26 de abril de 2016

Até tu, Almirante? Ex-presidente da Eletronuclear foi 'emissário' de propina para partidos, diz delator

Othon foi 'emissário' do PT e PMDB para propina, diz ex-presidente da Gutierrez
BRASÍLIA, DF, BRASIL, 22-03-2011, 11h00: Comissão conjunta de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e controle e de Serviços de Infraestrutura, e de Ciência e Tecnologia realizam audiência para discutir a segurança do programa nuclear brasileiro com o diretor-presidente da Eletrobrás Termonuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva ( careca, gravata vermelha e no canto direito da foto) (foto) e o diretor da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), Laércio Antônio Vinhas. . (Foto: Alan Marques/Folhapress, PODER)
MARCO ANTÔNIO MARTINS
DO RIO
Estadão Conteúdo
O ex-presidente da Eletronuclear, o almirante Othon Pinheiro da Silva atuou, desde 2005, como uma espécie de "emissário" do PT e do PMDB para o pagamento de propina da empreiteira Andrade Gutierrez nas obras da usina nuclear de Angra 3.
A informação foi prestada nesta segunda (25) pelo ex-presidente da companhia, Rogério Nora de Sá, em depoimento na 7ª Vara Federal Criminal do Rio.
Helton Pinto, advogado do almirante, disse que irá "se pronunciar sobre o assunto apenas no âmbito do processo, no momento necessário".
"Ele [Othon] precisava definir um valor de auxílio político. Acertamos 1%", disse Rogério Nora de Sá.
De acordo com os depoimentos na Justiça Federal, o PT receberia 1% da propina da obra e o PMDB outro 1%, sendo que no caso do partido, a propina ainda foi dividida em 0,5% para dois diferentes grupos dentro da legenda. Até agora nenhum dos depoimentos explicou qual seria esse valor exato em reais. Na Eletronuclear, contrato das obras foi de R$ 1,5 bi.
As informações dos executivos confirmam o depoimento de Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, em sua delação prestada à Justiça.
O ex-presidente da Eletronuclear, o almirante Othon Pinheiro da Silva, em imagem de 2011
Já Clovis Renato Peixoto, ex-diretor da Andrade Gutierrez, detalhou a informação explicando que para o pagamento de propina, o almirante Othon Pinheiro de Sá e os partidos políticos indicaram empresas para receberem o dinheiro. Contratos foram assinados, mas os serviços não foram realizados. O documento era apenas, de acordo com o depoimento, para justificar a saída do dinheiro do caixa.
A indicação das empresas era para pagar ainda um grupo de diretores da Eletronuclear. Nunca falei com políticos ou com o Othon sobre repactuação de contratos. Só recebia a informação que tinha que pagar. Nunca gostei muito de mexer com o dinheiro dos outros", afirmou Peixoto, que fechou acordo de delação com o Ministério Público Federal.
Clóvis Peixoto disse ainda que o PT usou o dinheiro para o pagamento de campanhas políticas. Já o PMDB para quitar os gastos com campanhas ou lucrando com propinas.
Além disso, Peixoto lembrou ainda que o almirante Othon Pinheiro da Silva recebia de empresa mesadas de R$ 20 mil a R$ 30 mil, sem periodicidade definida, para seus "projetos pessoais".
Essas doações começaram em 2005, logo depois do almirante assumir o cargo.
O almirante Othon Pinheiro da Silva cumpre pena em casa com tornozeleira eletrônica.
A Andrade Gutierrez não vai comentar o assunto.
Em outras ocasiões, o PMDB afirmou que não recebeu recursos ilícitos e jamais autorizou qualquer pessoa a usar o nome da legenda. Já o PT disse que todas as doações foram legais e declaradas à Justiça eleitoral.
UOL/montedo.com

6 comentários:

Anônimo disse...

E o "fio" da meada não está nem próximo do fim.

Anônimo disse...

almirante...Já dizia o ditado: alguns homens possuem preço outros possuem valores.
Daqui a pouco vão começar a questionar a qualidade da obra na Usina ...segurança em torno do reator nuclear...fecha se a Usina... trabalhadores na rua e a família do almirante feliz, filhos estudando no exterior, bem sucedidos , etc.

JESUS ROMARIO CORREA KEMMERICH disse...

Se for verdade, dá para se dizer que tinham um estafeta de luxo.

Anônimo disse...

que vergonha... tsssss

quando for pra reserva será um "LEÃO"

Anônimo disse...

Já tem uma poltrona confortável lá no clube dos velhinhos?

Anônimo disse...

O brilho do vil metal atraiu mais um dos muitos corruptos que existem Brasil afora (e que ponham as barbas de molho, a caçada começou). Que confisquem imediatamente o que foi subtraído e também os valores de propina recebidos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics