31 de julho de 2013

Economia: Marinha suspende expediente às sextas-feiras

Militares da Marinha não trabalham mais às sextas-feiras

Militares da Marinha não trabalham mais às sextas-feiras
Medida é para cortar gastos | Foto: Divulgação
A Marinha do Brasil decidiu reduzir a jornada de trabalho em um dia útil para economizar, após corte orçamentário imposto pelo governo federal. Marinha, Exército, Aeronáutica e o Ministério da Defesa tiveram bloqueados R$ 3,67 bilhões por determinação da União, que quer cortar um total de R$ 28 bilhões em gastos do Orçamento de 2013. Os comandantes das três forças foram orientados a propor soluções para conter gastos, sem cortar ações consideradas essenciais ou previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). De acordo a Marinha, a partir do próximo dia 2 de agosto os militares não mais trabalharão às sextas-feiras, com exceção dos que atuam diretamente nas áreas de saúde, ensino e também com o projeto de submarino nuclear. Em caso de feriado nas sextas, a folga será no dia anterior. Além de reduzir a jornada de trabalho em um dia útil, a instituição militar brasileira determinou que as organizações internas também tomassem providências para cumprir metas financeiras, "mediante a adoção de medidas de economia pertinentes". De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a Aeronáutica estuda medida similar. No entanto, em vez de não trabalharem às sextas, os militares da Força Aérea Brasileira (FAB) teriam folga às quartas. A decisão, contudo, ainda não foi formalizada.

2 comentários:

Anônimo disse...

A Marinha já tomou um pito do MD e já colocou o galho dentro (como era de se esperar do Cmt MB no cargo há uma década...não ficou esse tempo todo contestando o governo, por óbvio).
Fonte: Jornal O Globo, de hoje.

Anônimo disse...

Devido a falta de pulso firme de nossos comandantes, essa medida foi revogada. mais uma vez a marinha coloca o rabinho entre as pernas e acata. chega de omissão!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics