27 de novembro de 2015

Submarino nuclear afunda nos cortes orçamentários

O comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Ferreira, tem se reunido regularmente com o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, com o objetivo de discutir medidas capazes de destravar a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro. Jaques Wagner, que até o mês passado comandava a Pasta da Defesa, acompanha de perto todas as gestões em torno do assunto. As Forças Armadas têm se mostrado flexíveis na busca de soluções para o financiamento do enriquecimento de yellow cake com gás – única das etapas de todo o processo de beneficiamento do urânio que o Brasil não domina. A ponto, inclusive, de renegar antigas convicções. Não há da parte da Marinha objeções à mudança na legislação de forma a permitir a participação minoritária de investidores privados em toda a cadeia de beneficiamento do urânio. A questão é que faltam dotações orçamentárias, a situação piorou bastante e o ministro Joaquim Levy não faz deferência entre setores estratégicos ou não.
Relatório Reservado/montedo.com

5 comentários:

Anônimo disse...

DILMA assina DECRETO que confirma que no Exercito existirão 152 GENERAIS em “atividade”

Original/Completo em http://www.sociedademilitar.com.br/wp/2015/11/dilma-assina-decreto-que-confirma-que-no-exercito-existirao-152-generais-em-atividade.html

Amauri disse...

Confirma, tb, a quantidade de: Oficiais (carreira e temporários); Subtenentes/Sargentos (carreira, QE e temporários); Taifeiros, Cabos e Soldados!!!!!

Fonte: DOU de 25.11.2015

Anônimo disse...

Uma vergonha é a nossa reestruturação tão dita pelos nossos comandantes e politicos. Nada se faz para mudar. Um país com alto indice de impostos e sem dinheiro, IMPOSSIVEL, o que ocorre é mal administração e desvios de dinheiro pela corrupção.
O nosso submarino nuclear nunca saira do papel deste jeito, alem do mais se sair já sera ultrapassado devido a demora de se fazer...
Lamentavel...

Anônimo disse...

Pessoal fala, mas parece que não leu o Decreto anterior e o atual.

Aumentou em 1 (isso mesmo, UM) General.
Eram 1 General de Divisão Médico, e agora são 2.
E eram 113.500 Soldados, passaram a ser em quantitativo 113.475 (diminuiu 25)

Basta Comparar o Total Geral dos Efetivos, Leiam a Redação anterior e comparem com a Relação Atual do Decreto Senhores:

http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2015-2018/2015/Decreto/D8399.htm#anexo

Muita tempestade em copo d'água.
Nada Mudou senhores...

Manoel Pedro Blanco disse...

Bom dia Sr(a)s. Leitore(a)s.
O DEsgoverno, alardeia o direito do Brasil, a uma vaga no
conselho permanente de segurança da ONU. Como?
O SNBR; será maior dissuasão da Amazônia Azul.
Defesa é plano de Estado; não de governo.
Todos políticos passarão; o Brasil, o Estado fica por
centenas de anos.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics