28 de novembro de 2014

General Enzo pede apoio de senador para inclusão das demandas do Exército no Orçamento de 2015.

Comando do Exército Brasileiro solicita apoio do senador Vicentinho
O senador tocantinense é relator da área temática

Em reunião no Comando Geral do Exército, nesta terça, 25, em Brasília, o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, apresentou ao senador Vicentinho Alves (SD/TO) o plano de investimentos do Comando para manutenção operativa e desenvolvimento de projetos estratégicos no país. O senador tocantinense é relator da área temática que destinará às Forças Armadas Brasileiras recursos na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2015.
Do programa de controle de fronteiras – Projeto SISFRON, à produção de veículos motorizados para patrulha terrestre e defesa – Projeto Guarani – até ações de Defesas Antiaérea, Cibernética e a incorporação de novos recrutas, o Exército defende investimento para custeio e projetos, conforme relação de Necessidade Geral do Exército, a quantia de R$ 15,3 bilhões de reais para desenvolver o plano de metas estipulado pelo Comando Geral. Mas, o Projeto da Lei Orçamentária prevê R$ 6,02 bilhão em investimentos.
Após apresentação de investimentos orçada pelo Comando, o senador Vicentinho Alves informou que aguarda aprovação do relatório de receita “e com a votação do parecer preliminar na Comissão Mista de Orçamento teremos a estimativa dos recursos para atender as demandas apresentadas pelo Exército”, afirma.
Surgiu/montedo.com

19 comentários:

Anônimo disse...

Ele, o senador, aguarda o relatório de receitas? Então, não vai ter nada. As contas estão estouradas, as dívidas na estratosfera, as prioridades são para ações sociais e outras "peneiras" do dinheiro público. A hora do esperneio seria agora, mas pelo que vejo, são muito brandas e o novo ministro da Fazenda é conhecido com austero e corta tudo o que for possivel e considerado supérfluo, como os salários dos militares. Vamos aguardar as desculpas esfarrapadas e continuar calados e escravisados e ver as outras categorias conseguirem tudo o que desejam através das ameaças de seus sindicatos. Os parlamentares já querem 20%, que é a inflação. E agora?

Anônimo disse...

E a remuneração dos militares que estão desesperados? A MP 2215, os 28,86%? Não estamos conseguindo sobreviver com esse salário de fome!

3 Sgt QE R/1 PERIVALDO disse...

aí nesta história tem três coisas:
1) Como é que pode um Cmt de Força ir pedir "arrego" para um Senador, solicitando que o mesmo intervenha nos planos do EB;
2) O Gen em questão não tem moral suficiente para resolver esse assunto diretamente com a sua chefa? e
3) Reposição salarial e outras perdas que foram inadmissíveis, que nós militares da ativa e da reserva tivemos, ele não faz questão por essa luta.
"E FODAM-SE SEUS SUBORDINADOS!!!" E para que ficar querendo modernizar o EB se boa parte de seus militares estão passando necessidades, morando mal, endividados e sem nenhuma perspectiva de melhoria? É a mesma coisa que querer tratar seu cão com filé, sabendo-se que nem dinheiro para comprar ração você tem.
Não dá para ficar quieto com certas coisas, por isso, voltei!!!

Anônimo disse...

e o salario dos militares?

Ten Reis disse...

E salário nada?????

Anônimo disse...

Senhores, não adianta espernear.

A tropa é somente o que é, tropa.

Um oficial-general, ainda mais no cargo máximo da instituição, não vai pedir aumento salarial para a tropa. Ele tem o "dever" de manter o teatro e "demonstrar" que está preocupado com o equipamento da força, com os projetos mirabolantes e outras "cositas mas". Salário de tropa, isso é irrelevante para ele. O importante é que todos os oficiais-generais das três forças estão bem, juntando remuneração, gratificação pela função e as diárias da vida, sem contar as mordomias e benefícios de chefe de estado. Então, não adianta.

Enquanto estivermos na ativa, devemos procurar uma forma de complementar a renda ou encontrar outro emprego.

É isso.

Anônimo disse...

E na mesa da milicada não vai nada?

Anônimo disse...

Vicentinho!!! kkkkkkkk... Se dependesse desse sujeito nem existia mais Forças Armadas. Essa matéria poderia tranquilamente ser colocada no rol das notícias de humor.

Anônimo disse...

SALÁRIO???????????????????

Sub Ten Sérgio disse...

Já reparei que os militares só sabem reclamar dentro de alojamentos uns com os outros; ou seja, estão cada vez mais na M...e ainda não aprenderam. PESSOAL, temos que pressionar nossos chefes e pedir respostas e soluções, sem medo de conceito ou transferência, pois estamos cada vez pior e a cambada que se dizem CHefes, que ainda tem a cara de pau de dizer pra confiar neles....P q p, vamos pressionar sim e exigir respostas e soluções.

Anônimo disse...

R$ para mais missões no lombo dos praças.... E o salário oh.....

Anônimo disse...

TECNOLOGIA ALIENÍGENA PARA UM EXÉRCITO DE MENDIGOS...TSTSTS
O DIA QUE EU VER ALGUÉM BRIGANDO PELO PESSOAL E NÃO PELO MATERIAL ESSE VAI SER MEU GENERAL, QUE SERÁ NOS MOLDES DOS PATRONOS DO EB...

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/11/morre-cabo-do-exercito-baleado-na-cabeca-em-ataque-na-mare-rio.html

Anônimo disse...

Melhore a sintuação dos seus homens e depois modernize seu raro!

Anônimo disse...

TANTOS COLEGAS MILITARES QUE AQUI ESTÃO A RECLAMAR, PROVAVELMENTE NA HORA DO VOTO, CONTINUARAM E CONTINUARÃO A VOTAR ERRADO, NÃO CONSEGUEM ENTENDER QUE, OU ELEGEMOS PESSOAS COMPROMISSADAS COM AS NOSSAS CAUSAS OU FICAREMOS A RECLAMAR A VIDA TODA, PROVA DISSO, VÁRIOS CANDIDATOS (AS) QUE SÃO EXTREMAMENTE COMPROMISSADOS COM A FAMÍLIA MILITAR, PORÉM, OS MILITARES PREFERIMOS VOTAR SEGUINDO A ONDA DA POLITICAGEM (GOSTAMOS DE SER ENGANADOS. TEMOS QUE TER UMA BANCADA NO CONGRESSO, ENTENDAM É A ÚNICA SOLUÇÃO, NOSSOS COMANDANTES NÃO FARÃO NADA, SÃO TOTALMENTE DESCOMPROMISSADOS COM A TROPA.

Anônimo disse...

Subtenente Sérgio, o senhor poderia nos ensinar como "pressionar nossos chefes"? Pois, tenho esposa e filhos e não sei como ficaria longe deles cumprindo pena disciplinar no xadrez da PE por ter "pressionado nossos chefes"!

Não sei se o senhor percebeu, mas nós militares não somos considerados cidadãos nem pela própria Constituição. Não nos assiste o direito de criticar ou "pressionar nossos chefes". Um caso desses seria, simplesmente, enquadrado como crime de insubordinação. E quem iria nos ajudar? E quem iria me ajudar? O Chapolim Colorado? Pois, todas, repito, todas as praças mais antigas da minha unidade (leia-se subtenentes e primeiros-sargentos) não me ajudariam, não me defenderiam, pois estão ocupados "assessorando" nossos chefes (leia-se puxando o s...)afim de juntar pontos para a próxima promoção, não dando a mínima para os sargentos mais modernos.

Enfim, quando o senhor me explicar aqui, como faço para "pressionar nossos chefes" sem deixar o meu lar sem um chefe de família serei o primeiro a bater na porta do PC do meu comandante.

Um abraço.

Anônimo disse...

Estou começando a achar, até quase formar convicção, que os comandantes não tem interesse em que seja tornada sem efeito e que sejam retornados os direitos que nos foram sorrateiramente subtraidos na MP 2215, a MP do mal, na maior tra iragem.
Estou começando ter esta impressão, pois nunca vemos notícias que estão cobrando o retorno dos nossos direitos, a melhoria dos nossos salários, já tão defasados e comprometidos com os empréstimos.

Anônimo disse...

E o salário Gen Enzo... e quando o senhor deixará o cargo??? 7 longos anos mamando... ja esta na hora, ou não esta? ...

Anônimo disse...

Vicentinho!!!kkkkk.... é senador no arrego, assumiu cargo deveras artimanhas politicas, apoiando comentario 2821101114

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics