19 de setembro de 2014

No AP, Exército inicia operação com 700 militares na divisa com a Guiana

776 embarcações foram vistoriadas em Oiapoque (Foto: Reprodução/TV Amapá)
700 militares do Exército foram deslocados para
Oiapoque (Foto: Reprodução/TV Amapá)
Militares vão atuar em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá.
Operação vai se estender até 30 de setembro.

Abinoan Santiago
Do G1 AP
A divisa do Amapá com a Guiana Francesa ganhou um reforço de mais 700 homens do Exército Brasileiro para combater crimes na região de fronteira do estado. A medida faz parte da operação Curare Oriental, deflagrada nesta quarta-feira (17). A ação segue até 30 de setembro.
As tropas do Exército atuam na sede de Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, e nos distritos de Clevelândia do Norte, Vila Brasil e Ilha Bela, no mesmo município. Para reforçar o efetivo empregado na operação, o Amapá recebeu homens de Belém, São Luis, Manaus e Rio de Janeiro.
Apesar de buscar a prevenção de crimes de fronteira, a exemplo de contrabando, tráfico e delitos ambientais, a operação também poderá atuar com poder de polícia com prisão em flagrante de delitos possivelmente encontrados na região de fronteira, informou o major do Exército Júlio César Duarte.
O Exército vai contar com o apoio do Instituto Chico Mendes (ICMBio), polícias Rodoviária (PRF), Federal (PF) e Militar (PM). “Queremos coibir e se necessário reprimir os crimes na fronteira do Amapá. Vamos agir isoladamente ou acompanhados de equipes de demais instituições. Mas em caso de flagrante, podemos agir de forma repressiva com nosso poder de polícia na fronteira".
G1/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics