31 de maio de 2015

Audiência com Jaques Wagner: não foi bem assim! ou: a esquila de porco!

Lideranças das associações militares e Deputado Izalci com Jaques Wagner (Foto: Facebook de Jair Silva Santos)
Recebo:
RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA DAS LIDERANÇAS COM O SR MINISTRO DA DEFESA JAQUES WAGNER EM 28 MAIO 2015.
Após audiência com o Sr Ministro da Defesa Jaques Wagner, convocada pelo Dep Fed Izalci Lucas, onde fez-se presente lideranças da AMARP - Genivaldo, APRAFA - Jair, UNEMFA - Ivone, UNIFAX - Kelma e AAFAB - Marcelo, além de Miriam Stein, pode-se relatar que a posição das lideranças, foi sempre no intuito de esclarecer as pautas reivindicatórias de uma forma mais clara possível, sem exaltações e evitando-se demonstração de números e legislações, as quais poderiam ser facilmente conseguidas pela autoridade, bem como considerando o pouco tempo que o Ministro está no cargo, apesar de todo suporte de assessores que o mesmo possui.
A todo tempo a postura das lideranças foi a de buscar de, forma pacífica, deixar o Ministro a par de toda situação do pessoal da ativa de carreira, quanto o aumento do interstício, que precisa diminuir, a forma de avaliação que a cada dia só aumentam os rigores e aumenta as diferenças entre as praças e os oficiais, uma vez que um cadete, por exemplo, já pode mensurar a sua data de promoção a coronel.
Outros pontos abordados na ocasião foi quanto a injustiça aos militares do Quadro Especial que passaram para a inatividade sem serem contemplados com a promoção a Segundo Sargento do Quadro Especial, bem como o pagamento dos 28,86% a todos os militares.
Nestes termos, esclarecemos que a posição das lideranças sempre será a de buscar defender aos interesses dos militares das Forças Armadas, buscando as reparações dos direitos tolhidos nos últimos anos, porém de forma a manter sempre o respeito às autoridades, sem, no entanto, deixar de ser incisiva e reivindicatória quanto aos interesses da classe defendida e que tem sofrido ao longo dos anos.
Portanto, fica claro que a versão divulgada por Ivone Luzardo em vídeo  e que pautou a postagem feita pelo blog na sexta-feira (29) não está alinhada com as opinião das demais lideranças sobre a audiência com o ministro.
Confira em vídeo uma parte do encontro com Jaques Wagner
Pelo que pude apurar, o grupo foi recebido com cordialidade por Jaques Wagner, na ante-sala do seu gabinete. Entretanto, por falta de uma melhor articulação (entenda-se: prática política), não foi designado um porta-voz que falasse em nome de todos. Com todos querendo falar, obviamente a objetividade ficou em segundo plano.
Mais: num encontro fugaz como esse, deveria ser entregue uma pauta, um documento com o resumo das reivindicações, o que também não ocorreu. O resultado pífio da reunião pode ser resumido num ditado gauchesco: "foi que nem esquila de porco, muito grito para pouca lã!"
Resumindo: se as lideranças não se entenderem, começando por aprender a liderar, não vamos a lugar algum.

Leia também
Barrados na porta! Jaques Wagner não recebe lideranças em audiência com deputado.

25 comentários:

Anônimo disse...

E o que queremos? 28%: pra mim é burrice brigar por isso, sãbilhões que o governo vai alegar como gasto e que na verdade vai dar UMA PARCELA DE R$ 500,00 para alguns militares. Não sei, mas parece que estão achando que seram 28% incorporados?

PNR: nunca vão construir pnr para todos então é melhor brigar por aux moradia...

Anônimo disse...

Quem ganha com tudo isto é o governo. Vamos continuar lutando.

Francisco - 2º Sgt R1 disse...

Ao anônimo do 10:52, os principais pontos da pauta são: Anuênio, Auxílio moradia, salário família de 16 centavos,a volta do posto acima. Tudo isso foi levado ao Ministro.A novela da diferença dos 28,86% está chegando ao fim.

Cícero Antônio disse...

Esse tipo de notícia não ajuda em nada, ao contrário, divide os militares. De minha, não tenho dúvidas que esse ministro é mero representante dos petralhas, logo, não adianta nos iludimos e esperar algo de favorável dele.

Anônimo disse...

De qualquer forma estão de parabéns as lideranças das mulheres e representantes das associações dos militares pela audiência. Todo início de um relacionamento pode haver mal entendidos e erros, porém, tenho certeza que nas próximas audiências haverá maior Entendimento entre as partes. Só de conseguir a audiência já eh uma Vitória.
Parabéns, estamos vendo o empenho de vocês em buscar melhorias para a carreira militar.
Quem não chora não mama!

Charles disse...

http://www.radioguaiba.com.br/noticia/primeiro-grupo-de-militares-brasileiros-retorna-do-haiti-em-seis-meses/

Anônimo disse...

Boa tarde !

Muito obrigado por lutar por nós:
- Sgt Genivaldo;
- Sra Ivone Luzardo;
- Sra Kelma;
- Sra Míriam
- APRAFA; e
- os demais que não sei os nomes.

Todos são guerreiros.

Precisamos divulgar, pois no nosso meio existe uma maioria de egoistas, desinteressados, aleinados, acomodados, sem pensamento coletivo, leões de esquinas e alojamentos ... além daqueles que só utilizam a NET, e-mails, FACE, zap zap, instagran pra fotinhas e fuleiragens. Fale sobre os assuntos da caserna.

Vida que segue ...

Anônimo disse...

FALTA PARTICIPAÇÃO, INTERESSE ...

Em duas OM que servi, peguei uma prancheta e percorri o quartel, pegando e-mails de todos os ST/Sgt e Cb EP, durante anos, mandei e-mails sobre a caserna, dicas, noticias, links de sites militares, legislações, etc ... de nada adiantou. Com certeza, 95% não se interessaram e nunca recebi um e-mail siquer de agradecimento ou comentários ou uma piadinha sem graça .. os demais com o tempo sumiram. Essa gente só olham o seu lado, falam de futebol e sabem tudo, chuurasquinho, iniciativa ZERO.

Vida breve. Breve vida ... Bah !!!!!!!

Anônimo disse...

O BOLSONARO NUNCA APARECE, PORQUE ...

Veja a história de luta dele ... filho de militar da FAB ...

Cabo DACIOLO assume bandeira salarial dos MILITARES e convoca o pessoal da ATIVA pra ir para a rua.

http://sociedademilitar.com.br/wp/2015/05/cabo-daciolo-assume-bandeira-salarial-dos-militares-e-convoca-o-pessoal-da-ativa-pra-ir-para-a-rua.html

Anônimo disse...

2º Sgt Inf 2001

As lideanças agiram de boa vontade, e isso é lovável, por parte de cada uma delas. Porem, é bem claro que se quizermos ter nossos direitos honrados, e melhorias na nossa carreira, o ideal é selecionarmos um candidato do nosso meio, que realmente tenha pendor, inteligência, desprendimento e coragem para buscar um tratamento justo e igualitário na força entre praças e oficiais. quando eu digo nós escolhermos é isso mesmo! não é simplesmente votar num militar, mas sim dolosamente votar em um militar escolhido para se candidatar e votado para nos representar. É nescessário um trabalho primoroso na concientização de cada praça sobre a nescessidade de votar naquele candidato, é nescessário atuar se nescessário agir na escuridão, seder casa para trabalhar em celulas, com lideres em todas as guarnições, fazer com que as familias se congracem não para falar mau do companheiro mas para concientizar politicamente cada familia. Quanado as praças verdadeiramente se unirem, oque acho pouco provável, ai sim teremos condições de começar a imcomodar os poderosos.

Anônimo disse...

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-05-30/mare-devia-estar-sob-estado-de-sitio-diz-coronel-que-ajudou-a-ocupar-alemao.html

Ten Reis disse...

Sejamos realistas, promoção a 2º Sgt para os QE da Reserva é um sonho igual a de todos os militares de carreira que passaram para a reserva durante a MP do mal. Isso nada mais é que o "posto acima" que foi retirado de TODOS os militares, e se abrirem para os QE abrirão precedente para que TODOS os militares que foram prejudicados durante a MP do mal também façam jús a promoção ao posto acima. Quanto ao restante, enquanto os Comandantes das FAs não abrirem a boca a favor das nossas reivindicações e continuarem como cordeiros, continuará tudo do mesmo jeito. E como militar não tem "aquilo roxo" para se manifestar, vai ficar tudo do mesmo jeito infelizmente.

Anônimo disse...

Não adianta ficar levantando inúmeras pautas, dentre as quais são mera ilusão, como por exemplo os 28%, pois não trarão resultado efetivo. Temos que lutar por reajuste salarial já e volta dos direitos retirados na MP do mal.

3º Sgt QE R/1 SIDNEY - PR disse...

Cadê os nossos generais?
Resposta única: "Estão hibernando há mais de 20 anos".

Anônimo disse...

a partir de agora temos que ter algumas demandas como farol:

1) revogação do Decreto que regula a promoção de tenente tereré (QAO), e edição de um novo que inclua o critério de antiguidade até Cap QAO, conforme prevê art. 60 do E/1, bem como em isonomia com a carreira dos oficiais de Aman - estes não são melhores que as praças!

2) condicionamento da mov com critérios mais claros e objetivos, bem como com a disponibilização de PNR (isonomia com Brasíia) e/ou auxílio moradia.

3) redução do interstício para as promoções de modo que a praça de ESA ao completar 30 anos de serviço e trabalhou normal (sem puxar saco e/ou sacrifícios...) possa ser Cap QAO por antiguidade. E o critério de merecimento seja mais para incorporar benesses no contracheque, chegar a Cap QAO aos 25 anos... entretanto, o merecimento não seja a canetada por leniência, mas comprovados serviços relevantes.... tipo, foi alvejado por bala em pleno voo de helicóptero (Sgt Alberto) em missão real, pulou no fosso das ariranhas para salvar criança, cancelou férias para ajudar os desabrigados em calamidades públicas, serviu num PEF e melhorou as instalações e condições de vida do PEF, e coisa do gênero....

4) igualdade nas indenizações de movimentação quando envolver relação com o comércio, idem para aux fardamento e natalidade

5) dispensa do expediente, proporcional a jornada de 24hs de trabalho e/ou outro meio compensação

6) igualdade de distribuição de cota$$$$ do fusex para todo brasil, a fim de eliminar a frase: " acabou o dinheiro " enquanto que Brasília e outras OM´s nunca tem esse problema de falta de dinheiro

Anônimo disse...

Cadê o Bolsonaro? Ah, nas eleições ele aparece.

Anônimo disse...

Se realmente Almirantes, Generais e Brigadeiros estivessem preocupados com a situação dos militares, descaso, perseguição e inúmeros casos de roubos e assaltos ao País entregariam os seus cargos. O que leva homens de "moral" se abaixarem para essa quadrilha que se encontra no pode?
Qual o interesse em permanecer?
Tem que haver motivo para tanta submissão. É muito apego a farda.
Desspega.



Anônimo disse...

concordo com o 18:53, parabéns, não dá para ficarmos sentados e esperar cair do céu.

Anônimo disse...

Que 20 anos nada são 30 anos amigo. Desde 1985 estão hibernando.

Anônimo disse...

O Anônimo das 31 de maio de 2015 18:53 disse tudo.

Anônimo disse...

Mesmo que de forma ingênua, é bom saber que tem alguém lutando por nós. Algo que em 23 anos de Serviço eu nunca vi. Só falta é pegar um pouco mais de prática, que só vai vir com o tempo.

Anônimo disse...

Luta pelo poder, é o que vemos. Querem holofotes e possivelmente votos no futuro. Assim, perde a credibilidade. Como foi citado, sem um documento com as reivindicações nas mãos do ministro,já ia ser difícil ele olhar. Sem documento, ele nem lembra mais. Mas não devemos esquecer de uma coisa importante, os seus subordinados, os comandantes, sabem muito bem de todas elas. Será preciso civis tomarem a frente das coisas para que os militares tenham alguma conquista?

Kelma Costa disse...

Quero deixar Claro que o Documento das reivindicações foram entregue pelo Deputado Izalci e Daputado Daciolo ao Ministro da Defesa. Eu não posso falar aqui em Nome das demais associações e seus Lideres.Mas posso falar por mim Kelma Costa. Que passei ao Ministro todas as dificuldades que a Familia Militar vem passando desde 2001..quero deixar claro que infelizmente eu não tenho o poder da caneta,então vou em busca de quem TEM..e sabemos que, a Comandante Suprema das Forças Armadas Senhora Dilma foi eleita também com o Votos Dos Militares das Forças Armadas, que por sua Indicação esta no Cargo o Ministro da defesa Jaques Vagner. Quero pedir aos senhores que entre também em contato com os Deputados Federais.Que em seus estados receberam seus votos e de seus familiares,para que os mesmo possam fazer frente em nossa defesa..Junto ao Ministro Jaques Vagner ..Att Kelma Costa

Daniel-MB disse...

O militar geralmente é discreto e apolítico pois é forjado assim e erroneamente acha que o seu não envolvimento com política serve como protesto; quando na verdade cavou e continua cavando a própria sepultura com esse posicionamento. Agora estamos aí de novo sem representação e ainda temos que ler comentários cobrando respostas das lideranças como se fosse seus patrões. Já passou da hora dos milicos acordarem para esse fato. pois as lideranças lutam com seus próprios recursos e os engajados nessa batalha se ajudam logística e financeiramente e se eles e elas se cansarem só restará esperar e acreditar que o comando está resolvendo esta situação, ladainha essa que ouço desde do segundo ano do governo do Fernando Henrique. Ou os militares se ajudam ou só restará a missão pois a fé vai tirar umas férias.

Anônimo disse...

Linda a 14:59. Nóis te amamos Dona Kelma Costa. A senhora é a primeira dama militar e não a Dona, Ângela, do Capitão Melo, Pica - das - Galáxias, maior otoridade militar em Colíder e 14 cidades, incluindo o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul. Te amamos muito!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics