29 de novembro de 2013

PE: Justiça começa a ouvir acusados de homicídio em hotel de trânsito da Aeronáutica

27/11/13
Acusados de homicídio dentro do hotel de trânsito da Aeronáutica são ouvidos pela Justiça

Recife (PE) - Começou agora a audiência de instrução para julgar os acusados da morte da estudante Monique Valéria de Miranda, 20, em 2011 dentro do hotel de trânsito da Aeronáutica. A sessão acontece na sala da 9º Vara Criminal do Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha de Joana Bezerra. Serão interrogados nesta tarde as duas pessoas acusados de participação no crime: Monique Freitas e o soldado licenciado Gleyson Gonzaga dos Santos.
Leia também:
MULHER É MORTA COM TIRO DE PISTOLA EM FESTA COM SOLDADOS DENTRO DE QUARTEL DA FAB EM RECIFE
Monique Valéria participava de uma festa em um dos quartos do hotel de trânsito da Aeronáutica quando foi baleada e morta com um tiro no rosto. A amiga dela, Monique Freitas, confessou que brincava com arma, quando ocorreu o disparo. Monique e o soldado licenciado da Aeronáutica Gleyson dos Santos são acusados de homicídio culposo, quando não há intenção de matar e aguardam o julgamento em liberdade.
A mãe da vítima, a comerciante Vilma Rejane, 48 anos, está presente na sessão. Abalada, ela diz que espera pela condenação dos acusados. “Creio que vou me sentir mais confortada de saber que eles não ficaram impunes”, comentou.
Além da ação criminal que irá julgar a participação de cada um dos envolvidos e avaliar se houve omissão e intenção e que determinará as penas individuais, o crime está sendo avaliado pela Justiça Federal. A família da vítima move um processo contra a União pedindo uma indenização e discutindo sua responsabilidade no assassinato de Monique.
DIÁRIO DE PERNAMBUCO/montedo.com

Relembre o caso:

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics