28 de julho de 2015

Andou! Depois de seis meses, projeto que manda pagar os 28,86% mudou de escaninho

No Ministério do Planejamento desde setembro de 2009, o projeto de lei que prevê o pagamento aos militares da diferença de 28, 86% mudou de escaninho mais uma vez. Seja lá o que isso signifique, o processo foi encaminhado para a Secretaria de Gestão pela Secretaria Executiva, onde estava parado desde janeiro.

Acompanhe neste link a tramitação do projeto.
Com informações de Kelma Costa

16 comentários:

Anônimo disse...

QUE palhaçada..este governo não presta mesmo....onde se trata de beneficiar a quem de direito...dificultam...mas para dar a quem não merece..fazem das tripas coração.....Me envergonho de ser Brasileiro

Anônimo disse...

Numa velocidade!!!

Anônimo disse...

Mais demorado que parto de burro. Os civis da união já receberam está diferença há anos. Depois vem falar que não é discriminação e represália para com os militares.

Anônimo disse...

Uma classe que de denomina FORÇAS não conseguem ter nem seus direitos respeitados e ficam esperando que o governo dos petralhas um dia se sensibilize e pague o que e de direito, não sei quem é pior se esse governo ou quem se submete a ele lamentável.

Anônimo disse...

1º Tenente LADRÃO que falsificou a assinatura do OD da OM, desviou mais de 100 mil em notas de empenhos, foi condenado inicialmente a 02 anos, 09 meses, 10 dias de prisão, no final de 2014 conseguiu dosimtria da pena que caiu para 01 ano de prisão, pois bem, este Sr Oficial certamente será promovido a capitão, receberá uma gorda indenização da Sra União, enquanto isso, os praças véios, estão se humilhando nos tribunais para conseguirem um aumento que já deveria ter sido agregado ao contracheque desde os anos 90.
Cheguei lobinho na OM 3ºSgt, já se passaram quase 08 anos, continuo 3ºSgt, enquanto isso vi VÁRIOS aspirantes já saírem capitão. VIVA À JUSTIÇA!

Anônimo disse...

Saiu da secretaria executiva porque estava atrapalhando e ocupando espaço. No fim de tudo o mofado documento irá para algum museu.

Anônimo disse...

o pior de tudo será alguém (do governo) dizer que com o pagamento do famigerado 28%, os militares este ano tiveram reajuste, e assim deixar de lado mais ainda, o reajuste merecido e necessário.

Anônimo disse...

Se fosse dinheiro para jogar fora em programas de políticos, já teriam pago. E o ministro da Defesa, ainda está viajando para se esquivar dos pepinos que a presidenta quer por em suas mãos?

Anônimo disse...

A Segep objetiva o aprimoramento das práticas de gestão no âmbito do Poder Executivo, de modo a garantir a crescente qualidade do gasto público e do serviço prestado à população. Sua missão é promover a excelência da Gestão Pública na atuação do governo em benefício da sociedade.

Anônimo disse...

Vou pedir prá família comprar tudo em flores.... até receber essa miséria eu vou estar enterrado...

Anônimo disse...

Eu vou estar vivo pra ver todos esses canalhas que estão assaltando o Brasil na cadeia.Dessa vez os empresários estão espertos, não farão como fez o Sr Mancos Valério que acreditou que sairia ileso, mesmo não aceitando o acordo de Delação Premiada.Pegou 38 anos de cadeia.Desta vez os políticos canalhas também terão que acertar as contas com a sociedade brasileira.Estamos cansados.Chega.Cadeia neles, Dr Sérgio Moro.Parabéns.O Brasil agradece!!!

Anônimo disse...

SEVERINOS ... pau prá toda obra.

Soldados reforçam atendimento no [...] Veja mais em:

http://ndonline.com.br/joinville/noticias/272483-especial-soldados-reforcam-atendimento.html

Anônimo disse...

Arrego ....
Muito cartucho pra pouco ximango !
essa diferença dos 28% dá uma merreca e não incorpora.
Vamos gastar energia com coisas mais importantes como a anulação dos males dá MP do Mal.

Anônimo disse...

Alguém sabe informar se teremos aumento salarial juntamente com os servidores públicos federais? Li alguma coisa a respeito no blog do servidor ( O dia on line) de que estava em análise no MPOG aumento para os militares das FFAA...alguém com conhecimento de causa poderia dizer algo?

Anônimo disse...

Faltam quantas secretarias para analisar esse projeto?

Anônimo disse...

Tomara que não façam com esse PROJETO DE LEI como fizeram com o PL da atualização do AUXÍLIO INVALIDEZ, que num total desrespeito aos militares inválidos, simplesmente o ARQUIVARAM permanecendo diferente do soldo de um CB engajado como fora decretado em 1969.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics