2 de junho de 2014

Alvo do MPF, Comandante da Marinha transferiu apartamento para a irmã, diz jornalista.

AVISO DE TEMPESTADE

Cláudio Humberto

Ressabiado com investigação do Ministério Público Federal sobre a compra de um apartamento em Copacabana avaliado em R$ 5 milhões, o comandante da Marinha, almirante Moura Neto, doou à irmã outro, menor, um dia após esta coluna falar do caso, em abril.

DIÁRIO do PODER/montedo.com

Leia também:
Mar à vista

MPF investiga comandante da Marinha por suposta improbidade administrativa
Comandante da Marinha emite nota negando acusações de improbidade

9 comentários:

Anônimo disse...

Estou cansada deste país! Corrupção para todos os lados!!! Se de um lado um ganha muito, do outro muitos passam fome! É uma vergonha... os militares na sua maioria estão perdendo o seu poder de compra. Corta daqui, corta dali, deixam de se divertir pois as contas consomem todo, e ainda falta, o mísero salário que recebem! Aí aparece um cara desses, repugnante!

Anônimo disse...

Boa tarde.

Analisei o olhar e a postura dele e percebi um ar superior.

Alguém achou isso ?

Vida que segue ....

Anônimo disse...

É o modo PT de agir, mas de fardas.

Anônimo disse...

Navego pela internet em busca de uma boa notícia sobre a situação dos militares das Forças Armadas e me deparo com essa notícia... é triste !
Entretanto, se ele é inocente, pode apresentar suas provas independente do MPF.

Anônimo disse...

Essas investigações do MP, na maioria das vezes, não dão em nada.
Com certeza existe uma justificativa para um militar ter poder aquisitivo para adquirir um apartamento de 5 milhões.

Anônimo disse...

Uma pergunta: um militar, mesmo sendo oficial general, economizando em todos os meses o seu salário, diárias, representações e outras gratificações, daria para juntar R$ 5.000.000,00?

Muito estranho essa aquisição ou, então, os oficiais generais estão em outra "dimensão" financeira!!

Anônimo disse...

Que vergonha, hein...

Anônimo disse...

E o salário da TROPA Ó...

Anônimo disse...

Houve um comentário que fez menção ao olhar do Comandante da Marinha na foto, para mim parece aquele ar de faço o que quero e não tenho que dar explicações para ninguém, será verdade? Voltamos à época do absolutismo?

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics