25 de fevereiro de 2015

Indonésia reconsidera compra de aviões Embraer por tensão sobre execuções.

Photo
Aviões de combate Super Tucano da Força Aéra da Colômbia em 
voo de demonstração. REUTERS/John Vizcaino



Randy Fabi
JACARTA - A Indonésia está reconsiderando a compra de aviões militares e lança-foguetes do Brasil, em meio a uma tensão entre os dois países sobre a execução de brasileiros por tráfico de drogas, disse o vice-presidente indonésio, Jusuf Kalla, de acordo com o jornal Jakarta Post.
Os dois países chamaram de volta seus embaixadores para consultas em uma disputa que começou quando a Indonésia executou o cidadão brasileiro Marco Archer e outras cinco pessoas de diferentes países, no mês passado.
Um outro brasileiro, Rodrigo Gularte, está em um segundo grupo de 11 presos que aguardam para serem executados em breve na Indonésia, país que tem uma das leis mais rígidas do mundo contra o tráfico de drogas.
Kalla afirmou que o governo indonésio está reconsiderando a compra de 16 aviões EMB-314 Super Tucano fabricados pela Embraer para a Força Aérea do país, de acordo com o jornal.
Procurada, a Embraer não comentou o assunto.
A companhia já entregou 8 dos 16 aviões pedidos pela Indonésia, cumprindo uma encomenda acertada em 2010 que foi ampliada em 2012.
As ações da companhia estavam entre as principais quedas do Ibovespa nesta tarde, com recuo de mais de 2,5 por cento às 16h03, enquanto o principal índice da bolsa paulista subia 0,72 por cento.
O país do Sudeste Asiático também considera cancelar uma encomenda por sistemas de lançadores múltiplos de foguetes.
O Brasil chamou de volta o embaixador na Indonésia pouco após a execução de Archer.
Na semana passada, a presidente Dilma Rousseff cancelou, de última hora, o recebimento da credencial diplomática do novo embaixador da Indonésia, o que levou Jacarta a chamá-lo de volta em protesto.
O presidente da Indonésia, Joko Widodo, que tomou posse em outubro, prometeu não ter clemência com condenados por tráfico de drogas, apesar de ter recebido telefonemas de líderes mundiais, incluindo Dilma, pedindo pelo perdão de pessoas no corredor da morte.
Reuters/montedo.com

9 comentários:

Anônimo disse...

A nossa presidente parece uma elefanta dentro de uma loja de cristais, não é possível que ela não entenda ou não aceite que é uma questão interna da Indonésia. Ela só esta conseguindo piorar a situação, provocando de imediato a queda das ações da Embraer e futuramente desemprego para mais brasileiros e tudo por causa de dois lixos de traficantes.

Anônimo disse...

A nossa presidente não sabe de nada como sempre, igual o Sr Lula...
Esta cada vez levando o pais a ruina, seja das forças armadas, seja da economia entre outros...

Anônimo disse...

Trocamos dinheiro por drogas.

Anônimo disse...

Como pode esses PTralhas defenderem traficantes que são destruidores de familias, Essa gente não tem dó de ninguém.

Quanta gente jogada na lama por causa desses traficantes/assassinos.

Esse PT só defende gente errada, tais como: terroristas, assassinos, traficantes.

Lamentável e ridículo esse governo e partido, que nunca foi dos trabalhadores.

Estão assaltando a nação e agora dando prejuizos para a EMBRAER.

Anônimo disse...

O cara que está preso e o outro executado sabiam das penas impostas a traficantes. Viviam uma boa vida, curtindo o mar e traficando. Fizeram por livre e espontânea vontade e se deram mal.Protestar por razões humanitárias(?)até entendo mas cada país é soberano.Não precisa é provocar um conflito diplomático por causa de condenados, digamos, dentro da Lei.Será que vão tomar a mesma medida contra a Venezuela que está prendendo inocentes com medidas ditatoriais? O problema não é da Venezuela?

Anônimo disse...

Coisas de Dilmalandra e Luladrão...estão afundando o Brasil....

Anônimo disse...

O engraçado é que a Indonésia é um dos países mais corruptos do mundo (deve só perder pro Brasil mesmo). Se alguém tiver a oportunidade de viajar para lá, não leve nada de valor porque já na entrada os guardas da alfândega abrem tua mala e tiram tudo que querem, confiscando para uso pessoal. E experimente reclamar. Vai parar na cadeia. Não aprovo protecionismo com traficantes, mas países com aquele tipo de gente, nunca mais!

Anônimo disse...

Enquanto a Indonésia recua na compra de nossos caças essa corja de ladrões defende terroristas, baderneiros, traficantes e não dizem um "a" em favor de um cidadão que trabalha e sofre toda sorte de violências!

Anônimo disse...

Na minha humilde opinião, penso que a presidente de uma país deveria ter afazeres mais importantes e urgentes do que ficam pedindo clemência para um criminoso assumido, traficante internacional de drogas, que fez (ou deveria) fortuna como mercador da morte. Ela se disse "consternada" pela execução do bandido, responsável indireto por tantas crianças e jovens que perderam seu futuro e talvez até suas vidas. Por inúmeras famílias destruídas por essa praga mundial! Agora, fala sério... E pelos policiais mortos pelos traficantes, às vezes, na frente das suas famílias. Esses homens e mulheres valentes e honrados que defendem a sociedade mereciam essa "consternação"!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics