28 de abril de 2015

Ceará: polícia solicita prisão preventiva de ex-esposa de subtenente do Exército

Polícia constatou pesquisa sobre veneno no computador da mãe (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Segundo a Polícia, Cristiane teria matado o próprio filho, Lewdo, 9, e tentado matar Francilewdo, seu marido, que é subtenente do Exército

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte do menino "Lewdinho", vítima de envenenamento em dezembro de 2014. O pedido de prisão preventiva da mãe da criança, Cristiane Renata Coelho, 41, foi encaminhado à Justiça na manhã desta segunda-feira, 27.
De acordo com o titular do 16º DP (Dias Macedo), delegado Wilder Brito, Cristiane teria matado o próprio filho, Lewdo, 9, e tentado matar Francilewdo, seu marido, que é subtenente do Exército Brasileiro (EB).
A questão chave para a Polícia foi descobrir quem atualizou a página no Facebook de Francilewdo no dia do crime. A Polícia afirma que, na ocasião da reconstituição, pediu aos dois, esposa e marido, que refizessem os próprios passos. Ao computador, o subtenente teria aberto na Internet o navegador Mozila FireFox, enquanto Cristiane teria acessado o Internet Explorer.
A escolha do navegador por cada um definiu o rumo da investigação policial, já que a postagem e as atualizações no Facebook foram feitas com o Internet Explorer. No histórico do mesmo navegador, também foram realizadas, no dia 29 de outubro e no dia 10 de novembro, pesquisas sobre como matar uma pessoa utilizando chumbinho.
Leia também
Ceará: esposa de subtenente do Exército colocou veneno no sorvete do filho, diz polícia.

O subtenente ainda chegou a ser autuado em flagrante pela morte de "Lewdinho", masa o caso deu uma reviravolta quando ele acordou do coma e contestou as acusações de Cristiane. Na última sexta-feira. 24, a Justiça concedeu ao subtenente a guarda do filho mais novo, de sete anos, que está em Recife com a mãe.
O POVO/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2015/04/tenente-do-exercito-e-preso-apos-atirar-dentro-de-boate-no-es.html

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics