8 de setembro de 2014

Soldado do Exército furta moto de colega enquanto o dono participava do desfile militar

Motocicleta foi encontrada com ooutro suspeito (Foto: Thiago J. Cabral)
Motocicleta foi encontrada com um dos suspeitos
(Foto: Thiago J. Cabral/G1 RR)
Militar furta moto de colega de quartel que participava de desfile, em Roraima
Segundo a polícia, suspeito arrombou armário para furtar chave e capacete.
Um rapaz que estava com a moto foi detido; os dois negaram o crime.

Marcelo Marques
Do G1 RR
Boa Vista (RR) - Um soldado do Exército, de 19 anos, foi preso neste domingo (7) após furtar a motocicleta de um amigo e colega de quartel da mesma patente, que estava em serviço participando do desfile em comemoração ao Dia da Independência, segundo a Polícia Militar.
A vítima, também de 19 anos, disse que teve o armário arrombado e foram furtados a chave do veículo e um capacete. O jovem suspeito do crime teria repassado a moto a um rapaz que também foi detido.
A prisão do soldado ocorreu no bairro Buritis, zona Oeste de Boa Vista. Ele foi conduzido à Central de Flagrantes 2. O proprietário da moto contou que participava do desfile 7 de Setembro e quando retornou ao quartel viu o seu armário arrombado.
"Fui ao estacionamento e percebi que minha moto não estava lá. Um soldado me disse ter visto ele [amigo] saindo com meu capacete. Liguei para mãe dele e ela confirmou que o viu com o meu veículo. Em seguida, informei meu comandante sobre o ocorrido. Não sei por qual motivo ele fez isso", afirmou.
A motocicleta foi localizada pela Polícia do Exército com um rapaz de 20 anos. A PM foi chamada para dar prosseguimento à ocorrência e ele foi detido, inicialmente, por suspeita de receptação. O soldado suspeito do furto foi preso em seguida.

Mãe lamenta prisão
De acordo com a mãe do suspeito, ele é amigo da vítima, que costuma frequentar a casa dela. A mulher não soube dizer o motivo de o filho ter furtado o veículo.
"São amigos. Ele frequenta minha casa. Não sei o porquê de o meu filho ter feito isso. Tenho dois e o único que me dá problema é esse. Dou tanto conselho a ele, mas não adianta. Mesmo tendo 'cabelo em baixo do pé', ele vai apanhar. Não há motivos para ter feito isso", lamentou a mãe chorando.
Segundo ela, o filho já foi detido quando era adolescente por ter participado de um suposto furto, mas foi liberado. "Ele não foi para a penitenciária porque era menor de idade. Agora, esse outro problema", disse.

Depoimento
O delegado plantonista Jorge Nepomuceno lavrou um auto de prisão em flagrante em nome do soldado suspeito do furto e do rapaz que estava com a motocicleta. O militar deverá ficar detido em uma cela do quartel. Ele alegou em depoimento que usaria a moto e a devolveria ao dono.
O outro preso justificou que ficou apenas com a chave da motocicleta e não teve participação no crime. Após prestar depoimento, ele foi liberado.
De acordo com a assessoria de comunicação do Exército, paralelo ao inquérito policial, será aberto também um processo administrativo ou uma sindicância para apurar o suposto furto.
G1/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Que absurdo, o Exército está cada vez mais fugindo de suas responsabilidades. No caso em tela, a PE deveria ter conduzido os dois, presos, para o quartel e o Of de Dia procederr o APF, tendo em vista que o crime de receptação, é conexo ao crime de furto no interior do quartel...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics