27 de novembro de 2014

RJ: marinheiro é preso por chefiar tráfico em bairro de Cabo Frio.

Carlos Eduardo foi é suspeito de ser o mandante de ataques em Cabo Frio (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Militar da Marinha é preso por chefiar tráfico em bairro de Cabo Frio, no RJ
Traficante substituía Cadu Playboy, preso há 20 dias no Rio, segundo a PM.
Altair Pereira, de 27 anos, servia na Base Aérea de São Pedro da Aldeia.

Heitor Moreira
Do G1 Região dos Lagos
Um militar da Marinha do Brasil foi preso na noite desta quarta-feira (26) pela Polícia Militar (PM) apontado em ser o chefe do tráfico na Favela do Lixo, no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Friox, Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Segundo a polícia, Altair Pereira da Silva Filho, de 27 anos, conhecido como TH, foi encontrado, após denúncias, em uma casa com duas pistolas, três carregadores com 25 munições e dois celulares.
Ainda segundo a PM, o militar que servia na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, cidade vizinha de Cabo Frio, substituia o traficante Carlos Eduardo Rocha Freire Barbosa, o Cadu Playboy, de 27 anos, preso no Morro do Juramento, no subúrbio do Rio de Janeiro, no início deste mês. Antes de assumir a chefia do tráfico na Favela do Lixo, Altair era o armeiro da quadrilha, ainda segundo a PM.
De acordo com a ocorrência registrada na 126ª Delegacia Policial de Cabo Frio, policiais foram até o local informado pela denúncia na noite de quarta e encontraram a residência onde o traficante estaria, com o portão entreaberto e a janela aberta. Altair Pereira tentou fugir pelo telhado da casa vizinha, assim que viu a viatura, mas foi capturado pelos policiais. Uma menor de 14 anos, que de acordo com o próprio Altair, seria a mulher dele, também foi encontrada no local. Os dois foram levados para a delegacia da cidade. A adolescente foi apreendida e o traficante foi transferido para o presídio da Marinha no Brasil, na capital.

Nota da Marinha
A Assessoria da Marinha do Brasil declarou que o Comando da Força Aeronaval esclarece que o marinheiro Altair Pereira da Silva Filho é militar lotado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia desde 2008, onde realizava serviços administrativos e apresentava comportamento adequado para as funções que exercia, não havendo registro de punições administrativas.

Cadu Playboy
Segundo investigações, Carlos Eduardo Rocha Freire Barbosa é suspeito de ser o mandante dos ataques a ônibus na Região dos Lagos e fechamento de comércio e escolas em Cabo Frio, em outubro deste ano.
De acordo com a polícia, ele também responde pelo homicídio qualificado do segurança Harold Peterson Siqueira Pinto, 31 anos, morto no dia 5 de maio deste ano na comunidade do Jacaré, também em Cabo Frio, após um confronto entre traficantes de facções rivais que disputavam pontos de venda de drogas no local. Cadu já foi preso por quatro vezes. As duas primeiras foram em 2007, por lesão corporal, e, em 2008, por homicídio.
Segundo a polícia, Cadu teria envolvimento com traficantes de drogas da favela da Grota, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, e também chegou a ser preso em setembro do ano passado, após uma perseguição policial. Ele permaneceu detido por sete meses, mas foi inocentado pela Justiça. Na decisão, o juiz Marcelo Martins Evaristo da Silva, da 1ª Vara Criminal, considerou que não havia provas suficientes contra ele.
Ele também adquiriu com dinheiro do tráfico, de acordo com a polícia, imóveis localizados em um condomínio em São Pedro da Aldeia, onde no dia 4 de novembrp, a PM e a Polícia Federal apreenderam três fuzis, sete pistolas, munição, carregadores de AK-47, celulares, cerca de 150 quilos de cocaína e R$ 350 mil em espécie. Em um vídeo em que aparece com a delegada de Cabo Frio, Flávia Monteiro, após ser preso, Carlos Eduardo Rocha negou todas as acusações contra ele.
G1/montedo.com


4 comentários:

Anônimo disse...

Bandido é bandido e tem que ser preso mesmo. Mas trocando do saco pra mala, volto a insistir aqui neste blog que já passou da hora do Exército criar um plano de carreira para os Cb/Sd da Força com concurso de admissão e com valorização salarial adequada. Sem comentar sobre os "xandalas verde-olivas", que são os escravos-recrutas, ganhando menos que 1 salário mínimo, temos agora os Sd do Núcleo Base, que, a partir de 2015 aqui no RS, irão ter seus soldos alcançados pelo salário mínimo regional. A debandada que já está grande, tende a aumentar, ficando somente a sobra da sobra.

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/11/governo-do-rs-encaminha-projeto-de-reajuste-de-16-no-minimo-regional.html

Anônimo disse...

Chefia e liderança......10

Anônimo disse...

Se esse meliante permanecesse na força com plano de carreira, chegaria a subtenente e chefão de tráfico? O problema está na cabeça do sujeito, na índole, na moral, na personalidade. Alguns antram já com a intenção de despistar a profissão principal e outros se tornam quando acham que tem alguma autoridade como militar. Se o problema fosse só dinheiro os "ratões" do petrolão já estariam em casa ou cuidando de outros negócios e não continuando a roubar. Nasceu ladrão, meliante. Tá na veia.

Anônimo disse...

Militar assume tudo quanto e faxina...hj mesmo mayarm um cabo do Exército. ..um militar das fa ganha inicialmente 1200 enquanto um militar da pm ganha 3500..por isso ha tanta evasao e tantos militares se envolvendo em coisas erradas. ..nao adianta dizer que é isso ou aquilo. ..o que vale é o dinheiro

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics