7 de julho de 2013

FAB: abuso acaba em pizza

FAB vira caixa-preta de mordomias oficiais
Berço de heróis da 2ª Guerra, sucateada e com baixos salários, a Força Aérea Brasileira resigna-se, constrangida, a cumprir missões com autoridades, sobre as quais parece não ter o menor controle. Sob o manto do “segredo militar”, negou dizer à esta coluna o preço da hora de voo nos aviões emprestados a vivaldinos republicanos, por tratar-se de “informação estratégica”. Situação igual aos cartões corporativos.

Missão vida boa
A Aeronáutica repete a cantilena de “missão legal” no transporte de “donos do poder”, ainda que sem motivo de segurança ou emergência.

Força do hábito
Descumprir a lei também não constrange os militares: o ex-presidente Lula deu caronas irregulares à ex-“assessora” Rose no Air Force 51.

Polichinelo
Defasada em guerra e na paz, a Aeronáutica silencia sobre criação de “portal da transparência” que daria nome (e cutelo) a “bois voadores”.

Com jeito, vai
“Aparelhada” desde a redemocratização, a FAB tem 15 sofisticados aviões para transporte de autoridades, mas não tem caças modernos.

Caronas da FAB ganham 'pizza' de sobremesa
Políticos, seus amigos e agregados podem apertar o cinto para voar sem medo: apenas um ex-ministro, já falecido, foi condenado por improbidade administrativa por voos particulares em aviões da FAB, e obrigado a devolver R$ 25 mil: Clóvis Carvalho (Casa Civil) no governo Fernando Henrique. A prática disseminada nos últimos 20 anos se beneficia de uma firula legal que dissolve a má-fé na “praxe legal”.

Locupletemos
O ex-chanceler de FHC, Luiz Felipe Lampréia, escapou na Justiça de improbidade, após fim de semana em Fernando de Noronha.

União da ilha
Ex-ministro de FHC, Ronaldo Sardenberg foi absolvido de dano ao erário por usar aviões da FAB e ficar em hotel militar com família.
Diário do Poder/montedo.com

16 comentários:

Anônimo disse...

Posso estar enganado, mas não há interesse em transparência, porque os políticos não deixam e os militares sabem que quem manda nesse pais são os POLÍTICOS então tentar barra-los é dar um tiro no próprio pé.

Anônimo disse...

http://www.hariovaldo.com.br/site/2013/07/04/deposicao-de-dilma/

Anônimo disse...

Ainda bem que não temos conflito por aqui, senão nossa gloriosa FA teria que digladiar com o invasor usando seus confortáveis 15 sofisticados aviões para transporte de autoridades. Enquanto isso o pessoal do EB loteado nas fronteiras se humilha e fica a mercê de pilotos nem sempre educados para retornar para casa após missões determinadas pelo próprio MD. Quem mandou não ser político...

FLP Lagoas disse...

Quem anda com porcos acaba comendo farelo, nesse caso a arraia miúda fica com medo das retaliações e quem deveria dar um basta nessa safadeza, simplesmente finge que não existe o problema e tudo permanece como dantes no quartel do Abrantes !

RENATO NASCIMENTO disse...

Tenho vergonha de ser brasileiro, militar da reserva, continuar trabalhando (48 anos de serviço), para melhorar meu defasado salário, enquanto parasitas, alguns condenados pela mais alta corte de justiça do meu país, ocupando altos cargos na administração do Brasil, continuam despudoradamente, sorrindo para a mídia, fazendo sangrar e escorrer para seus bolsos e de seus amigos e agregados, o capital que deveria ser destinado apenas ao crescimento desta nação. Tudo a olhos vistos e sem qualquer reação que impeça. Que vergonha!!!

Anônimo disse...

Transparência? Ela só iria expor a mordomia aos políticos e a malandragem dos militares aviadores, que têm no recebimento das diárias dos vôos de transporte de "autoridades" um grande complemento de sua já merecidamente alta renda (vide escala do GTE - Grupo de Transporte Especial, em Brasília).
A Aeronáutica não se pronuncia contra a festança porquê é interesse dela que esse bacanal aéreo continue acontecendo, já que preserva os interesses políticos dos oficiais generais, via MD. A FAB se coloca numa posição defensiva, alegando que "só cumpriu ordens superiores".

As FFAA querem ser as guardiãs da austeridade valendo-se da lei da relatividade. É a raposa tomando conta dos ovos...

Ah! Para com disso!

Anônimo disse...

Qual o militar que já não teve o prazer de fazer uma viagem interestadual curtindo a paisagem da carroceria confortável de um 5 Ton? Aliás, confortável e segura... Viagens muitas vezes partindo de Santa Maria, onde existe uma grande Base Aérea, para outros municípios de outros Estados onde também existem Bases. Viagens importantes, cumprindo missões importantes, porém sem receber o mínimo reconhecimento por parte de seus superiores os quais via de regra jamais tem a decência de prover os meios para o cumprimento da missão. Missão esta que, após cumprida com êxito, vai render muitos louros à autoridade junto aos seus superiores cujos sacos vai lamber sem a mínima compostura, expondo ridiculamente a sua falta de amor próprio e decência. Porém, mais ridículo do que ter que cumprir missões tendo que prover os próprios meios sem receber um centavo a mais por isso, é ver as pseudo-autoridades militares e a nova classe de parasitas do erário público, os PTTC's, viajando com todo conforto em vôos comerciais, com direito a gordas diárias. Vá a Praça achar que tem direito a sacar uma reles representação para ver se não ouve todo tipo de impropério e ameaça de punição e transferência. É chegada a hora de acordarmos companheiros, a corrupção está entranhada em nosso meio, a boa velha "química" está constantemente sob nossos olhos, dê-mos ao povo a possibilidade de vê-la e julgá-la por si mesmo.

Anônimo disse...

essa omissão se de ao fato de agradar aos políticos para conseguir um cargo na inatividade, mesmo passando por covarde perante a seus comandados.

Anônimo disse...

Leia essa noticia MONTEDO e publique se achar interessante:

http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2013-07-07/manutencao-de-comandantes-militares-e-irregular-diz-dirigente-de-entidade.html

Anônimo disse...

Apoiado

Anônimo disse...

Agora, teremos Gen PTTC !!!

Anônimo disse...

Lúcidas palavras do companheiro anônimo das 15:08. Concordo, pois vivi essa realidade da tropa e sei o quanto somos relegados muitas vezes à própria sorte, na base do se vira, sem direito a nada enquanto os recursos que deveriam ser empregados para proporcionar os meios de quem efetivamente trabalha, são utilizados para mordomias de quem só se beneficia com esse sistema corrupto de troca de favores, vistas grossas, e interesses espúrios.

Anônimo disse...

POIS É, ENQUANTO ISSO NOS PELOTÕES DE FRONTEIRA VOCÊ TEM PEDIR AUTORIZAÇÃO PARA DEUS E TODO MUNDO E MUITAS VEZES MENDIGAR UMA CARONA EM AERONAVE QUE SAI DOS PELOTÕES VAZIAS ,POIS SEUS COMANDANTES SE ACHAM O REI DA COCADA E DISSEM QUE NÃO PODEM CARREGAR NINGUÉM.

Anônimo disse...

Qualquer piloto sabe que em uma hora de voo num jato de pequeno porte gasta-se pelo menos US$ 10 mil com combustível, manutenção, logística, gasto com pessoal, etc.
Infa Brasil!!

Anônimo disse...

Servi por anos na Brigada Leve; e depois de ver soldados que participariam de um exercício em Boa Vista-RR serem retirados da aeronave para dar lugar a mulher e filhas de um coronel que estavam "pegando carona", não me surpreendo com mais nada.

Vergonha, vergonha, vergonha!

Anônimo disse...

E MAIS UMA VEZ, as FFAA, na figura de seus "comandantes", dando o exemplo do "que não fazer"!!!e mais uma vez se omitem e fingem que não é com eles...foi o Lula que escolheu...como o fruto nunca cai longe da árvore...é esta farra que podemos esperar...e a galera do GTE, elite de Brasília, como não poderia ser diferente, enche os bolsos com diárias e todos os tipos de mordomias...enquanto isto, os "caçadores" ficam rezando por novos aparelhos, estes prometidos desde 2004...qualquer semelhança com o congresso NÃO É mera coincidência!!!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics