29 de abril de 2015

Intoxicação: após serem obrigados a comer raiz durante exercício, 24 soldados do Exército são hospitalizados no RS

SOLDADOS DO 4° RCB SE INTOXICAM DURANTE ATIVIDADE DE CAMPO
Soldados passam por atendimento da equipe do Hospital de São Luiz Gonzaga e médicos do regimento. Foto: Amanda Lima/Rádio Missioneira
São Luiz Gonzaga (RS) - Na tarde desta terça-feira (28), soldados que participavam de uma atividade de instrução sofreram uma intoxicação. Segundo o comandante do 4° RCB, tenente-coronel Marcelo Milward, acidentalmente um soldado mais antigo deu uma planta de inhame aos recrutas.
A planta causou uma reação alérgica nos militares. Rapidamente eles foram levados aos Hospital de São Luiz Gonzaga onde passam por atendimento. O soldado identificado como autor do incidente foi preso no regimento.
A reação é chamada de ‘’edema de glote’’ e causa inchaço na língua. Ao todo, 24 soldados foram intoxicados. Os médicos do regimento e a equipe do hospital atendem os militares.
O comandante esclarece que o incidente não aconteceu em virtude da comida do regimento, e sim em virtude do inhame. ‘’Foi um ato inconseqüente, porém sem intenção ruim’’, explica.
O caso causou preocupação dos pais dos soldados, que estão sendo avisados da situação. O comandante do 4° RCB está acompanhando pessoalmente o caso, que será investigado.

Ouça a entrevista do tenente-coronel Marcelo Milward, que informou que o responsável pelo ocorrido foi um soldado antigo, que foi recolhido à prisão.

Leia a nota do Comandante do 4º Regimento de Cavalaria Blindado
O 4º Regimento de Cavalaria Blindado informa que, no dia 28 de abril (terça-feira), por volta das 14h30min, durante o acampamento do Período de Instrução Individual Básica, 24 (vinte e quatro) soldados incorporados no corrente ano tiveram uma reação alérgica de alta intensidade após consumo de um tubérculo em umas das 08 (oito) oficinas que estão realizando nesta semana.
Os militares foram, prontamente, encaminhados pela ambulância UTI do Regimento ao Hospital de São Luiz Gonzaga, juntamente com 02 (duas) equipes de saúde da Unidade, onde foram tratados pelos médicos e enfermeiros daquele hospital e da Unidade.A atividade acontece anualmente, estende-se de 27 a 30 de abril, e compõe-se de instruções práticas diversas que visam desenvolver atributos da área afetiva, como coragem, espírito de corpo, camaradagem e rusticidade, além do conhecimento de técnicas de tiro, orientação, rapel e progressões diurnas e noturnas.
Em virtude da gravidade do acontecimento, o Comando do 4º RCB determinou que fosse instaurado um procedimento administrativo para apuração do fato que, diante do histórico da Unidade Militar, trata-se de um caso isolado.

Dos 24 soldados hospitalizados ontem (28), 12 já haviam obtido alta na manhã desta quarta-feira.

Rádio Missioneira/montedo.com

3 comentários:

Anônimo disse...

Não entendi...pq eles comeram essa raiz?

Anônimo disse...

Mas inhame não é venenosa, é igual a macaxeira que precisa ser cozida antes de comer...
Muito estranho isso.

Anônimo disse...

Só falam do soldado, que conforme texto e áudio ter ocasionado a intoxicação. Não Teria por acaso um chefe de oficina, ofícial ou graduado, para relatar o ocorrido, militares estes, que por sinal, acho que não dormiram td muito na noite seguinte ao ocorrido.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics