28 de fevereiro de 2016

Avião da FAB faz pouso forçado na fronteira com a Venezuela


Surucucu (RR), 28/02/16 - Problemas no trem de pouso obrigaram o piloto de uma aeronave C-105 - Amazonas, da Força Aérea Brasileira, a fazer um pouso forçado na pista que fica ao lado do 4° Pelotão Especial de Fronteira, em Surucucu, na fronteira com a Venezuela. O voo era em apoio ao Destacamento de Controle do Espaço Aérero (DTCEA), da capital, Boa Vista. Apesar do susto, não houve vítimas.




11 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns ao piloto da aeronave. Para diminuir o impacto do avião contra o asfalto e minorar as avarias, optou por conduzir o avião em direção da lateral da pista, que é gramada.

Anônimo disse...

Falência total!!!

Anônimo disse...

Sucateamento total das Forças Armadas ! E tudo isso acontece debaixo dos olhos
complacentes dos comandantes ! O mesmo acontece com os hospitais militares ! Até quando ??

Anônimo disse...

Esse avião, pelo que sei, é relativamente novo, mas problemas mecênicos acontecem até com as aeronaves mais novas. O que deve estar faltando é grana para recuperar.

Anônimo disse...

Putz...avião novinho e já deu PT?

Anônimo disse...

Quem já foi de voou de Boa Vista/Haiti sabe o que é aventura...

Anônimo disse...

Aeronaves com manutenção reduzida que deveria ter na forma correta por falta de dinheiro são estes riscos e problemas ocorrem. Alem do mais para aviação civil é cobrado tudo na manutenção e para a aeronave militar fazem vista grossa.
Coitado do piloto que agora vai ficar afastado de pilotar por ter dado avaria na aeronave. Sera um aviador administrativo, pois é isso que acontece quando se tem acidentes com aeronaves...

Anônimo disse...

Quem quer ter aviação, tem que ter muita grana.O trem de pouso é o que aguenta porrada nos pousos, muitas vezes não muito suaves.Aviões novos também tem muitas panes. Tem que ter é estoque de peças e muito dinheiro.

Jonecy disse...

Sem manutenção por falta de verbas, o PT roubou tudo, LUla Dilma e suas gangues.

Anônimo disse...

Se não fosse o PT, não seria essa aeronave nova que estaria na matéria e substituiu os C115-Bufallo, o qual nem renderia a matéria, porque apesar de ser um guerreiro valente, não tinha mais como voar, e panes desse tipo aconteciam semanalmente. conheci muito bem esse PEF, na época em que a pista era de terra, e os únicas aeronaves que apareciam eram as da FUNAI. Mas isso só sabe, quem tem mais de 15 anos de idade.

Anônimo disse...

A nossa "querida e suprema líder" já falou que temos que trabalhar por mais tempo. Estamos nos aposentando muito cedo. Ela quer mais contribuição para poder sustentar quem nunca trabalhou. Sabe como é mulher que gosta de gastar, né, gasta o dela, o dos outros e ainda exige mais.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics