4 de junho de 2015

No coração do Forte Apache: promotores fazem operação de busca e apreensão em diretoria do Exército.

Na última quinta-feira (28), quatro integrantes do Ministério Público Militar entraram na Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, dentro do QG do Exército, cumprindo mandado de busca e apreensão. Os promotores de justiça levaram CPUs e farta documentação.

DFPC
DFPC: devassa do MPM (imagem: EB)

Dá cá, toma lá!
A ação teve origem em denúncia de pagamento de propina em esquemas milionários, que impunham a cobrança por liberações em processos de blindagem de veículos, baseado no antigo princípio de ‘criar dificuldades para vender facilidades’.
Um empresário do setor teria apresentado uma relação de depósitos bancários na mesmas datas dos envios dos processos, coincidindo com as liberações das blindagens.

Blindados, pero no mucho!
O site Diário do Poder informa que, em 2012, a 2ª Promotoria do Consumidor de São Paulo, com apoio da Associação Brasileira de Blindagem, apurou resultados negativos para disparos de calibre .40. em blindagens executadas pela empresa TecPro Tecnologia em Proteção.
O esquema funcionava assim: como a liberação da blindagem depende do aval da DFPC, as empresas pagavam comissão ao militar encarregado, que expedia a autorização, mesmo que a blindagem estivesse em desacordo com as condições técnicas exigidas.

Achaque
Recentemente, outro empresário, responsável pela implantação de uma plataforma eletrônica de controle na DFPC, denunciou ao MPM de SP o achaque sofrido por parte de um oficial da reserva, que agia como porta-voz de um grupo que pretendia abocanhar parte do valor milionário da licitação. (com informações do site Diário do Poder)

19 comentários:

Anônimo disse...

Meses atrás comentei aqui a caixa de Pandora que é a FPC do EB, e alguns ficaram magoados. Essa que veio a tona agora é fichinha perto de outras, tipo a da Taurus, CBC, IMBEL, e outras. Propinas milionárias. Mas não é só isso, o sistema em si é inócuo, ineficiente, uma verdadeira piada. E não é culpa de seus integrantes, que sempre alegam "...a legislação diz que nós temos que avisar os fiscalizados antes da fiscalização para agendar a visita...". Isso é motivo de chacota nos meios policiais.
STen Honório.

Anônimo disse...

Vergonha ! Vergonha ! Vergonha !

Tem que cortar a mão ou as mãos de cada ladrão nesse Brasil corrupto.

E agora STM ! É rua.

Anônimo disse...

Fui convidado para representar uma grande empresa do ramo de alimentos.....não aceitei as coisas funcionam da mesma forma. Uma vez reprovado no laboratório eu tinha que ir no órgão negociar.

Anônimo disse...

Pau na moleira !!! Doa a quem doer , não podemos admitir esse tipo de corrupção no EB. Não podemos admitir a corrupção que tanto abominamos em outros órgãos se criar no EB!

Anônimo disse...

O Brasil está perdido: reunião de comando em Brasília para discutir besteiras. Daqui uns dias as reuniões serão em Fortaleza num hotel 5 estrelas com direito a acompanhante. Tudo pago pelo dinheiro do povo.
Mas voltando ao assunto do tópico: "Negociar" significa o que? Aceitar um feijão de baixa qualidade por troca de uns trocados? A cabeça do comandante e do Chefe do laboratório estão na guilhotina. O povo está de olho!

Ten Reis disse...

A "alta administração" do Exército vive nos deixando em "xeque"...é escândalo em licitações hospitalares, superfaturamento em obras, suspeitas nas compras dos caças, e por ai vai...pelo visto a corrupção chegou com tudo nas FAs. O pior de tudo é ter que aturar generais em suas visitas virem com seus discursos hipócritas para cima da tropa falando em lealdade e honestidade achando que ninguém sabe o que está acontecendo "por trás dos bastidores"...lamentável a situação, como dizem: o último a sair apague a luz".

Anônimo disse...

Fala sério! O Eb fica toda hora alterando regra pros CACs, dificultando a compra de armas pra quem vai dar tiro em papel no clube no final de semana. Deviam se preocupar em impedir a entrada de arma pesada pelas fronteiras,as quais abastecem o tráfico, e não dificultando a aquisição pelo pelo pessoal registrado daqui. Até por que aqui, em termos de armas nacionais só tem lixo!

Anônimo disse...

Por quê eu não me surpreendo com notícias sobre corrupção na fiscalização de produtos controlados pelo Exército??? Trabalhei nesse setor, na área da 2ª Região Militar (São Paulo) anos atrás e vi e ouvi muitas coisas de arrepiar! Se começarem a mexer, vai feder bastante. Espero que o MPM tenha disposição, coragem e apoio para ir até o final e colocar todos os pilantras atrás das grades!

Anônimo disse...

Fica a sugestão ao MPM.... dá um pulinho no COLog também. .... lá tem caca pra se limpar... pedi pra sair de lá pra não virar cúmplice de tanta coisa errada que vi por lá.

Anônimo disse...

E eu não vejo a hora de sair daqui do hgu...não quero ser cúmplice.

Anônimo disse...

Pessoal o Praça não tem poder de Decisão, porém jogam a culpa sempre em cima dos Praças, se respaldem, fica a dica!

Anônimo disse...

Tem que apurar e punir exemplarmente e principalmente os de mais patentes, pois sempre punem o "Zé ninguem"

Anônimo disse...

Militar RR.
Infelizmente a corrupção encontra-se infiltrada em todos os segmentos do nosso querido e amado Brasil. É só vasculhar fundos de saúde das Forças Singulares que irão achar muita falcatruas, vasculhar setor de intendência como rancho, fardamento, licitações, etc... é só querer.

Paulo disse...

Pessoal
Os crimes militares de competência do Ministério Público Militar são aqueles praticados por integrantes das Forças Armadas – Exército, Marinha e Aeronáutica – no exercício da atividade funcional. Sempre que verificada a ocorrência de um crime militar, o Ministério Público Militar deve ser acionado. Abusos e ou omissões praticados pelos integrantes das Forças Armadas também devem ser comunicados ao MPM. pgjm.sac@mpm.mp.br. Simples assim.

Anônimo disse...

Dentre as várias postagens, li a que se segue:
"Fica a sugestão ao MPM.... dá um pulinho no COLog também. .... lá tem caca pra se limpar... pedi pra sair de lá pra não virar cúmplice de tanta coisa errada que vi por lá".

4 de junho de 2015 21:34

Gostaria de uma pequena "prova" ou uma "pista" como, por exemplo, um processo de licitação...
Caso seja verdade sua postagem, tenha coragem e leve em frente...

Anônimo disse...

Militar brasileiro do Exército, da Marinha ou da Aeronáutica vem de onde? Ora, da mesma sociedade brasileira que já está tão acostumada com a corrupção, com o jeitinho. Imaginar que uma instituição grande como esta, integrada por milhares de brasileiros saídos de diversas famílias brasileiras com seus vícios e acertos, não tenha corrupto é ser cúmplice ou idiota. Militares das Forças Armadas brasileiras não vêm da Suécia não!

A grande sacada é que:

1. a população brasileira dá crédito de confiança em nós militares;
2. não temos coragem de reunir provas, fazermos dossiês do que presenciamos e mandar tudo para o ministérios público (temos medo da perseguição que virá);
3. a fiscalização nas instituições é interna; e
4. sempre vai existir um empresário (fornecedor, empreiteiro, etc) interessado em cooptar aqueles interessados em aumentar a renda de modo desonesto e criminoso.

Simples assim.

Anônimo disse...

Prezado Amigo
Com o devido respeito, discordo da reflexão que, se há corrupção na sociedade e, no EXÉRCITO, seus integrantes são membros da mesma sociedade, "devemos aceitar" que na Instituição ocorra o mesmo. Como podemos aceitar isso se, a carreira militar, além de todos os regulamentos, tem, também, a ética e o "COMPROMISSO" (nos próprios juramentos)?
Diferentemente, da "sociedade podre", esperávamos, ao menos que, no Exército, canalhas e corruptos fossem banidos da Instituição. No entanto, ai sim, posso entender você, quando assistimos tantos fatos tidos como "irrelevantes". e que vão ficando impunes. Pena que essas atitudes "DESCOMPROMETIDAS" mancham o EB.
Hoje, a sociedade está tendo um pouco da visão do que é OMISSÃO.

Anônimo disse...

Esses vidros é do PT. Os vidros são comunistas que querem difamar o exército e seus oficiais. Não existe isso no Exército. No final da apuração veras que oficial é incorruptível e os vidros é do PT e comunista.

Anônimo disse...

Gostaria de deixar a minha tristeza e também o apoio ao combate a corrupçao, mais também, nao podemos esquecer que um Subtenente nao tem autoridade sozinho para autorizar uma blindagem, porque divulgaram apenas o Ten Jorge e outra o Gen Luiz Henrique chegou na DFPC esse ano e as gestoes anteriores, porque o MPM nao vai atrás?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics