18 de setembro de 2014

"Para aparecer e atingir a mãe": soldado do Exército é preso por matar taxista no RJ.

Soldado da Aman confessa ter matado taxista em Barra Mansa
Jovem disse não ter tido motivo específico para cometer o crime

Barra Mansa (RJ) - Foi apresentado na tarde de ontem, na 90ª Delegacia de Polícia, Diomar dos Santos, 19 anos, suspeito do assassinato de um taxista há um mês na estrada que leva ao distrito de Rialto. O jovem é soldado do exército e relatou não ter tido motivo específico para cometer o crime.
De acordo com o Polícia Civil, o suspeito foi localizado após as autoridades terem achado um celular, de um menor supostamente presente na cena do crime. O adolescente não foi apreendido, mas prestou esclarecimentos que ajudaram a polícia a encontrar Diomar.
De acordo com o delegado Ronaldo Aparecido, o suspeito confessou ter matado o taxista Wellington da Silva Nogueira com uma facada no pescoço e disse que não havia motivo para cometer o crime. “Ele confessou e disse ter matado para aparecer, queria fazer algo que atingisse sua mãe”, disse Aparecido.
Ainda de acordo com o delegado, o jovem não demonstrou nenhum tipo de arrependimento ou remorso, que juntamente com outros desvios de conduta relatados por colegas levam a crer que ele sofra de problemas psiquiátricos. Para a determinação da pena, ele passará por exames que revelarão se ele possui algum transtorno mental. “Ao falar do crime, ele expressa frieza e indiferença. Ele passará por avaliação psiquiátrica, que definirá qual será sua pena. Se for comprovado algum distúrbio, será encaminhado para uma clínica, caso contrário, cumprirá pena que pode chegar até 30 anos em penitenciária ”, explicou o delegado.
Diomar está sendo indiciado por latrocínio, pois além de ter matado, subtraiu R$100 do taxista. Ele foi conduzido para a unidade prisional da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), onde ficará detido até a realização dos exames e definição da pena.

Crime aconteceu há um mês
O taxista Wellingnton da Silva Nogueira, 30 anos, foi encontrado morto na estrada que liga o bairro Colônia Santo Antônio ao distrito de Rialto na manhã do dia 15 de agosto. Segundo os peritos, a causa da morte não foi confirmada, mas tudo indica que o motorista foi morto a facadas. A Polícia Militar do DPO do distrito foi acionada por populares por volta das 5h55, a princípio com a denúncia de acidente de trânsito com vítimas. Mas, chegando ao local, o sargento Denival e o soldado Orlando constataram o homicídio.
A Voz da Cidade/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Lamentável !!

Um sujeito desse no nosso meio !

Tirar uma vida que demorou 9 meses para ser gerada assim, por nada.

Tirar a vida de um trabalhador.

Um bicho.

Vida que segue ...

Anônimo disse...

Quando o exército vai começar a fazer exames psiquiátricos ou psicotécnicos de verdade no efetivo de conscritos? Pegar um maluco aparentemente normal e entregar um fuzil em suas mãos, não me parece um bom procedimento.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics