30 de dezembro de 2014

Após perder voo, tenente da FAB dá voz de prisão a funcionário da TAM.

Em Brasília, tenente dá voz de prisão a funcionário da TAM após perder voo
Ele e a mulher se atrasaram por causa de troca de portão de embarque.
Casal diz ter sido alvo de chacota; funcionário afirma que foi agredido.

Raquel Morais
Do G1 DF
Área interna do Aeroporto JK, em Brasília (Foto: Jua Pita/Inframerica/Divulgação)
Área do Aeroporto JK (Foto: Jua Pita/Inframerica/Divulgação)
Um tenente da Aeronáutica deu voz de prisão a um funcionário da TAM na manhã desta segunda-feira (29) depois de se atrasar e encontrar os portões para embarque fechados no Aeroporto Internacional de Brasília. Ele estava acompanhado da mulher e afirma que o homem fez chacota da situação deles. O funcionário nega e diz que foi agredido pelo casal.
O caso é investigado pela Polícia Civil. Em depoimento prestado à corporação, o casal conta que aguardava o embarque no portão 29 e só foi avisado da transferência para o portão 19 ao pedir informações no balcão. O tenente e a mulher embarcariam para Curitiba (PR).
Os dois foram os únicos dos 163 passageiros a não embarcar no voo. Em nota, a TAM afirma que o funcionário agiu conforme as orientações da empresa e declarou que ele não será punido.
Procurada pelo G1, a Força Aérea Brasileira disse que ainda não tinha sido oficialmente informada sobre o caso. Por isso, afirmou, não podia comentar o assunto.
A Polícia Federal chegou a dar suporte, depois de ser acionada pela administração do aeroporto. Os envolvidos foram ouvidos na 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) e liberados em seguida.

Maranhão
O caso lembra o do juiz Marcelo Baldochi, titular da 4ª Vara Cível de Imperatriz, no Maranhão, que, no começo do mês, deu ordem de prisão a três funcionários também da TAM ao ser impedido de pegar o voo após o término dos procedimentos de embarque.
No último dia 17, o juiz foi afastado do cargo enquanto o caso é analisado pelo Tribunal de Justiça do Maranhão. Cabe recurso à decisão, mas Baldochi só podera reassumir suas funções se houver nova decisão permitindo a volta dele ao cargo.
Um dia antes, ele prestou depoimento à Corregedoria de Justiça do Maranhão, mas as declarações dele não foram tornadas públicas. O G1 não conseguiu contato com o magistrado.
G1/montedo.com

22 comentários:

Anônimo disse...

Atitude desnecessária e constrangedora criada pelo oficial subalterno.Não conseguiu embarcar e o funcionário ainda ganhou apoio da empresa e provavelmente da mídia.Com a moral que as forças armadas andam,não me arrisco a dar voz de prisão nem a um guarda-mirim...

Anônimo disse...

Não entendi, desde quando militar ou mesmo um policial, ou juiz poderiam "dar voz de prisão" num funcionário por conta de um NÃO EMBARQUE, ou seja, uma situação eminentemente administrativa que deve ser resolvida à luz do Código do Consumidor ?
Tem muita gente com merda na cabeça!!!!!!!

Anônimo disse...

Pessoal, Eu estava no local do ocorrido e vi o ponto que chegou a situação; O jovem Oficial, achou que estava no quartel e deu voz de prisão ao funcionário da Tam; só que ao dizer que era Oficial, o Camarada da Tam perguntou bem alto: " O senhor é Oficial??" Resposta: Sim sou Oficial; Novamente o cara da Tam disse: BEM FEITO, SE ESTUDASSE ERA COISA MELHOR!!!KKKKKKKKKK, Sendo assim ele achou melhor dá voz de prisão e quem acabou sendo preso e sem voo, foi ele mesmo.

Anônimo disse...

Discordo do Anônimo de 0756, o tenente não deu voz de prisão em função de seu posto ou funcao pública. Quanto a midia , nota-se uma matéria altamente tendenciosa e sensacionalista. No Brasil, as empresas fazem o que querem com o consumidor, a maioria das pessoas não procuram os seus direitos, não conhece o código de defesa do consumidor. O dia que as pessoas começarem a dá voz de prisão, a entrar no pequenas causas.... Ai então as empresas passarão a respeitar o consumidor.

Anônimo disse...

Sou militar da força: estou com tanto medo da moral que a força está com o governo PT , A Comissão Nacional da Verdade (CNV)e com a omissão dos nossos CMTs Generais. que se eu vê um animalzinho solto e correndo perigo, indefeso, preste a morrer, eu não pego ele nem pra levá-lo ao IBAMA; é a riscado de eu ser preso pelo gari que limpa o pátio e acusar-me de Maus trato ao animalzinho. Aonde chegamos!!!!

Anônimo disse...

Mas este Ze Ruela nao sabe que deve chegar no horario para embarcar!!! Ainda quer prender alguem???

Anônimo disse...

VOZ DE PRISÃO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
ESCOTEIRO TEM MAIS MORAL QUE GENERAL DE EXÉRCITO HOJE EM DIA...

Anônimo disse...

Não importa se ele é oficial subalterno, porteiro ou catador de lixo, TODO cidadão pode dar voz de prisão a qualquer um desde que este esteja cometendo um crime, ou seja, em flagrante delito, agora, quem tem AUTORIDADE para mandar prender ou mandar soltar é um Juiz de Direito, só. Todos os demais não tem AUTORIDADE para tal.

Anônimo disse...

O Tenente esqueceu que a Sociedade Civil agora tem vez e voz. Esse fato acontecia durante o tempo em que os militares usavam a frase: Sabe com quem tá falando ?

Melo disse...

Eu fico pensado o que se passa na cabeça de um ser humano desses? Qual a autoridade que ele tem de dar voz de prisão ao funcionário da empresa aérea? foi cometido algum crime? Nesse caso o militar e um civil qualquer tem a mesma autoridade. Como diria o companheiro do comentário acima eu não me arriscaria nem se fosse um guarda-mirim...

Anônimo disse...

será eu 2º Sgt c/ CAS posso dar voz de prisão também? Acho que a moda pegou, vou fazer um teste.

acho que o alvo vai ser o padeiro da esquina, vive de mal humor, vou fazer um susto nele.

2. Sgt Burrildo, fã do Sgt R/1 PERIVALDO (comentarista de plantão)

Anônimo disse...

A pergunta é, é legal ele dar voz de prisão? Ele tem essa autoridade?

Jeferson disse...

Hahahahah, coitado do padeiro =D

Anônimo disse...

Se eu fosse o funcionário da TAM, movia uma ação penal e cívil contra o tenente, a penal por usurpação de função pública, outra por abuso, constrangimento, abalo a moral e outras coisas mais, tirava até as calças deste ridículo que não respeita as pessoas nem o Estado de
Direito.

Anônimo disse...

Qual é o crime cometido DOUTOR???

3º Sgt QE R/1 PERIVALDO disse...

- Esse "oficial" deveria andar com um despertador no bolso e também despertar para a vida. Em casa, ele deve receber ordens de sua "patroa" e lá fora, cheio de autoridade, pensa que é bão bão bão... eta país véio... é por causa desses tipos de pessoas que não evoluímos... em nada. Bom Final de ano para todos e esperamos pelo menos uma melhora na vergonha da cara desses daí que dizem representar o povo e só fazem cagadas e deixam para o povo limpar com seu dinheiro limpo que ´pagamos dos impostos muitas vezes de maneira"desnecessárias e sem o saber porquê". Só sei que foi assim em 2014, muitos anos antes e em 2015... 2016 e 2000 lá não sei té onde, assim será! FUI (epa, não fui ainda... tem mais... Agora vou tomar um chá de capim limão bem forte prá dormir cedo... não quero saber de ouvir foguetes... comemorar o quê afinal.... mais um ano do quê afinal? Assassinatos de pessoas inocentes, corrupções desenfreadas, mortes estúpidas no trânsito, tráfico de drogas sem fim e sem controle, péssimos atendimento de saúde, inflações comendo nosso salário e enfim, muita coisa ruim continuará acontecendo, eu sou realista e espero que neste pacotão de maldades, venha pelo menos acontecer algumas coisas boas para todas as pessoas de bem, que são as que mais sofrem com essas coisas ruins que acontecem. F U I"

Anônimo disse...

Excesso de empáfia só isso!Fica na dele e aciona o juizado das pequenas causas...só que não tão acostumados a fazerem isso, pensam que tudo é quartel e as coisas se resumem a arrotar...!

Sargento Perivaldo disse...

- Querem saber de mais uma coisa:
"Nesse país, todo mundo dá ordem, todo mundo manda em todo mundo, mas... ninguém obedece ninguém!"... ou apenas, fingem que obedecem.
E agora eu sei também, porque é que até os gatos não nos obedecem mais quando mandamos eles pegarem os ratos... simples, meus caros... o Sir Rato Maior manda no país e os Gatos Maiores, estão todos à comando dele (precisa dizer quem é o rato??) ... aquele que sempre diz... "eu não sabia de nada!!" e os gatos (aqueles que dizem que estavam cumprindo ordens e que o Sir Rato Maior não sabia de nada).
Então, para que os animais gatos e ratos irão brigar, se o rato superior e os gatos subordinados estão todos vivendo em comunhão???

Sargento Perivaldo disse...

Epa... bati biéla de novo, esqueci de por o meu lindo nome no comentário anterior. As) 3º Sgt Perivaldo, da reserva graças a mim que aguentou 30 anos e tirei o record em tirar serviços: 1567, só domingos 576 contados, não tirava sábado pois esse era tentar pegar alguém e também fiz 3456 gols nas peladas, todos colocados e sem chances para os goleiros (tenho testemunhas). Por falar em pegar alguém, uma vez numa festa de interior, bati o record em levar fora de mulheres... cheguei em 14 mas levei 15 foras... levei o fora até da mãe de umas das gurias que eu tentei. kkkkk

Anônimo disse...

Senho anônimo "Não importa se ele é oficial subalterno, porteiro ou catador de lixo, TODO cidadão pode dar voz de prisão a qualquer um desde que este esteja cometendo um crime, ou seja, em flagrante delito, agora, quem tem AUTORIDADE para mandar prender ou mandar soltar é um Juiz de Direito, só. Todos os demais não tem AUTORIDADE para tal".....

Concordo plenamente com o que disse..mas qual foi crime, o flagrante delito que o funcionário cometeu?

Anônimo disse...

Sou primeiro sargento e agora darei voz de prisão ao entregador de pizza quando demorar na entrega.

Anônimo disse...

Qualquer pessoa pode dar voz de prisão, seja civil, militar, etc. Art. 301 do CPP. Mas somente em caso de flagrante Delito. No caso, forçando muito a barra, poderia, em tese, ter ocorrido injúria, se realmente o funcionário da TAM disse o que citaram acima. Fora isso, ñ há outra situação. Está arriscado o Ten responder por abuso de autoridade (Lei 4.898/65) p/ deixar de ser otário.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics