cresceu, com Getúlio [Vargas], Juscelino [Kubistchek]. Nos governos militares nas décadas de 70 e 80, nós cometemos um erro, nós permitimos que a linha da Guerra Fria nos atingisse e o país que vinha num sentido de progresso, perdeu a coesão”, analisou.'

Nota à margem: a Agência Brasil é um braço da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), portanto, a voz oficial do governo. Adiante.

A escalada da 'verdade' nas manchetes e redes sociais
Foi o que bastou para a 'informação' ganhar manchetes em outros sites, como vemos na colagem aqui ao lado. A 'verdade' foi estampada inclusive no Noticiário de Imprensa (Notimp) da FAB.
A 'notícia' de que o Comandante do Exército admitiu que 1964 foi um erro das Forças Armadas está sendo replicada furiosamente nas redes sociais.

Talleyrand, os Bourbons e os petistas 
(By Reinaldo Azevedo)
 “Eles não aprenderam nada; não esqueceram nada!”

46 comentários:

daniel disse...

Queira desculpar-me, Sr Montedo, mas para mim o comandante continua "equivocado". Quando ele comenta que trabalha bem com Aldo Rebelo(min da Defesa) acho que o Cmt não leu a cartilha do PC do B ou está no mesmo barco que os Esquerdistas.
Desse jeito as Forças Armadas continuarão sendo massacradas. Lógico que a esquerda não é burra. Agrada os Oficiais e o resto que se vire. Se um Cmt não observar isso, cai na lábia deles. O incrível é que esse pessoal da esquerda trabalha igual em todo lugar, ou seja: conquista os comandantes e quando não precisam mais deles, descarta-os.

Anônimo disse...

O que o general precisa entender, e deve saber disso, é que para os vermelhos, a revolução de 1964 não acabou.

Anônimo disse...

O comandante do exercito precisa voltar a estudar e saber que a real situação de 1964 não foi golpe e sim um pedido parlamentar que consta na biblioteca nacional da camara. O periodo militar foi o que mais cresceu o Brasil, com menos corrupção, menor desemprego e maior crescimento. Podemos dizer que não vemos nenhum general que foi presidente da epoca rico diferente de hoje em dia que basta ser presidente 4 anos e sair rico.
Logicamente teve seus problemas com grupos paramilitares comunistas que não aceitavam o que o governo exigia. Porem para quem viveu na epoca não reclama, bastava ser trabalhador que não se tinha problema, porem para vagabundos a lei era dura...

Anônimo disse...

Essa versão inventada só é possível porque esse general tem uma postura morna, que permite qualquer tipo de análise. Se ele tivesse uma postura firme, de acordo com o cargo que ocupa, se fosse firme na convicção dos valores castrenses, se soubesse impor o respeito necessário, se não quisesse bancar o bom moço, se agisse como o exército inteiro espera que ele aja, certamente essa versão não se sustentaria, qualquer pessoa minimamente capacitada intelectualmente saberia que o discurso não encaixaria no seu perfil. Vejam por exemplo se alguém inventa uma versão dessas para o Bolsonaro, qual a possibilidade de alguém acreditar. Agora o "VB" que gaste sua energia acumulada na cômoda situação, para desfazer o mal entendido.

Anônimo disse...

Fiz uma leitura com a técnica hexagonal e não achei as palavras aumento salarial.

Anônimo disse...

Que sentido de projeto, que falta de coesão? A dos comunas?
Cmt, tente representar os seus subordinados pois, nenhum de nós concorda com tais pensamentos.
Que fratura da Gue.rra Fria que nada. Aquilo foi mais do que necessário

Anônimo disse...

Oh minha gente....vamos aprender a ler e interpretar os textos....

Anônimo disse...

Pena terem alterado tanto a natureza com alimentos transgênicos, com técnicas que acabaram com a sazonalidade. Estamos em abril, pela natureza já não seria mais época de Melancia.

Ricardo Leiven Charlton disse...

É um absurdo que o comandante do exército seja tão leviano.. Como ele tem a cara de pau de afirmar que é aliado de um comunista? Isso é o cúmulo. General, você não engana mais ninguém. Esse cara deve seguir a cartilha de Lenin e os escritos marxistas com todo fervor de militante. Que vergonha.

Aparecida Donizeti de Oliveira disse...

E como ele entende que não vivemos um conflito ideológico?!Não conhece o Foro de SP? Não viu e ouviu o povo, milhões nas ruas gritando que nossa bandeira jamais será vermelha, contra alguns milhares pagos com bandeiras vermelhas? Não ouviu as ameaças e ironias ao nosso patriotismo? Se não pode falar, então melhor silenciar do que demonstrar desconhecimento do que estamos vivendo no Brasil! Aliás no mundo!

Aparecida Donizeti de Oliveira disse...

Concordo com você! Não entendo esse comandante!

Anônimo disse...

Pessoal , sei que o que vou escrever não tem nada a ver com o post, mas gostaria de pedir a opinião dos senhores , pois sei que muitos aqui são militares experientes e por isso resolvi vir aqui para que me ajudassem numa difícil escolha . Sou sargento recém-formado na EsSA , e recentemente tomei conhecimento de uma convocação para a polícia militar de Minas gerais , concurso que prestei quase que simultaneamente ao do EB . Acontece que estou numa tremenda duvida , pois , embora eu goste muito de servir ao EB , na Polícia Militar terei um salário maior ( 4.100 como sdPM x 3.000 como sgt do EB) , além da valorização da carreira que passará a exigir nível superior de seus soldados , mas ao mesmo tempo tenho receio das adversidades que encontrarei como policial num país tão desordeiro como o nosso , além , é claro , do alto risco que é a profissão policial .Enquanto que no EB , ganho menos , mas correrei menos riscos e me estressante menos .
Meus colegas,espero a opinião de vocês , pois as levarei muito em conta na hora de optar pela carreira a seguir .
Desde já meus sinceros agradecimento .
sgt Gustavo .

Anônimo disse...

Cara tenho 19 anos de "carreira" como sargento do EB e sempre digo as pessoas que não recomendo ser praça do EB nem ao meu pior inimigo, não pense mais e pule fora do EB, continue estudando na PMMG e depois pule fora também, militarismo nenhum é bom mas o das forças armadas é o pior dentro do país.

1° Sgt Cav contando os anos pra reserva.

Anônimo disse...

Nos generais foram corrompidos pelas prerrogativas de políticos ministeriais e com a temática comunista. É uma vergonha ouvir isso de um comandante que vivencio 1964 falar absurdos dessa forma. Não existem mais militares igual o dá época que eram realmente patriotas e não políticos.

JESUS ESTÁ VOLTANDO disse...

Não è só o gen vb que è de esquerda

Anônimo disse...

Ao sgt recém-formado :
Desde quando o sargento tem carreira no EB ? Tenho 15 anos de EB e recebi uma promoção depois de formado na EsSA ! E os aspirantes que chegaram junto comigo na tropa hoje são major, ou seja, 04 promoções na carreira deles.
Bizu de segundo-sargento : Vai pra PM e seja feliz !!!!!!!!!!

sgt/2001

Anônimo disse...

Eu acho, sinceramente, que os militares erraram na ditadura. Mas quem quer que estivesse no lugar deles, também erraria, assim como os grupos armados. Ninguém iria tratar guerrilheiros com flores ou tapete vermelho. Dizem que alguns, que hoje se fazem de "torturados", até entregaram os companheiros de graça.Colocando na balança, tirando os pecados, nós tivemos, sim, mais desenvolvimento. O que os petistas tem para deixar de herança? A maior corrupção da história do Brasil e outros crimes vergonhosos.

Marcos disse...

Gostaria de perguntar ao Adjunto do Comando se o que vi na posse ( comício ) do Lula como " ministro " era mesmo o Sr. Aldo Rabelo sentado na primeira fila ou se eu me equivoquei, não bebo, não uso drogas, nao tomo aquele chá alucinógeno que o ministro da justiça diz que nao toma mais , e se for mesmo o ministro da defesa o que vcs acham da presença do amigo Aldo Rabelo num evento com gritos de guerra, ofensas a liberdade de imprensa e o pior ofensas até ao judiciário ,além da presença dos baderneiros do MST na platéia, Adjunto do Comando, era mesmo o ministro da defesa sentado na primeira fila?
STen Eng Marcos Pinto - RJ

Anônimo disse...

Sim , caro colega , infelizmente você tem razão . A começar pelo fato de um Sd pm ganhar mais que um Sgt do EB , e olha que minas nem é o melhor salário da PM no Brasil , sem contar ainda que é um absurdo um uma força auxiliar ganhar melhor que as forças armadas .
Mas tenhamos fé , nossas FFAA vão ser valorizadas futuramente , é só esperar !!!!

Anônimo disse...

Bom tenho mais de 20 anos de EB, hoje eu não entraria no EB, a perspectiva é sombria um conselho va para PM e estude...

Anônimo disse...

Para o recém formado.
Sou S Ten 28 anos serviço com CHQAO já estou indo para o 4° QA para QAO, fui ultrapassado por militares sem qualificação para o cargo e sem habilitação para exercer a função de QAO e alguns promovidos foram reprovados no exame de admissão a QAO.
Se você não for apadrinhado no EB, dê o fora.
Conheço uma 2° Sgt PMMG ela vez o CHOPMMG e foi promovida em um ano a 2 Tenente.
Existem STen com 8 QA aguardando promoção, sem problema de justiça ou disciplina, são excelentes trabalhadores.
O meu cunhado também fez CHO PMMG quando éramos 1Sgt e hoje ele já está na reserva como major.
Espero ter te ajudado na escolha.


Nei Carmelita disse...

Eu continuaria como Sargento devido aos riscos de vida como PM. Continuaria estudando para tentar mais tarde outros concursos.

Anônimo disse...

Cheio de parentes na PM e o bizonho veio pro EB. ST, Assuma sua responsabilidade.

Anônimo disse...

O ST Marcos Passo, o que o Adj Cmdo tem a ver com os ministros nomeados pela dilmanta?
ST INFA

Anônimo disse...

Alguém conhece as Figuras de Linguagem? Conhece uma coisa chamada Figura de Ironia? Pois bem, a pergunta do sargento "novinho" é essa figura da Língua Portuguesa. E ainda tem gente para responder o cara.

Anônimo disse...

Camarada 3. Sgt, você tem toda razão em estar preocupado com essa decisão. Digo isso com toda propriedade, pois também passei por essa situação o ano passado. Assim como você eu fui aprovado para o cargo de agente da PRF...fiz o curso de formação e depois fiquei aguardando a nomeação. Confesso que todos os dias que antecederam a minha nomeação eu pensava nisso o tempo inteiro, se deveria ir ou ficar no EB e continuar estudando ou deveria tomar posse e ir embora de vez....

Pois bem, tomei uma decisão que considero uma das mais difíceis da minha vida e decidi ficar no EB....levei em consideração vários fatores que julguei importante e, portanto, que não cabe discutir aqui.

Meu caro, é difícil te dar uma opinião, porém o que posso te dizer é que tome uma decisão que acalme o seu coração....Não aja com emoção pra não se arrepender, aja com a razão, pois quem irá sentir a alegria ou a tristeza dessa decisão é somente você e sua família....

Aqui você encontrará várias opiniões para você deixar o EB e outras para você ficar, no entanto, somente você tomar a decisão correta. Peça a Deus que te ilumine e te ajude nessa decisão.

Grande abraço!

Anônimo disse...

Sgt Gustavo. Em 1986 eu era S1 da FAB, cursado, esperando a promoção a cabo. Fiz o concurso da PMERJ, passei, fiz todos os exames e passei em todos, quando ficou marcado para a minha apresentação na PM, fui promovido na FAB, pintou a dúvida, vou ou fico. A minha esposa disse-me que eu deveria fjcar na FAB, mas eu não era estabilizado, pesando os prós e contras, resolvi ficar na FAB, estudei um pouco mais e fui para a EEAr, hoje estou na reserva, com saúde, curtindo meu neto, mora em Rio das Ostras, casa própria, uma vida tranquila, graças a Deus. Se tivesse ido para a PMERJ, hoje talvez, eu estaria morto, ou condenado a uma cadeira de rodas, ou envolvido em coisas ruins, resumindo, o salário pode ser pouco, mas pense, você vai poder andar em qualquer lugar, terá paz, saúde, isso, salário nenhum paga, tenho conhecidos que são policiais, o semblante nos rostos deles não são de paz. Pense.

Anônimo disse...

Ao colega de farda do EB, hoje em dia pense no melhor para você. Pense que no EB você ficara viajando para o Brasil todo, ganhando merreca no final do mês. Na PM tera realmente uma oportunidade de carreira se estudar, tera um salario mais digno, podera morar perto de sua familia.
A decisão é sua, porem penso que temos que tomar a decisão pensando nos pós e contras que tudo isso trara para a nossa vida. A verdade é que um soldado da PM é mais valorizado, recebe mais e é mais respeitado perante a população que um sargento do EB.
Na minha opinião ambos você estará estabilizado por ser concursado. Porem a PM tera mais oportunidades que no EB. Eu em particular partiria para a PM. Mas a decisão é sua, espero ter lhe ajudado. Boa sorte em sua escolha.

Anônimo disse...

Essa instituição maldita chamada e exército brasileiro diz que seu maior patrimônio são seus recursos humanos, mentira deslavada, instituição que privilegia os que são puxa -sacos, o que não tem um mínimo de condição intelectual e moral, pois é o único lugar do mundo que vc ter um curso superior e nada é a mesma coisa. Ao companheiro que está indo para o 4°QA, Tem minha solidariedade, pois estou indo para o 3°QA e não há nada que ne desabone, tanto minha conduta no âmbito do trabalho como fora dele, fiz essa droga desse CHQAO que o próprio exército tem o poder de esculhambar com o proprio curso, pois não valoriza, instituição mentirosa e covarde, por isso é que está onde está sempre abaixando a cabeça pra uma quadrilha que comanda esse país, não vejo a hora de ir embora pra reserva dessa carniça, ainda faltam 2 anos. Nas Deus é mais.

Anônimo disse...

Acho que os comentários deveriam ser sobre a postagem. Afinal quem entra nos comentários gostaria de debater sobre o tema apresentado. Os últimos comentários todos tem a ver com outro tema que não despertam o mesmo interesse da matéria. Só acho.

Anônimo disse...

Isso sim é que é contra-inteligência (rsrsrsrs). O camarada entra numa sala onde o pessoal estava debatendo sobre a fala do Cmt EB e pede "bizú" pra decidir se vai pra PMMG ou se fica no EB. Na mesma hora o pessoal esquece o tema principal e começam a dar palpites para o "indeciso." (rsrsrsrrs)
Amigos, vocês acham que um SGT EB precisaria vir aqui fazer esse tipo de pergunta? Será que o cara é tão tapado que não consegue decidir sobre sua própria vida? Pessoal, acordem! O cara da dúvida é muito malandro, pois jogou um anzol e a galera correu morder a minhoca (no bom sentido!).
Inteligência é tudo!

Anônimo disse...

Não pense duas vezes jovem, na PM um soldado aposenta ganhando igual a oficial superior do EB, se fizer curso então a carreira dele decola perto da carreira de sgt do EB.

Marcos disse...

Ele nao notou minha ironia no post .... tá difícil interpretação de texto ?

Anônimo disse...

PC com tres anos de instituição esta ganhando mais que capitão do EB. Sugiro que os franciscanos apaixonados pelo exército, tanto Of, e por incrível que pareça, alguns sgt (caso clinico de demência) parem de falar que está tudo maravilhoso, que estamos aqui não para ficar ricos, mas por vocação. Verdadeiros fariseus. parem com a hipocrisia. Paguem com vibração e dedicação a conta do mercado ou a escola dos filhos ao final do mês. Me envergonho de gente como esses alienados. Ao companheiro Gustavo, vá para a PMMG e sejas muito feliz e valorizado, coisa que só os oficiais proporcionam a si mesmos no EB. Daqui a pouco vc será 1Sgt ganhando mais que major do EB (R$ 11.000,00 líquido) deixe essa barca furada que chamam "carreira" das praças do EB. Estou com 15 anos de sv e ganhei uma única promoção pós sair da escola, o que me rendeu "impressionante" 400 reais a mais nos rendimentos líquidos. Vergonha. Aos olhos dos generais, praça ainda ganha muito.

Anônimo disse...

Eu vou sai daqui a pouco não está chovendo, mas vejo umas nuvens pesadas se aproximando. Será que devo levar guarda-chuva. Gostaria da opinião dos companheiros para essa difícil decisão. Muito obrigado. De nada

Clevio Silva disse...

O problema social e econômico do BRASIL é histórico, se existe algum culpado foi a forma de colonização e exploração por séculos do território nacional.
As Forças Armadas herdaram a cultura de portuguesa, as manias e desprezo dos oficiais portugueses pelos brasileiros.
O apadrinhamento, o suborno, a necessidade de se ganhar bem sem o menor esforço, está arraigado na cultura brasileira.
O BRASIL nos últimos tempos de está adquirindo uma identidade própria e isso vai demorar várias gerações.
Mas temos que conservar a paz e a união da população para o fortalecimento da economia e aquisição de uma outra cultura mais harmônica e igualitária.

Anônimo disse...

Ironia? ST Marcos Fujo, me parece eh que estah com recalque do Adj Cmdo...

Anônimo disse...

Tive um instrutor que sempre falava assim: "o sistema funciona dessa forma, se não quiserem aceitar, peçam pra sair, é simples, é assim que funciona, ou estudem passem no concurso sejam superiores e lutem para mudar o sistema". É verdade, enquanto ficamos discutindo o que o comandante falou ou deixou de falar, o tempo tá passando, e não estamos fazendo nada, a não ser criticar a publicação do colega porque somos melhores, ou sabemos mais, que tal nos empenharmos em fazer algo para mudar o sistema, ou será que não temos inteligência o suficiente para isso?

Anônimo disse...

O crescimento do país está diretamente ligado a situação econômica mundial.
As oscilações financeiras mundiais afetam todos os países, aqueles que não tiverem uma política financeira sólida sofrem mais.
O Brasil sofre muito com as oscilações do mercado internacional, o país ainda não conseguiu a tão sonhada estabilidade financeira. O certo que a instabilidade política leva ao caos social e econômico.
O período de crescimento deve ser estudado levando em consideração a instabilidade econômica mundial, como guerras, conflitos armados ou não, e catástrofes climáticas.
Outro fator é a herança herdada de uma política econômica equivocada, realizada anteriormente e que o novo governante deve corrigir. Não há como crescer desta forma.

Outro assunto que está nos comentários.

Sobre o CHQAO, entendo que o Exercito cometeu um erro grosseiro, não levou em consideração a qualificação para o cargo com as devidas habilitação, conforme o Estatuto dos Militares.

O decreto 90116/84 faz menção do CHAO como obrigatório para ocupação do cargo do QAO, enquanto não tiver em vigor seria utizado o CAS.

O CAS realizado naquela época e até 1999, conforme as portarias, habilitava até QAO.

Em 2000 foi retirada habilitação a QAO no CAS. Ficando sem amparo legal para ocupar o cargo de QAO.

Pelo Dec 90116/84 e pelo Estatuto dos Militares somente pode ocupar o cargo de QAO os militares habilitados para o exercício do cargo, que seriam os que realizaram o CAS até 1999 e os militares com o CHQAO.

Pela legislação de Ensino/1999 atual o Curso deve obrigatoriamente habilitar o militar para o cargo que irá ocupar. Isto acontece em 2000 em que o CAS habilita até o cargo de S Ten.

Somente o judiciário pode resolver este caso. O certo é que o cargo só pode ser exercido por pessoal qualificado com as devidas habilitações.

Espero ter ajudado.







Anônimo disse...

Comentarista de 24 de abril de 2016 13:16, me responde uma coisa. Quem é mais louco e alienado, aquele SGT que está feliz e sente-se realizado no EB ou aquele SGT frustrado, infeliz, derrotado, perdedor, sem moral, que também está no EB? Cara, a única explicação pra justificar um cara assim permanecer EB é incompetência! Tá ruim? Vai embora! Acha que alguém vai sentir tua falta? A fila sempre anda! Arruma outro emprego pra pagar a conta do mercado ou a escola dos filhos ao final do mês...
SGT Feliz

Anônimo disse...

Interessante como são algumas pessoas. O sujeito fala, "não recomendo o EB pro meu pior inimigo." PQP! Mas recomendou pra ele mesmo! Santa ignorância Batman. Outros vem aqui e falam: " Tenho 19 anos de EB", ou "Tenho 15 anos de EB", tenho 100 anos de EB... Cacete! Não deu pra perceber que o EB não era o que vocês esperavam logo no primeiro ano não? Virgem Santa! Passar 5, 10, 15, 20 aos em uma instituição sabendo que não vai conquista o que sonha... Cara, isso pra mim significa incompetência. Ninguém te pegou no laço e te obrigou a ficar no EB. Se está aqui até hoje é por única e exclusiva decisão pessoal. Ninguém,com coragem pra trabalhar morre de fome no Brasil. Vão ser felizes em outro lugar!
SGT Brigada!

Anônimo disse...

O comentarista de 23 de abril de 2016 21:57 é outro exemplo clássico de quem se alimenta da própria frustração. O cara diz que o EB é "maldito". Algum dia atrasou teu pagamento? Você passou fome? Você precisou morar na rua? Faltou comida, roupas, estudo pra teus filhos? Cara! Olha pro teu umbigo! Desde o primeiro dia no EB você deve ter percebido que não ficaria rico, mas com certeza vc também percebeu que não te faltaria o essencial, tato que está aqui até hoje. Então das duas uma, ou fica quietinho e para de reclamar, pois a decisão de ficar foi sua, ou então vaza! Vai embora. Há uma fila enorme de gente querendo tua vaga. Ah, outra coisa. Está no 3º QA? Amigo, sinceramente, vc não sabe ler as entrelinhas. Olha só, o EB está dizendo que você não serve pra ser promovido. Para de querer ficar colocando a culpa nos outros, chamando o pessoal de puxa-saco, que isso não cola. Não tem nada que desabone tua conduta? Tá e daí? Isso é obrigação de todos. Ou você quer ganhar uma medalha por isso? Já passou da hora de ficar dando ouvidos a esse povinho que vive de reclamar. A sentinela do portão das armas está lá pra impedir invasão, a saída é livre! Tenha alguma dignidade.
SGT Brigada

Anônimo disse...

Para aqueles que gostam de reclamar:
Gênesis 3:19
Com o suor do teu rosto comerás o teu pão, até que voltes ao solo, pois da terra foste formado; porque tu és pó e ao pó da terra retornarás!”
ou então:
Eclesiastes 5:18,19
E, na experiência da vida, descobre que o melhor e o que mais vale a pena é: comer, beber, e desfrutar o resultado de todo trabalho realizado debaixo do sol durante os poucos anos que Deus lhe concede, porquanto esta é a sua porção e recompensa.

Por acaso está falando que o sujeito precisa ficar no mesmo emprego a vida toda? Claro que não! "com o suor do teu rosto..." O EB não satisfaz tuas necessidades? Trabalha mais, estuda mais, sua mais e vai ser feliz, em outro lugar!

Anônimo disse...

Kkkkk realmente o EB está degringolando. Tem cego que não vê.
Todos cumprem muito bem a sua missão. Reclamando ou não.
O único problema é que o povo brasileiro gosta de reclamar.
Existe vários exércitos. Já casei de ver. Existem segmentos que conseguem tudo durante a carreira e não por serem os melhores, mas por serem filhos de oficiais ou apadrinhados por eles de alta hierarquia. Existe influência em todos os segmentos, principalmente cursos, contratação de militares temporários.
Quando você observa de perto tudo isso acontecendo, fica desgostoso com o EB.
Todos começam gostando, mas vê durante a carreira muitos problemas que afetam a sua moral e complicado.
O EB não é uma ilha de fantasia que todos pensam.
Não há como denunciar, sem comprometer a carreira.
O exemplo mais recente foi do Ten MESSIAS DIAS, exagerou, concordo, mas foi injusto.
Pode ter certeza que aconteceu com o Ten Messias Dias não é um fato isolado.

Anônimo disse...

Aqui nos comentários todos somos leões....

Allyson de sousa disse...

O que ele exaltou não foi p comunismo, mas o trabalhismo brasileiro, de Getúlio Vargas a Leonel Brizola. Não é comunismo. É trabalhismo nacionalista getulista. Essa é a corrente predominante no exército porque a ideologia do trabalhismo brasileiro é nacionalista.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics