30 de outubro de 2013

"Da bolsa" e "do bolo": general Gonçalves Dias volta ao centro do poder

General que chefiou segurança de Lula volta ao governo

Marco Edson Gonçalves Dias (Foto: Mateus Pereira/AGECOM)
General Edson Gonçalves Dias
(Mateus Pereira-agecom)
MARCELO SPERANDIO
Ex-chefe da segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o general de Divisão Combatente Marco Edson Gonçalves Dias, o G. Dias, volta lentamente ao centro do poder federal. Na semana passada, ele foi nomeado para o cargo de Assessor Especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. É um movimento importante, para quem estava na trincheira com a presidente Dilma Rousseff. Em fevereiro do ano passado, G. Dias desagradou a presidente ao confraternizar com policiais militares que faziam greve na Bahia. Na ocasião, ele era o condutor da negociação com os grevistas. Depois do episódio, o general foi exonerado do comando da 6ª Região Militar e ocupou cargos na burocracia do Exército.
Felipe Patury (ÉPOCA)/montedo.com

General 'da bolsa' 
Carregando bolsas de Lula e Dilma em 2010




General 'do bolo'
Confraternizando com PMs grevistas na Bahia no dia de seu aniversário, em 2012
Foto: Roberto Viana

23 comentários:

Anônimo disse...

Gostaria de ver o "peitudo" que mandaria os próprios carregarem as bolsas. Esculachar é fácil, quero ver na hora H.

Anônimo disse...

Isso os assessores dos Generais fazem diariamente, inclusive carregam as bolsas das esposas e pagam contas, então o Gen G DIAS, apenas fez o seu trabalho.

Anônimo disse...

concordo com o anônimo... 17:45

Anônimo disse...

concordo com o anônimo das 17:45 manda quem pode e obedece quem tem juízo...infelismente

Anônimo disse...

Gilberto Carvalho, mandatário de mulher barba, perguntou para o Peri Enzo: Quantas vagas de 4 estrelas tu tens pra 2014: Respeitoso e prontamente Peri disse: 5. Carvalho retrucou: hum... então agora só tens 4, pois a 1ª é é de G. Dias!
- tome! chupa essa agora. Inté eu carregaria a bolsa, o casaco e até a mala da Dilma no colo.

Anônimo disse...

Chifre, sogra e mala... Cada um deve carregar a sua! Basta deixar no avião uma única vez que o "folgado" aprende.

Caio disse...

Alguém duvidava que ele voltaria ao Palácio. Babou, calou e voltou. É somente mais um dos tantos que estão por aí. Os chefes estão preocupados...com o seu pirão.

Caio disse...

Não precisa ser "peitudo", basta ser profissional. Segurança, inclusive o chefe, não ocupa as mãos, pois elas são a sua principal ferramenta na hora de proteger a autoridade. Ninguém saca uma pistola, carrega e atira somente com uma mão, nem mesmo um FE. Bastava ser profissional e manter a distância adequada.

Paranaense disse...

Senhores! Quando vejo um General de Divisão passar por um constrangimento desses em publico, perco as esperanças até nos três Comandantes, que não largam as tetas. Imagino o que ocorre entre quatro paredes, deve ser um "estafeta" estrelado. Que vergonha!!! Não promovem mais generais por competência, para honrar as calças que vestem e defender a nossa pátria. Os PTralhas/Socialistas/Comunistas já estão com as rédeas nas mãos e todos calados, até quando? Eu me recuso a acreditar que estão sendo coniventes. Fraternal abraço!

Anônimo disse...

Subserviência. Melancólico é a palavra mais acertada pra descrever esse vídeo, sob um olhar de um militar.

Mas eu vou cuidar é da minha vida porque a deles está ganha.

Vou tentar fazer uma limonada com os limões que essa "carreira" ainda me oferece.

Anônimo disse...

Seria espantoso se fosse diferente. Os generais de hoje são TODOS assim. Coragem não é um atributo avaliado nas FFAA, muito pelo contrário, o bom cabrito é o que carrega as bolsas.

Anônimo disse...

Sr General, por favor mantenha sua honra. Não vá!!! Seja machoooo!! pelo menos isso.

Anônimo disse...

Em um Governo de Lobos - General é chapeuzinho. Triste realidade

Anônimo disse...

Assim fica difícil ser levado á serio como militar.

Anônimo disse...

Montedo! O dito cujo entrou para a segurança do Lula Molusco como Coronel e saiu Gen de Divisão. O que mais queriam deste cidadão.

Anônimo disse...

O camarada acima falou até em não ocupar as mãos, que nem FE consegue, etc... rsrsrsrsrs. Cara, pelo jeito vc nunca passou nem perto de uma equipe de segurança. Desde o momento da decolagem até o pouso toda a equipe já estava pronta em seus postos. Toda a área já estava segura quando os figurões desembarcaram. Outra coisa, é preciso coragem, porque profissionalismo ele demonstrou quando resignadamente fez o papel do AJO que com toda certeza, não foi embarcado por falta de vaga. Pra finalizar, saibam que todos pensam em suas famílias antes de tomar uma atitude como a que muitos queriam que o Gen tomasse. Eu fiz isso no passado. Disse não e amarguei um bom tempo no ostracismo, fui transferido à revelia, perdi PNR, minha esposa o emprego e meu filho a vaga no colégio militar. Deixei de ser promovido junto com minha turma e hoje ainda sou 1º Sgt enquanto meus amigos são STen. Na época eu me senti orgulhoso da coragem que tive, mas foi barra olhar o semblante de minha família e só ver tristeza e frustração. Talvez hoje eu não fizesse mais isso.
Não condeno o general...
Sgt do Brasil

Anônimo disse...

Dentro do alojamento, muitos leões gritando não! Fora, apenas galinhas cacarejando Sim senhor!!!
Concordo com o comentarista de 30 de outubro de 2013 17:45

Rogério da Silva Gomes - 1º Sgt Ref disse...

É triste ver um senhor com certa idade, que já tem tempo de ir para casa para curtir seus filhos e netos, se submeter a uma situação humilhante dessas. É por essas e outras que os militares estão cada vez mais distantes de seus ideais. Agora eu entendo o significado de braço forte, mão amiga. JUNTOS SOMOS MUITO FORTES.

Anônimo disse...

Deve ser muito "amor a camisa" ficar se sujeitando a tais a situações,viajando muito, ficando longe da família, sujeito a risco de vida, em prol de figuras políticas tão honradas como o "lulla mollusco" e a "dilmandona"...

Caio disse...

Montedo, seu espaço é democrático por isso gostaria de fazer uma réplica ao Sgt do Brasil, reafirmo o que disse, pois em um sistema de segurança, o mais próximo da equipe tem o dever de evacuar a autoridade. Embora a área já esteja segura, nunca, em matéria de segurança, pode-se afirmar que ela está 100% segura. Naquele caso específico, o módulo básico estava distante e, se o cinegrafista filmou, um sniper poderia estar observando. Não sou juiz para condenar o General, simplesmente fiz uma observação, pois ainda posso fazê-lo. Uma última colocação, quem já participou de equipes de segurança (de verdade, não as de Cmt de OM no 7 de setembro) não se refere às autoridades como figurões. Se passou por agruras na carreira não é o único, muitos já passaram e não se prostituíram.

Anônimo disse...

Sniper? Caracas!!! O pessoal aqui vai longe mesmo!!!

Anônimo disse...

leio tanta besteira na internet,mas criticar o gen.g dias p q ele carregou a bolsa do presidente da republica,a faça me o favor,o que dizer entao gen.enzo cmt da força,que nao tem coragem tirar a medalha do criminoso jose genuino.para quem tem conhecimento de causa e sabe o significa um militar ter no curriculo,"F.E COMANDOS", e aquele breve da oncinha no peito,nao deveriam pre-julgar esse grande soldado.

Anônimo disse...

VC ANONIMO CONHECE ELE SOLDADO PQD TEM LENBRAÇAS MARCADAS COMO FERRO NA CARNE ANOS70

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics