19 de setembro de 2014

Eleições 2014: trinta mil militares vão garantir a seguraça.

Ministério da Defesa prepara 30 mil militares para trabalhar nas eleições 
(Imagem: Folha da Manhã)
FolhaPress
BRASÍLIA, DF - O Ministério da Defesa prepara 30 mil militares para trabalhar durante as eleições deste ano, com a expectativa de atuarem em 250 cidades do país. Os militares devem ter a participação solicitada pela Justiça Eleitoral. Até o momento, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou ação militar em 95 localidades no Pará, Tocantins e Rio Grande do Norte, na chamada GLO (Garantia da Lei e da Ordem). No caso de GLO, a participação militar se restringe a segurança para que funcionários da Justiça Eleitoral possam fiscalizar pontos de denúncia de irregularidades ou para que candidatos possam fazer campanha, além da proteção de locais de votação. Segundo o comandante Walter Marinho Sobrinho, "o militar que identificar um crime eleitoral deverá comunicar o juiz eleitoral, que dará a orientação de como agir". "O foco principal dos militares é o acesso das zonas eleitorais. O discernimento do que é crime eleitoral fica um pouco mais difícil e ele está orientado a comunicar o fato ao juiz", diz o chefe de seção de operações complementares do Ministério da Defesa. Em geral, os militares das Forças Armadas contam também com apoio da Polícia Militar e outras forças policiais, que poderão ser acionadas neste tipo de situação. Além da GLO, os militares farão apoio logístico em pelo menos 88 localidades. Nesses casos, o uso do aparato militar será destinado ao transporte de urnas e funcionários da Justiça Eleitoral a locais de acesso difícil ou remotos. A expectativa do Ministério da Defesa é, até o dia 5 de outubro, atender 250 localidades. Como o pedido parte da Justiça Eleitoral, é possível que até às vésperas da eleição o TSE possa alterar as demandas ou ampliá-las. PÓS-COPA Uma das novidades para a operação das eleições em 2014 é o uso do centro de comando e controle, criado para a Copa do Mundo. Esse centro monitora diversas operações no país e facilita a integração das diversas forças. No local, diversas organizações deverão atuar, como o TSE e os próprios militares. (R. A.)
TN ONLINE/montedo.com

5 comentários:

PM realista disse...

"Em geral, os militares das Forças Armadas contam também com apoio da Polícia Militar e outras forças policiais".
Senhores, não se iludam. Na prática o que acontece nesses "grandes eventos" é exatamente o contrário. Quem apóia as PMs e a PF são as FFAA. E é uma guerrinha de egos danada...

Anônimo disse...

Mais uma boca boa para os PTTC's... Fiscalizar o pessoal que vai fiscalizar as eleições. Enquanto a tropa viaja na carroceria do caminhão com fome e sede, tomando chuva e sol na carcaça, eles viajam de avião, no maior conforto, bebendo uísque doze anos, comendo camarão e imaginando como gastar o dinheiro que receberam "bem" antecipadamente com diárias. Quando chegam em seus destinos, dormem no maior conforto possível, nas macias camas dos HT's. As praças? Estas dormem no saco de dormir, atirado nas macegas a fim de aprimorar a rusticidade. Quando reclamam por diárias, dizem que não será possível, pois a missão não estava prevista, foi coisa de última hora... O incrível é o poder de antever a necessidades de diárias para o alto clero. Por mais que a missão surja da noite para o dia, sempre recebem seu dinheirinho com o máximo de presteza. Nunca viajam de mão abanando. A praça se quiser o bucho, que compre do próprio bolso ou coma o ovo cozido com pão do catanho e beba água quente do cantil. É sempre assim, enquanto a realeza mama de todas as maneiras possíveis nas tetas do governo, a ralé financia o cumprimento da missão com o pouquíssimo, o quase nada que recebe. Já é hora de abrirmos nossos olhos e vermos quem são os nossos verdadeiros inimigos. Quando a revolução comunista começar neste país, eles serão os primeiros a nos atirar para os leões e a abraçar e lamber os pés da cúpula vermelha, acusando-nos de traidores e subversivos. Quanto aos PTTC's? Estão dando às FFAA o mesmo destino da RFFSA.

Anônimo disse...

Esses 30 mil militares que estarão prestando serviço, poderão votar? Caso a resposta seja não, então o ministério da defesa está dando seu jeito. Pois desses 30 mil, 29 mil não não votaria no PT, depois de mais de uma decada de descaso com a remuneração dos militares. O jeito é botar militar pra tirar serviço em dia de eleição,do que deixar que ele vote nos adversários né?

Anônimo disse...

Anônimo de 19 de setembro de 2014 13:54, o que tem a ver o PTTC com o assunto? pelo visto não sabe que tem muito praça PTTC nos QGs e Escolas...é cada uma...

Anônimo disse...

Sim caso o comunismo venha a ser implantado seremos jogados na boca do leão. Em 64 cito o exemplo de praças que estavam de Cmt da Gda em quartéis reacionários e foram mandados embora simplesmente por estarem cumprindo a missão. Quanto a esse período não me recordo de um praça sequer que tenha assumido cargos em órgãos públicos e sim vários estrelados aposentados ocupando cargos. Vergonhoso. Quem será que já se vendeu aos comunas. Alguém pode me informar?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics