31 de agosto de 2013

Senador acusa Dilma de descuidar da defesa por adiar compra de caças

Processo para a compra dos 36 caças começou em 1995, mas foi postergado em sucessivas ocasiões
O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Ricardo Ferraço, disse nesta quinta-feira (29) que o governo foi negligente com a defesa do país ao adiar uma licitação para a compra de 36 caças, na qual participam empresas dos Estados Unidos, França e Suécia.
"O governo foi indolente e lerdo neste processo", declarou o senador para correspondentes estrangeiros, mas disse que ainda acredita que a licitação "possa" ser concluída antes do fim do ano.
O processo para a compra dos 36 caças começou em 1995, mas foi postergado em sucessivas ocasiões (em 1998, 2003, 2010 e 2011), sempre devido a problemas orçamentários.
Segundo Ferraço, "faz 18 anos que os governos brasileiros não se decidem" sobre um projeto de modernização que a Força Aérea "propôs de uma forma preventiva e programada".
Também sustentou que, ao mesmo tempo em que o Brasil "posterga várias vezes" a aquisição dos caças, outros países sul-americanos, como Venezuela e Chile, renovaram e "fortaleceram" suas forças aéreas.
Além disso, declarou que "enquanto não são tomadas decisões, os problemas do país aumentam" e o narcotráfico estende suas redes, sobretudo "na fronteira com a Bolívia". O senador garantiu que "50% da droga" consumida no Brasil entra pela fronteira boliviana.
Ferraço afirmou que a compra dos caças é um "projeto de Estado" que chegou "ao limite do limite", pois a própria Força Aérea informou que os 12 aviões Mirage 2000 que o país possui só poderão operar até dezembro, quando serão substituídos por aeronaves F-5, também antigas e que estão no final de sua vida útil.
O senador citou o comandante da Força Aérea, Juniti Saito, que disse em um recente comparecimento à Comissão de Relações Exteriores que a licitação poderia ser concluída no final deste ano.
"Esperemos que seja assim", pois de outro modo o Brasil ficará em "uma situação de vulnerabilidade", disse o senador do PMDB.
Para a última fase do processo foram selecionados os caças Rafale da empresa francesa Dassault, os FA-118 Super Hornet da americana Boeing e os Gripen NG da sueca Saab.
Ferraço disse que na próxima semana vai fazer uma visita à Suécia, convidado pelo governo desse país, e que aproveitará para conhecer "mais detalhes" do projeto apresentado pela Saab.
Também deve visitar a França para se reunir com representantes da empresa Dassault, mas esclareceu que isso ainda não foi confirmado, assim como uma visita às instalações da Boeing nos Estados Unidos.
Ferraço admitiu que a compra dos aviões de combate é uma "prerrogativa" do Poder Executivo, mas assegurou que a Comissão de Relações Exteriores do Senado tem o "dever" de "analisar" e "fiscalizar" essa operação, cujo valor é estimado em R$ 15 bilhões (cerca de US$ 6,5 bilhões).
UOL, via ASSUNTOS MILITARES/montedo.com

7 comentários:

Anônimo disse...

AS MULHERES DA UNEMFA ESTÃO ACAMPADAS NAS ESPLANADAS DO MINISTÉRIOS EM BRASÍLIA DESDE O DIA 26/08/13. PRECISAMOS MAIS DO QUE NUNCA AJUDAR ESSAS GURREIRAS. ELAS SÃO AS ÚNICAS PORTA-VOZ DA FAMÍLIA MILITAR. EU JÁ FIZ A MINHA CONTRIBUIÇÃO DE R$ 10.00. FAÇA VC TAMBÉM:

AGÊNCIA BANCO DO BRASIL: 1003-0
C/C 38741-X

Anônimo disse...

É ISSO AÍ ANÔNIMO DAS 09:47 DE 31/08 PRECISAMOS AJUDAR SIM, POIS ELAS SÃO AS ÚNICAS REPRESENTANTES DE FATO DAS FORÇAS ARMADAS. OS NOSSOS GENERAIS SÃO MEROS REPRESENTANTES DE FICÇÃO, SÃO PAU MANDADOS DA NATA POLÍTICA. EU TAMBÉM VOU AJUDAR COM MÍSERO R$ 10,00 MAS SE 1% DOS INTEGRANTES DAS FA FIZESSE O MESMO DARIA PARA PATROCINAR CONTRA ESSE GOVERNO UMA GRANDE MANIFESTAÇÃO. DARIA ATÉ PARA PAGAR CLAQUES PROFISSIONAIS PARA FAZEREM O PROTESTO PARA A GENTE COMO OS SINDICATOS O FAZEM. NÓS TEMOS UMA FORÇA EXTRAORDINÁRIA E NÃO SABEMOS QUE TEMOS E MUITO MENOS, USÁ-LA.

Anônimo disse...

Montedo, não vão comprar nenhum avião de caça novo nos próximos 10 ou 15 anos.
O governo comprou ii aviões de caça F 5 de segunda mão, da Jordânia, que atualmente estão sendo preparados pela EMBRAER para substituírem os 12 Mirages que irão se aposentar no fim deste ano. E os tais aviões estão sendo equipados para se manterem em ação por cerca de 15 anos. Entendeu a jogada?
O governo, em termos de defesa, só compra sucata.

Anônimo disse...

Que Deus nos livre de guerras, pois do jeito que está, seria como os russos na primeira guerra mundial.

S Ten REIS disse...

Desculpem os companheiros mas acho o fim da picada colocarmos nossa família para ficar levando gás de pimenta na cara, enquanto nos escondemos atrás dos muros dos quartéis. Nós é que temos que demonstrar nossa insatisfação perante o comando...Dilma e sua corja estão se lixando para as famílias acampadas, isso ela já deixou bem claro com suas atitudes. Disciplina não quer dizer covardia e sinceramente estamos sendo covardes.

Anônimo disse...

Caro amigo, em especial ao STen REIS, fica a idéia do protesto de 50 anos anos da comemoração da REVOLUÇÃO de 64, vamos as ruas sim, protestar por saudosismo das leis que funcionavam, eram poucas e funcionavam, tínhamos liberdade de ir e vir, hospitais e escolas e fazíamos tudo na maior paz, bandido era na cadeia e a balança dos deveres vinha antes dos direitos e não como hoje que temos milhares de leis paliativas que não funcionam e beneficiam somente uma minoria "corja de bandidos do passado", vagabundos e cheios de direitos, não desejo mais votar porque minha concepção é a seguinte: "SE RECEBO UMA BOLSA ESMOLA ESTOU VOTANDO A CABRESTO", porque não bloqueiam o título de quem recebe benefício de todas as esferas governamentais? Fica a idéia para o protesto ou seremos tão covardes mesmo, como você citou. Outras leis já está na mente de cada um e circulando na INTERNET, como dizia um velho cantor da época "quem espera faz a hora acontecer", 2014 está logo ali, vamos agir................

Anônimo disse...

Infelizmente somos acomodados S ten Reis. Se somos acomodados até para dar uma migalha de R$ 10,00 para UNEMFA quero ver botar a cara para bater com a nossa insatisfação como vc está falando. Eu sou mais a favor de se fazer uma coisa plausível e ajudar a UNEMFA é uma delas. Campanha virtual massiva é outra coisa plausível que podemos fazer , mas não fazemos. A exemplo daquele Sargento que desceu de rapel na ponte Rio-Niterói o que aconteceu com ele? De tão omissos que somos nem sabemos o que aconteceu com o cara. Taí uma coisa que não faço porque por qualquer ato de indisciplina que eu cometer eu sei que vou ficar sozinho como esse Sgt
Vinícius ficou.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics