26 de agosto de 2015

Nova EsSA reunirá toda a formação de sargentos do Exército a partir de 2022, diz prefeito

Relato do Prefeito de Três Corações (MG), Cláudio Pereira, em sua página no Facebook:
Amigos, hoje estive reunido com o Comandante da Escola de Sargentos das Armas General de Brigada Marcos André Silva Alvim e alguns oficiais para que ele pudesse nos apresentar o projeto da nova EsSA.
O projeto, que já está muito bem encaminhado, encontra-se na fase complementar de infraestrutura. Dando tudo certo, a nova EsSA começará a operar entre 2022 e 2030.
Com essas mudanças o número efetivo de permanentes e soldados irá dobrar, hoje contamos com 2200 pessoas no exército, sendo 750 alunos do curso de sargentos. Ou seja, após as modificações receberemos mais de 4.400 pessoas.
A nova EsSA irá abrigar todos os cursos de formação de sargentos do Brasil, as 13 escolas que existem no país irão se reunir em Três Corações. O curso de sargentos será aprimorado para a melhor qualificação dos alunos e, consequentemente, do Exército Brasileiro. E o sargento será graduado em curso superior tecnológico.
Essa mudança irá gerar muitos empregos e renda, já que serão construídos 12 prédios.
Existe a possibilidade ainda de ser construída uma nova ponte, ligando a EsSA à Avenida Adelino Verdigueiro. Portanto, além de reconhecimento para a nossa cidade, teremos também um aquecimento econômico já que os familiares dos alunos irão vir a nossa cidade, isso irá gerar renda ao município, com alugueis de casas, diárias em hotéis, além da movimentação em restaurantes, lanchonetes, bares, lojas, no comércio em geral.
Vice-Prefeito Cosme, General Silva Alvim e Prefeito Cláudio (Imagem: Facebook)

30 comentários:

Anônimo disse...

Sera????
Com toda esta crise e debandagem dos militares das FFAA esta mais facil começarem dar estabilidade a temporarios do que formar de carreira...
Isso sim já esta em pauta a alguns anos e não duvido que vingue uma vez que falta profissionais de saude e administrativos, tanto de nivel superior e tecnico.
Logo teremos oficiais e sargentos temporarios ganhando estabilidade, já existe projeto de lei em tramitação e já foi até aprovado a 1° fase na camara.

Anônimo disse...

"...o sargento será graduado em curso superior tecnológico." E o soldo?

Anônimo disse...

Muito legal. Só resta saber se alguém em sã consciência desejará ingressar nessa carreira e entregar sua vida em troco de pouco mais do que nada. Estão preocupando-se e investindo no aspecto errado, o fator humano é e sempre será o preponderante para um Exército que se queira verdadeiramente grande.
Senhores doutores, pensadores, portadores de títulos de altos estudos, chega de floreios teóricos, é necessário dar adeus aos devaneios e ilusões e enxergar logo de uma vez a nossa triste e penosa realidade.

Anônimo disse...

E aquela rolha de OMCT? Formação na tropa no primeiro ano, que deu prejuízo milionário com transferências e outros deslocamentos e adaptação das OM? Como fica?

Anônimo disse...

Montedo, e o salário??? Quais as novas??? Nem um bizú?

Anônimo disse...

Remendo de tecido novo em lençol decrépido e desmantelado. De que adianta reformular a área física dessa instituição de ensino, dar um pseudo diploma de tecnólogo se o salário está beirando as bolsas de auxílio governamental. Raciocinem, auto intitulados pensadores e teólogos da guerra que servem em BSB, o que levaria um jovem a ingressar em uma instituição que não o valoriza humana e profissionalmente, onde passará 1,5 ano sendo ameaçado de desligamento (sacerdócio deveria ser incluído no edital...), sem garantia nenhuma e quase a certeza de não conseguir vaga em seu local de origem, depois tendo que passar 10 (dez) anos de estágio probatório correndo o risco de ser desligado a cada ano (contra 6 meses dos oficiais), ganhando menos que um Sd da PM? Sem falar nos nossos regulamentos, feitos por oficiais e para os oficiais. Basta observar os números de inscritos para esse concurso nos últimos anos. Realmente, daqui um tempo, ou teremos um exército de temporários ganhando estabilidade, ou formado por oficiais de academia e recrutas. Não acreditam, deixem de lado os diários oficiais, que publicam desligamentos de oficiais e observem a evasão das praças de carreira. Na OM em que sirvo, tem 2º Sgt indo para polícia civil, para ocupar vaga de agente. Observem um paralelo entre a sucessão de promoções de um Of de AMAN e de uma praça com o mesmo tempo de serviço. Geralmente o Of ganha 4 promoções enquanto a praça apenas uma no mesmo intervalo de tempo. Algo precisa ser reformulado, e não são pavilhões e salas de instrução.

Anônimo disse...

"Nós seremos sadios complementos dos oficiais"

Anônimo disse...

"O sargento tendo nível superior militar seu soldo também será reajustado, e os sargentos que ainda não possuem este curso militar serão realizados através de EAD para obter também este direito"

Oficial do EME

Jaisler Arantes disse...

Nao existe a menor chance de isso acontecer. Qualquer militar para ser estabilizado deverá ser aprovado em concurso Publico. Esse é o motivo da extinção do Quadro Especial QE. Sem concurso não fica.

Anônimo disse...

Com esse projeto aprovado será possível atingir um melhor salário, assim como fez a PRF, PF, IBAMA e outros. A Força demorou muito para enxergar isso, e tem muitos militares que também não, dizem até que "não sei pra quê militar com curso Superior" e não querem saber de se capacitarem.

Anônimo disse...

E o novo salario???!!!!!
Quem sera maluco para ter nivel superior receber tao puco?? Alem de ser exposto a um pessimo plano de carreira, ambientes de trabalho deprimentes, com chefes que so,pensam em acumular pontos em busca de se salvarem, dispostos a tudo para tal!!!! E o novo salario??!!!!

Major 2000

Anônimo disse...

Campanha política começou foi? Coisa engraçada!

Anônimo disse...

Kkkkkkkkk....boa! Conta mais uma!

Anônimo disse...

Uma dúvida: e como ficam os subtenentes e sargentos que possuem curso superior (graduação e pós-graduação) concluídos em faculdades do meio civil e de forma presencial? Mesmo assim terão de fazer um curso tecnólogo em EAD para auferir o reajuste no salário?


O "oficial do EME", por gentileza, poderia tirar essa minha dúvida?

Anônimo disse...

Posso dizer que vários servidores estaduais e federais lutaram ,e lutam para promover seus quadros á nível superior!Isso sim é o começo para se pleitear melhorias salariais.Ora,toda pessoa inteirada em carreira pública sabe que os salários à nível superior,são requisitos para valorização salarial.Quanto a temporários virar quadro de carreira é vetado constitucionalmente,não procede,tanto é que os QEs,serão extintos em poucos anos!Parabéns aos oficiais que lutaram por essa conquista!

Anônimo disse...

Ao anônimo 27 de agosto de 2015 17:22

Sabemos que existem sargentos que possuem graduação e especialização realizados no meio civil.Tais cursos são reconhecidos pela força e até cadastrados na ficha individual do militar.Mas contudo, esta graduação tecnológica enquadra-se como ensino militar, algo que não encontra-se no ensino superior civil, daí a necessidade de realizar mesmo sabendo que o militar possui graduação superior civil.


Oficial do EME

Anônimo disse...

Enquanto isso no Exército Bahiano...tudo na paz!!!

Anônimo disse...

Agora só falta mudar a EASA de lugar e fazer com que o CAS seja uma pós graduação!

Anônimo disse...

Com a falta de procura pela carreira militar. Tudo se muda na constituição quando se quer e já existe tramitação de temporarios de quadros de saúde e administrativos terem estabilidade devido a alta demanda de saida de oficiais que entram e depois em pouco tempo saem da força. A prova de admissão de temporario ira valer como validação tendo em vista que temporarios são mais qualificados profissionalmente que os de carreira por terem pós graduação para terem o ingresso na força.
Esperem e verão acontecer, e vou dizer uma coisa torço para que de certo, mesmo sendo eu de carreira torço para que de certo. Póis tem muitos temporarios melhores que os de carreira.

Anônimo disse...

Mas isso vai acontecer só em 2022????
Este EAD deve acontecer logo para que, quando os novos cheguarem na tropa com esta titulação, os mais antigo já a tenham....
Ou reconheçam o curso superior que os Sgt já tem.... Pois mais de 75% dos Sgt já são formados.....
o tal chcao??? Vai cair por terra????
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Insisto em perguntar ao nobre oficial...
Mas o EAD acontecerá apenas em 2022?
Ou se iniciará logo para dá tempo de acompanhar aqueles que já entrarão com a titulação?????
Grato,
2° Sgt 2002

Anônimo disse...

Concordo... Pois o temporário tem uma formação acadêmica civil.... Já os de carreira, não tem humildade em aprender com quem sabe.... Sempre achando que hierarquia é sinônimo de conhecimento...
Cap Inf 2004

Anônimo disse...

Espera-se que, com o aumento do número de alunos na EsSA, além do acréscimo que ocorrerá no efetivo na Escola, a Prefeitura da Cidade, juntamente com o Comando do Exército, tomem as devidas providências para melhorar as estradas de acesso à cidade. Do contrário, será um pesadelo o fluxo de ônibus e carros durante os períodos de liberação e nos grandes feriados. As estradas são muito estreitas, sinuosas e perigosíssimas. Para o visitante encontrar a Escola de Sargento das Armas ou a cidade de Três Corações é um desafio. Diferentemente da AMAN, para a EsSA não existem placas. Você encontra tudo, menos Três Corações. Até com GPS é complicado.

Anônimo disse...

Temporário virar de carreira não procede ,inconstitucional,até mesmo porque para todos os cargos temporários já são disponibilizados concursos que geram estabilidade,e se for pra ser estabilizado terá que ir para concurso ,não exame de seleção,ademais para a união temporários são muito úteis,e a admitidos em toda a esfera pública,pois no momento que estão na força ,são jovens e não geram despesa vitalícia,com aposentadorias,pensões,etc.Ademais é mão de obra farta,sempre terá ,e o que está em jogo é curso superior militar,não cursos civis,parabéns por essa conquista muita coisa pode mudar através dela!

Anônimo disse...

O capitão de Infantaria de 2004 esqueceu dos OCT.

Anônimo disse...

Ao anônimo de 28 Ago 15 15:53
Claro que estou falando dos temporários contadores, ADM, direito....
Pois os OCT, nem formação superior têm...
Cap Inf 2004

Anônimo disse...

Os companheiros não leram as entrelinhas... Não entenderam que o plano é tornar cada vez menos atrativa a carreira, de forma que vai ser difícil manter o número de candidatos atuais que hj ocupam somente a EsSA, sendo desnecessário manter as outras escolas, as quais serão extintas... Mas longe de aumentar o número de alunos na EsSA, muito pelo contrário! Em 2022, pelo rítimo da coisa, além de extinguir as outras escolas, terão que reduzir as dependências da EsSA, ou alugar os pavilhões sem uso para academias de dança do ventre, por exemplo... O prefeito é muito inocente... coitado... KKKKKK



Dari disse...

SOU DA TURMA DE 1985. Naquele ano o período básico foi todo na EsSA e ao final foram escolhidas as qualificações. 30 anos depois voltam a tocar no assunto com programação para daqui a mais de dez anos. Será que teremos formação ainda daqui a 10 anos. É só promover os QE (jurunas de 1ª, 2ª, 3{ e 4ª grandeza) e acabar com as escolas de formação. É uma pena, mas sou pessimista quanto ao futuro da força.

Anônimo disse...

Gostaria de saber ao Of do EME quanto as grades para o curso de tecnólogo planejado, qual a formação e se tem algumas matérias em planejamento para que possa nos informar. Além do mais enquanto ao CAS algo já foi estudado para alguma mudança?
Grato
3 Sgt

Anônimo disse...

Parece que o prezado anônimo nunca ouviu falar da BR-381, trecho Fernão Dias, rodovia duplicada e concedida à iniciativa privada, com alta qualidade de rolamento, à qual é o principal acesso à cidade de Três Corações, cortando sua área urbana.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics