21 de maio de 2015

Militares tiveram aumento médio de 30 % acima da inflação, diz ministro

Os projetos estratégicos não serão interrompidos, assegura Wagner
Ministro Jaques Wagner (esq.) cumprimenta o Deputado Izalci (PSDB/DF) - (Imagem: CNBQ)
Em entrevista nesta quarta-feira (20), na Câmara dos Deputados, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, informou que negociará até o ultimo momento com a Presidência da República melhores condições de contingenciamento do orçamento para a sua Pasta. Wagner explicou que as conversas envolvem também a equipe econômica (Ministérios da Fazenda e Planejamento) e a Casa Civil. O ministro argumentou que o objetivo é que não haja descontinuidade dos programas considerados estratégicos para as Forças Armadas.
Jaques Wagner esteve na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDEN) onde participou de audiência pública sobre as ações da pasta e das Forças Armadas. Durante quase quatro horas, Wagner falou sobre projetos estratégicos, importância militar para o país, salários e orçamento, entre outros temas. Ao deixar o plenário da comissão, o ministro conversou com os jornalistas.
“Os nossos projetos estratégicos não podem sofrer descontinuidade. Podem até sofrer, vamos dizer assim, uma velocidade um pouco menor por conta do que a gente está atravessando, e eu reconheço a necessidade do ajuste. Agora não podemos descontinuar nenhum programa desses que são estratégicos na Defesa, seja da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica, porque para você colocar em pé um projeto desse demora, mas para você descontinuar e acabar com ele é rápido”, afirmou.
Por sua vez, o ministro Wagner reconheceu que essa situação não é exclusiva do Brasil. Ele lembrou que recentemente, em viagem oficial à França, conversou com o ministro da Defesa daquele país, Jean Jean-Yves Le Drian, quando recebeu o seguinte comentário do colega: “olha, os projetos nossos, são projetos de 10, 20 anos, então você faz uma decisão, às vezes muda o governo, tem outra compreensão ou você tem um momento de maior perda da economia, então você preserva e eventualmente, sem acelerar”, reproduziu.
Kelma Costa. Ivone Luzardo, Mírian Stein e Genivaldo Silva junto a outras lideranças (Imagem: CNQB)
Em seguida, o ministro Jaques Wagner emendou: “Então, é esse o trabalho que eu estou fazendo. Eu ainda não tenho conhecimento definitivo dos números. Isso deverá ser passado para cada ministro, entre hoje e amanhã, na sexta-feira (22) vem a público. Ai a partir daí é que nós vamos trabalhar. Mas eu ainda estou trabalhando defendendo o orçamento do Ministério da Defesa”.

A seguir trechos da entrevista do ministro Jaques Wagner:
Repórter – Quais são os projetos que não podem ser descontinuados?
Ministro – Os projetos estratégicos, por exemplo, você tá fazendo um submarino, esse é um programa de 5, 10, 15 anos. Se eu parar e perder toda a mão de obra qualificada, como é que eu retomo isso? A retomada é muito difícil. E quando você tem, por exemplo, um programa aeroespacial, como é que você para a construção de um satélite? Então, esses projetos, eu tenho certeza que a Presidência da República e os ministros responsáveis pelas finanças, têm consciência. Esses projetos não podem ser parados. É diferente de um projeto pontual. Você vai fazer uma, duas, três pontes. Você fez uma, não tem dinheiro para segunda, você não faz. Aquilo não é um projeto que está multiplicado. É um projeto único, de longo curso. Os projetos na área de defesa, a tomada de decisão, muitas vezes levam 6, 7, 8 anos, e a concretização, por exemplo, o projeto de submarino nosso vai até 2025. Então, um subprojeto desse, repito, se eu tenho uma dificuldade, eu posso ter uma repactuação nos contratados para fazer em uma velocidade menor, mas não posso descontinuar porque senão vou perder toda inteligência construída.

Repórter – Sucateamento das Forças Armadas, os baixos salários, como o senhor pretende resolver na sua gestão esses problemas?
Ministro – Essa constatação não é de hoje. O fato é o seguinte. O Brasil é um país que não tem problemas no ponto de vista bélico, propriamente. Então, às vezes, não há uma consciência das pessoas que a 7ª, 8ª economia do mundo com esse patrimônio natural que nós temos no mar, na terra da Amazônia, que ela precise ter Forças Armadas bem qualificadas. Esse sentimento que é muito simplório para responder o que corresponde a 7ª economia do mundo, fez com que, ao longo do tempo, fosse deixando muita coisa sucatear. Mas eu posso garantir que hoje, disse isso aos parlamentares, estamos num processo de recuperação, seja de qualificação, seja da questão salarial que teve reajuste, inclusive acima de outros segmentos do executivo, seja na questão do equipamento. Se você perguntar para qualquer membro das Forças, seja Marinha, Exército ou Aeronáutica, nenhum deles vai dizer que está satisfeito. E não estão porque tem um horizonte de chegar mais longe, mas todos eles reconhecem que, ninguém sonhava em ter um submarino de propulsão nuclear, ninguém sonhava em ter um caça compartilhado de tecnologia sueca e brasileira. E eles são realidade. Então, o que eu digo é o seguinte, a dor do contingenciamento, pela necessidade de continuar crescendo, não vai impactar no sentindo de interromper isso. Nós estamos em um processo claro de reequipamento das Forças, mas eu insisto, talvez, se fossemos um país que vivêssemos em guerra, eu não precisava explicar para o público ou para Câmara que eu preciso de um orçamento maior. Mas como você é um país que não tem essas ameaças, às vezes as pessoas perguntam “ué, não é melhor investir em educação?”. Eu digo: quem tem o patrimônio que nós temos tem que ter o poder de dissuasão, senão a gente acaba perdendo a capacidade.

Repórter – E com relação aos baixos salários?
Ministro – É isso que eu lhe disse. Eles estão sendo recompostos e eles sabem que estão sendo recompostos. Nós temos, ao longo dos últimos 13 anos, 12 anos, um aumento médio de 30% acima da inflação, então isso é recomposição salarial, mas é claro, eu digo sempre, a vida inteira e hoje eu vivo de salário. Salário de ministro e de operário que era. Nenhum salário é bom. O salário todo que a gente ganha, a gente quer ganhar melhor e eu acho que é legitimo essa demanda dos militares. Eu estou aqui para trabalhar por ela e pela qualificação deles e pelo reequipamento das Forças.

Repórter – E quanto a necessidade de atualização da Estratégia e Política Nacional de Defesa?
Ministro – Isso é, eu diria, quase que uma coisa corriqueira. Desde que nós resolvemos criar o Ministério da Defesa, aderindo ao que há de mais moderno no conceito de defesa nacional, depois nós criamos os documentos básicos da Defesa, o Livro Branco, a Estratégia Nacional e a Política Nacional de Defesa. E já está previsto, que de 4 em 4 anos, essa revisão tem que ser feita. Estamos em curso dessa revisão, que eu chamei de atualização e a dinâmica da tecnologia é muito grande. Por isso, é sempre importante você está revisitando o cenário geopolítico e atualizando sua estratégia. (R. A.)
DEFESA/montedo.com

80 comentários:

Anônimo disse...

Desconversou, fugiu do foco e não acrescentou nada. Então estamos recebendo recomposição acima da inflação? Quer dizer que esse reajuste parcelado foi maior do que o aumento dos preços no supermercado nesse período? Como eu sou burro, porque não consigo enxergar dessa maneira. Então os preços em 3 anos subiram menos de 30%? Não tem jeito mesmo. Temos que sair todo mundo desse barco e deixar que o país seja defendido pelo exército dos sem terra. É tudo o que o brasil de hoje merece. FIM.

Anônimo disse...

Recomponha, Ministro. Então recomponha ...

Anônimo disse...

e esse é nosso o nosso chefe....

Anônimo disse...

Eu não esperava outra resposta...eu nunca esperei e nunca esperarei melhoria salarial...sempre foi assim e, assim continuará. Cada um que dê seus pulos!

Anônimo disse...

Para quem não leu:

Repórter – E com relação aos baixos salários?

Ministro – É isso que eu lhe disse. Eles estão sendo recompostos e eles sabem que estão sendo recompostos. Nós temos, ao longo dos últimos 13 anos, 12 anos, um aumento médio de 30% acima da inflação, então isso é recomposição salarial

Anônimo disse...

Meu Deus!!! continuaremos na mesma...

Anônimo disse...

E qual foi o resultado desta audiência? Se o PTista Ministro pensa assim, estamos perdidos.

Anônimo disse...

Resumo: Tudo continua como está !!!
Cap Com / 2002

Luizbarbosa Barbosa disse...

falou muito e não disse nada. e como sempre saiu pela tangente. o que de concreto nós temos? afinal?

Anônimo disse...

Todas as classes profissionais fazem greves e várias vezes no ano e conseguem seus direitos não por bondade do governo e sim por pressão.Porém as FFAA ficaram 11NOS sem reajuste e quando vem, vem 3x e nem cobre a inflação, como se nós não tivéssemos família e pagássemos impostos.Todos tem direitos na riqueza que o país produz exceto os militares.Depois que todos já conseguiram seus reajuste através de greves,nós temos que nos contentar com o resto.

Anônimo disse...

HIPÓCRITA, de que adianta submarino nuclear, caça etc.. se a tropa passa fome e percebe como é valorizada ficando 11 anos sem reajuste DECENTE e não uma mixaria parcelada de 3x que nem cobra a inflação.

Anônimo disse...

Depois dessa, acabou o Exercito de Caxias. De agora em diante vou c... geral. Sem reconhecimento nao tem empenho!

Rogério - JF disse...

A mesma balela de sempre e ninguém faz nada. O último milico apague as luzes!!!!

Anônimo disse...

Ele está do MD para garantir o aparelhamento das FA.

Anônimo disse...

Cara de Pau, nao tá nem ai pra defasagem salarial das FA.

Anônimo disse...

Parece que esse ministro está sendo mal assessorado ou ninguém até agora chegou para ele e mostrou a verdade dos fatos. Não falaram para ele que o salário dos militares está defasadíssimo, que aqueles 30% de reajuste não cobriu nem a inflação, que a MP DO MAL tirou um monte de coisas da gente, que o governo ainda deve os 28,86% aos militares, que foram tirados vários direitos adquiridos com a MP DO MAL que nunca foi votada! Agora ele chega e diz que tivemos aumento de 30% acima da inflação e fica por isso mesmo? Pelo jeito ele não está sabendo de nada com relação a salários! Se for para fazerem essas audiências e saírem de lá com notícias piores do que as que já temos diariamente, melhor deixar como está e ficar vendo o barco afundar de vez, porque depois dessa, não existe mais nada mesmo! Tem que ter alguém para chegar nele e falar: "Ministro, não é isso que o senhor falou, o senhor está equivocado"! Será que não tem alguém nessas Forças Armadas que não trema as calças diante de um ministro?

Anônimo disse...

30% ACIMA DA INFLACAO?????

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

SEM COMENTARIO MONTENDO.

SO UMA PERGUNTA, ALIAS DUAS:

1 - ESTE MINISTRO (JIM DAS SELVAS) 'E SERIO??????????

2 - NOSSOS GENERAIS QUE VIVEM A ESPALHAR MEDALHAS, VAO FAZER O Q A RESPEITO???????

COM A PALAVRA O CMT DA FORCA

Anônimo disse...

É um brincante! 30% acima da inflação? É, vlw, me deixa voltar pro meu papiro pra meter o pé.

Anônimo disse...

Isto é o que dá colocar qq um para ser ministro da defesa! Entregues às moscas!

Anônimo disse...

Isso demonstra que os Ministros que ocupam a pasta da Defesa são colocados lá sem nenhum preparo e /ou conhecimento do que é e o que acontece nas forças armadas. Ele pelo menos deveria pesquisar no google a tabela com os salários das FA. Hoje li que o judiciário poderá receber um reajuste de até 78% até 2017. Por ano equivale a 26%, sem contar aos benefícios que esses servidores tem direito. Não que eles não mereçam, com a inflação do jeito que está! Mas o ultimo aumento que tivemos foi de 9,3% ao ano. Não levo fé nesse Ministro da Dilma!

Anônimo disse...

Djalmão diz:
vamos fazer o seguinte,"seu ministro": troco meu salário pelo seu

Anônimo disse...

Sr. Ministro o seu salário que é reajustado acima da inflação e é bem acima! O meu não. Não consigo pagar escola particular para o meu filho e também não tenho casa própria. E olha que não gasto o meu salário no botequim da esquina não! Luz, gás, aluguel, o básico do supermercado e olhe lá!

Anônimo disse...

Os Cmt não falam nada ... nadinha de nada.

Sr Cmt, a tropa não tem mordomias, diarias, viagens, PNR, moram em lugares esqusitos, comprometendo 40% a 50% com aluguel, não tem carros oficiais, taifeiros ...

Acordem ... falem alguma coisa.

Pra que erve o IMFORMEx ...

Não adianta ir pra reserva e ver que a coisa ta preta e ficar se manifestando na imprensa. Rei morto, rei posto.

Ta loco meu !!!!!

Anônimo disse...

Gostaria de ter acesso aos dados de como esse Sr. chegou à esse dado de 30% acima da inflação nos últimos 13 anos. Estou achando esse número incorreto. Nós sentimos na pele a realidade quando vamos a um supermercado ou temos de pagar o aluguel ou a escola dos filhos ou mesmo paramos o carro para abastecer. O poder aquisitivo dos salários dos militares caiu foi muito na última década.

Anônimo disse...

Audiência Pública com o Ministro da Defesa

Foi realizada hoje, 20 Maio 2015, às 10 horas no Anexo II, Plenário 03 da Câmara Federal a Audiência Pública com o Ministro de Estado da Defesa Jaques Wagner.

==> CNQB, QPS, AMARP e APRAFA. Presentes também Sra Ivone Luzardo, Kelma Costa e Mirian stein, Sgt Genivaldo.

Veja todas as fotos no link abaixo:

https://www.flickr.com/photos/qesa

Leia mais: http://www.cnqb.com.br/

Anônimo disse...

Isso que é um reajuste ...

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/05/ccj-do-senado-aprova-aumento-para-servidores-do-judiciario.htmluem tem representação é assim

Anônimo disse...

Peguei na outra reportagem abaixo.

Esse comentarista é um sonhador, veja:

Montedo, mais uma vez ventilou-se aqui no Forte Apache, por graúdos, a seguinte situação: 35 anos de sv e pra quem ficar o posto acima na reserva; volta do anuenio sendo adquirido a cada 5 anos fechado; auxílio moradia e para praças com o chqao promoçao a major na ativa. Onde tem fumaça tem fogo!

kkkkkkkkkkkkkkkk ..

Fardado Indignado disse...

(IGP-M) 100,16% é o acumulado no período citado pelo petista (ABR03 a ABR15)! Só lembro de 3 etapas de 30% nesse período. Se estou enganado podem me corrigir... O problema não é só o salário, mas as inúmeras demandas que envolvem a classe. Cuidado na hora em que oferecerem o posto superior em troca dos 35 anos. Avaliem bastante se vale a pena. Já disse isso várias vezes aqui... A sensibilidade com a nossa causa por parte desses caras (políticos) é zero. O comando também está estudando e andando pra gente. Aos antigos digo... nunca é tarde pra começar! Aos modernos falo... procurem a via alternativa, nunca dependa apenas do soldo, empreenda, transforme um hobby em uma atividade lucrativa ou estude e parta pra outra! Isso nunca vai mudar!!

Anônimo disse...

Bom dia.

Sr Cmt do E e demais generais Cmt ... Cmt OM, encomende ao Setor de pagamento (SPP) da OM ou ao CPEx o indicador de empréstimos, referente aos últimos 03 anos. Pra ver realidade da tropa. A coisa tá feia.

Basta um pequeno reajuste para abrir uma pequena margem consignável, que a gente chega na POUPEx e tá lotada, pegando senha 250 ... 300 pra ser atendido.

Façam o gráfico e coloquem ai no PEG ou SE da OM.

Quando fui do PEG em duas OM que exerci a função, eu fazia esses indicadores e passava para o Cmt da OM.

- Quais as entidades financeiras e quantos militares tinahm empréstimos em cada uma delas.

- Outro gráico, quantos oficias.

- Quantos ST/Sgt

- Quantos Cb/Sd EP

- E um grafico geral com todos. Efetivo/emprestimos

Desdes 2005, quando as esposas acamparam 73 dias na Esplanada dos Ministérios e fizeram passeatas, em Natal, Campo Grande-MS, Juiz de Fora, Curitiba, Santa Maria-RS e outras cidades, a coisa já estava feia.

A história é longa ...

Clocaga Leao disse...

Ele reclama do salario de ministro? Vamos trocar entao, deixe eu de paletó viajando pelo mundo e ele bota uma farda p tirar uma rondinha de 4 as 6 da manhã. Paisano q não representa nenhum militar...

Ten Reis disse...

Pelo jeito a reunião foi muito bos pois TODOS na foto estavam rindo e satisfeitos. Como nos acham idiotas mesmo, o Ministro dizendo que a recomposição está acima da inflação, realmente seria se fosse como é o reajuste deles: de uma so vez, mas a anos que dão reajuste sempre parcelados em alguns anos, ou seja, quando acabam de pagar, já não valem mais nada pois a inflação já comeu tudo...lamentável a atitude de todos que participaram dessa "REPONE".

Anônimo disse...

Nunca representou nenhum militar esse paisano.

Anônimo disse...

O que poderíamos esperar de um Min da Defesa que adora comunista e age conforme a cartilha do PT d Lula e ainda tem a Dilma que se considera torturada pelos militares? Aumento salarial? Se pudesse, Dilma nos colocaria em um "paredón".

Anônimo disse...

Vê-se pelas palavras do ministro que ele está nitidamente mal assessorado. O que devem estar fazendo os comandantes militares que não dão subsídios ao seu chefe imediato para que ele não pareça desconhecer absolutamente a pasta que dirige?

Anônimo disse...

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2015/05/20/aprovado-reajuste-do-judiciario/

VELHO disse...

ESTE...... DO MD É UM .......
MAS OS CHEFES GOSTAM, PQ SERA?

Anônimo disse...

Os militares deveriam sair dos quartéis, todos juntos, e acamparem na praça dos três poderes e nas praças de todas as capitais, e só levantarem acampamento quando suas revindicações forem atendidas e passarem a ser tratados com o respeito e a consideração de que são merecedores, esse governo e seus apoiadores estão brincando com vocês e isso não pode e nem deve ser aceito.

3º Sgt QE R/1 SIDNEY - PR disse...

Reposição de inflação referente a que país Sr Ministro? do Paraguai, talvez?... o Sr está lá, para nos reperesentar ou a dar continuidade às sacanagens contra nossa classe. Hipótese nº 2, com certeza. Se for para ficar desconversando sobre nossos direitos, se aposenta de uma vez por todas, volta lá para Salvador e fique o dia todo na praia. PArece que não temos mais representantes mINISTROS DA dEFESA, mesmo!

Anônimo disse...

Inflação acumulada de 2013 a 2015, foi de aproximadamente 16%, sr Ministro. Recomposição salarial das FA foi de aproximadamente 29%, sr ministro. Basta fazer a subtração e dar declarações corretas a imprensa Sr Ministro.

Anônimo disse...

Deixe aqui o seu kkk

Anônimo disse...

Esse faltou as aulas de matemática ou merece o troféu cara-de-pau.

Anônimo disse...

kkkkkkk, enrolou na bandeira os otários mais uma vez!!!

Anônimo disse...

Mesmo que tivessem o dobro de 30% ainda não dá para repor o grande prejuízo que os militares tiveram ao longo da carreira com a retirada do Auxílio Moradia, LE, Anuênio, 28,86%,posto acima, etc... a única coisa que torcemos daqui para frente é que o panelaço saia da rotina da vida dos militares e que possamos ter um aumento digno na hora certa.

Anônimo disse...

Resumindo fiquem satisfeitos com o pior salário da esfera federal e ponto.

Anônimo disse...

A quais FFAA ele se refere???

Pois 30% de aumento, ACIMA DA INFLAÇÃO não foram as FFAA brasileiras que receberam não.

Você vai me desculpar MONTENDO !!!
Mas esse método de autenticação que colocastes para podermos comentar é ilário para não dizer outra coisa. E outra: os comentários não são moderados. Para que isso, então ?!?!?

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

3º Sgt QE RES JOÃO SIDNEY DAL SANTOS disse...

Eis o que esse "Ministro" daí e nossos "Cmts de Forças" representam para nós: N A D A mais N A D A elevado ao
N A D A X N A D A QUE É = a N A D A!

Anônimo disse...

Tenho 59 anos de vida e nunca li em algum ou ouví falar que algum trabalhador no Brasil, seja ele federal ou estadual tenha tido alguma vez na vida um reajuste de 30% acima da inflação. Alguém pergunta ai para esse ministro de onde ele tirou esses dados e calculos!

Anônimo disse...

Ministro covarde nao e familia dele q passa fome ..... Ate o lixeiro ta mais feliz com o salario dele nao tem q bater continencia

Anônimo disse...

É...... Pra quem tinha alguma esperança de melhoria de salário......podem tirar o cavalinho da chuva e preparar um plano B, C e D...
Seremos sempre os severinos do governo, e o salário o pior do governo federal.......
Para se ter uma ideia, o salário inicial de servidores de nivel medio ou intermediario de outros órgãos federais já é maior do que de oficial superior das FFAA, com 20 anos de serviço.
Quase todo mundo com quem converso esta contando as horas, min e segundos para sair pra reserva.

Anônimo disse...

O pt está conseguindo destruir c/ as FFAA, atingindo principalmente no bolso e consequentemente no ânimo da tropa.Chega de vibração temos que trocar armas e munições por votos,eleições,candidatos !!!

Anônimo disse...

O lado bom de sermos desprezados pelo governo, nos força a ESTUDAR e ter NÍVEL SUPERIOR e galgar objetivos melhores.Estou atualmente fazendo o que vários campanhas comentam c/ solução, cursando LETRAS essa é a verdadeira INDEPENDÊNCIA.

Anônimo disse...

O Sr Ministro fez apenas aquilo que todo político brasileiro sabe fazer. Falar muito e não dizer nada. Somos MOB=Mão de Obra Barata. Somos reféns da instituição. Se sairmos "morremos", principalmente quando temos mais de 10 anos de serviço, pois já estamos alienados para o mercado de trabalho, e se ficarmos, sofremos, pois sempre estaremos à mercê dos nossos chefes, que importam-se apenas com suas
carreiras.

Anônimo disse...

Qualquer um que trabalhe no SPP da OM, faça por conta um grafico de emprestimos na sua OM, contendom o efetivo profissional ( Of, ST, Sgt, Cb e Sd EP ), tranquilamente uns 90% tem emprestimos no contracheque.

Fora aqueles que não tem margem e fazem CDC nos Cx eletrônicos dos bancos e não tem como saber.

Os Cmt das três FA e levar ao Ministro e dizer: O nosso efetivo é esse e tantos % estão pendurados em emprestimos.

Nas GU temos em média tantos ST/Sgt e tantos PNR ... defasagem de 80% ou 90% de PNR, pagando aluguel em méda 6 anos na nova GU, etc ...

Números, apresentem números ...

Anônimo disse...

Porque os Comandantes da Forças Armadas participam dessas audiências? Para fazer cara de preocupados? Para sorrir para fotos? Para marcar presença? Para não serem chamados de omissos? Se é para comparecer e não falar nada, seria muito melhor que nem aparecessem nesses eventos, pois sua presença silenciosa caracteriza consentimento. Estão cientes, e concordam silenciosamente com o posicionamento do ministro. Se não comparecessem poderia pelo menos parecer que existe alguma contrariedade em seus pontos de vista. Se fossemos remunerados dignamente talvez um general não vendesse sua opinião. Hoje nossos generais se calam justamente para complementar a própria renda, e sua tropa que abiche. Podem trocar de comadante à vontade, entra um e sai outro, e tudo vai continuar do mesmo jeito, pois hoje não existe NINGUÉM que COMANDE.

Anônimo disse...

Por essas e outras que com menos de 1 ano de tropa após a formação já vislumbro me desvencilhar do fardo (farda). O Exército, pelo menos carreira de praça, serve apenas como trampolim para algo maior na carreira pública. Uma pena mesmo, uma bela carreira, porém defasada e esquecida pelo Governo Federal.

Anônimo disse...

Comandante das FFAA, não vão dizer nada? Isso não seria omissão? ou preferem chamar de subordinação.
Cmt FFAA se manifestem. Vocês usam farda, digam alguma coisa paupável para os que também usam fardas. OBS: Sem usar o gerundio por favor Exemplo: estudando, analisando, verificando, e etc.

Anônimo disse...

Ninguém em sã consciência esperaria que esse ministro tivesse outra atitude que não essa. O que ele está fazendo é o mesmo que o celso amorim fez, que é o mesmo que o jobim fez e por aí vai. Nenhum deles tem comprometimento com nada a não ser com o PT. O que nos inquieta e nos constrange, nos aniquila e oprime, é a falta de atitude dos generais. Antes os ministros mentiam, iludiam, prometiam e nada faziam, e nossos comandantes fingiam acompanhar a situação. Hoje o ministro não promete nada, e ainda afirma que já recebemos recomposições imaginárias, e nossos comandantes assistem passivamente, sorriem e agem como se realmente tivéssemos recebido. Será que nós estamos ficando malucos? Então nós recebemos essa recomposição salarial? Pela atitude de nossos comandantes sim, recebemos. Se esses nossos generais são os melhores que temos, como muita gente comentou no momento de sua nomeação, nem imagino como seria com os piores. Jovens que estão pensando em ingressar nas Forças Armadas, que sonham em fazer carreira, pensem bem, não invistam suas vidas, seu tempo, sua liberdade em uma profissão falida. Vocês não terão direito a reivindicar seus direitos, e aqueles que na escala hierárquica tiverem a obrigação de defender os direitos da sua categoria, não o fará para manter interesses particulares. Quem ingressou a pouco e ainda não tem uma família para sustentar, refaça seus planos e procure outra alternativa mais justa para sua vida. Não falemos em vocação, pois ninguém tem vocação para ferrar com a própria vida. Com a palavra nossos excelentíssimos generais.

Anônimo disse...

Para os nossos estimados nobres(oficiais) a situação ainda está muito boa! PNR pra todo mundo, missões muito bem gratificadas no exterior, só saem da GU com as diárias no bolso, boquinha de PTTC na reserva com todas as benesses que possuíam na ativa e muito mais. Para as praças, a chibata! Missão de 40 dias fora da GU, sem receber um tostão, alojado como um cão, tratado como lixo e comendo comida podre. Durante o deslocamento paga do próprio bolso pra comer, pois não há dinheiro pra catanho (foi usado pra comprar uísque e camarão pra visita do general). Fora as missões mal planejadas, aquelas que duram apenas uma semana mas a praça precisa ficar mais três jogada em um alojamento esperando acabar o prazo dado ao general, pois ninguém tem coragem de mandar o pobre coitado pra casa e assumir que errou o planejamento. E ainda tem idiota que vê viabilidade numa intervenção militar! Só se for pra afundar o barco de vez mesmo! Mas creio que a aparente falta de caráter de nossos iluminados líderes tem um motivo nobre: manter viva aquela boa e velha instituição que acolhe com polpudos salários nossos amados oficiais quando vão pra reserva. Afinal, se todos tiverem ganhando bem e não precisarem de empréstimos e se todos tiverem PNR e não precisarem financiar nada, como é que ela sobreviveria?

Anônimo disse...

...estou até o pescoço de dívidas mas estou feliz por termos submarino nuclear e caças de alta tecnologia...PQP...acorda velhooooooo...

Anônimo disse...

Ele confundiu o último aumento parcelado em 3 anos com o que ele acha que é recomposição... Esdrúxulo!

Anônimo disse...

Enquanto isso em uma Unidade do EB...
General não quer telefone comum, quer SMARTFONE da moda, digo: iphone 6.

Att. Carcara.

Anônimo disse...

Por falar nos novos Comandantes, até agora nenhum deles mostrou a que veio, nem sequer uma palavra à tropa!

Anônimo disse...

Se isso aí é verdade, o cpex vai ter que rever meu contracheque (vulgo atestado de pobreza)

Anônimo disse...

VERGONHA

Anônimo disse...

11 ANOS sem reajuste DECENTE,independente de ser militares ou não nós somos CIDADÃOS BRASILEIROS c/ FAMÍLIA e temos DIREITOS em receber a riqueza que é produzida ano após ano neste país.Já que estamos a mercê de uma lei COVARDE em não podermos fazer greve, pois que se se CRIE outra lei de REAJUSTE ANUAL p/ FFAA.

Anônimo disse...

Como já dizia o sábio vampeta, o flamengo finge que me paga e eu finjo que jogo.Mesma lógica os governantes fingem que pagam um SOLDO DIGNO e eu finjo que trabalho.

Anônimo disse...

Só tem uma explicação para essa declaração do ministro: em outras palavras, ele já está querendo dizer que os militares não vão precisar de reajuste salarial nos próximos anos. Os reajustes irão, como sempre, para outras categorias que vão fazer greve. Foi a maneira mais fácil dele dizer isso para os militares, mas não precisava falar isso, porque não tivemos reajuste de 30% acima da inflação, tivemos um reajuste de 30% em 3 anos, que a inflação comia logo no primeiro mês. Como já é sabido, esse governo arranjou um jeito de dá aumento para outros servidores: tirando dos militares ou negando o que eles tem direito como cidadãos e servidores como todas as categorias federais.

Ten Reis disse...

Só queria entender porque os que estão na foto e que se dizem "nossos representantes", estão com um sorriso escancarado depois de uma bomba dessa...

Anônimo disse...

Se o ministro soube depois da declaração que as informações que tinha não eram reais, ele poderia ter um pouquinho de humildade e falar que foi mal assessorado e realmente a realidade não é aquela. Mas não se pode esperar uma atitude dessa de um PTista.

Anônimo disse...

Ele não está mal informado, está mau intencionado mesmo. Para os militares, nada, na melhor hipótese como o Lula dissera,joga umas migalhas que eles se calam. Qual será o mistério que existe nesse ministério? Quem entra, se cala, balança a cabeça para tudo que vem de cima e perde o moral com a tropa.Estão esperando o quê? Esse ministro deveria ser parte integrante de programa de humor. Vive no mundo fictício de Lula e Dilma. É o governo ostentação, tá na moda. Estão correndo quando veem uma panela. Coitados de todos nós.

Anônimo disse...

Depois dessas sábias palavras e apoio total às Forças Armadas, lhe será concedido meia duzia de medalhas brevemente. Em vez de lenços, levem toalhas de banho, pois a baba vai ser grande.Interessante a gigantesca diferença de dois mundos: o de Caxias e o do PT. Como no Brasil as coisas funcionam ao contrário, os perdedores é que mandam e os vencedores se calam.

Anônimo disse...

Vamos fazer um bolão? De quanto será os reajuste dos civis? E em qual século será prometido a reposição para os militares? Se a Força Nacional quiser aumento, vocês acham que eles não farão greve nas Olimpíadas? Vai sobrar para quem? O governo terá saldo positivo para dar aumento no ano de...
Qual a bebida favorita do ministro da defesa?... pra mim é óleo de peroba.

Anônimo disse...

o último que sair apaga a luz, passei em outro concurso estou partindo.....tenho pena dos companheiro que ficam e de seus familiares.

Anônimo disse...

O que esperar de um PTista conversador fiado, esta gente detesta milico sabe quando que vão dar um reajuste descente, nunca vão é ficar fazendo os militares de trouxas, ta todo mundo atolado em empréstimos, para custear despesas de suas famílias, e vem este rolando lero tirar todo mundo par bobo, o cara não foi capaz de levar uma tabela atualizada....perdi o meu tempo assistido esta figura...

Anônimo disse...

Os comandantes estão mostrando para que vieram: ficar calados. Até quando a tropa vai suportar quieta, não sei.

Anônimo disse...

E essa turma que estava lá não rebateu a infâmia desse ministro?

Anônimo disse...

É ... vou voltar a vender picolé na sala de estar, depois do rancho !!!

Anônimo disse...

Engraçado é que só o ministro sabe desse maravilhoso aumento de 30 % acima da inflação. Além de não recebermos benefícios como auxílio moradia e o quinquênio. Os números de PNR são insuficientes no Exército, em face disso temos que morar nas periferias das cidades, pois já não podemos bancar um aluguel de classe média. Cada ano piora, além disso somos transferidos sem interesse e isso impede que nossas esposas consigam bons empregos, prejudicando ainda mais o orçamento familiar. Eu só quero dar uma qualidade de vida para minha família e para isso, tenho que trabalhar nos dias de folga para complementar a renda. Só queremos dignidade

Anônimo disse...

Paulo César.

O que poderia se esperar de um ministro do PT? Cabia aos generais perguntar-lhe o quando o aumento dele (ministro) e dos demais (resto) políticos foi acima da inflação. Mas não, ficaram calados. É por isso que já perdi a esperança pelo Brasil. Não há mais generais como antigamente!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics