29 de abril de 2015

Exército vai atuar na retirada de famílias das áreas de risco em Salvador



Rua de Salvador inundada (Bahia em Pauta)
JOÃO PEDRO PITOMBO
DE SALVADOR

Um dia depois dos deslizamentos de terra que mataram ao menos 13 pessoas em Salvador, o governo federal anunciou que o Exército irá atuar na retirada de famílias de áreas de risco da capital baiana.
A decisão foi anunciada nesta terça-feira (28) após reunião do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, com o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).
Dez áreas de risco consideradas mais críticas serão alvo da ação, incluindo as regiões da San Martin e Bom Juá, onde houve os deslizamentos com vítimas. A prefeitura vai decretar situação de emergência nesses locais.
Segundo levantamento da prefeitura, a capital baiana tem cerca de 600 áreas consideradas de risco.
Até o final do dia, a prefeitura vai publicar um decreto delimitando qual será o raio de cada uma dessas áreas. Ainda não há uma estimativa de quantas famílias serão realocadas.
FOLHA DE SÃO PAULO/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Severinos, mão de obra barata, escrava e sem direitos trabalhistas.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics