31 de maio de 2013

Entidades convocam militares para manifestação em Brasília

Militares convocam ato de ‘resistência’ em Brasília por aumento salarial e contra ‘governo revanchista’ e ‘comissão de meias verdades’

Mário Magalhães
Post da manhã desta terça-feira na página da Associação Nacional dos Militares do Brasil, no Facebook
Entidades que agrupam militares das Forças Armadas, parentes seus e membros das Polícias Militares estaduais convocaram para 11 de junho um ato público de “resistência” em Brasília.
A “Vigília da Família Militar”, como se denomina a manifestação, reivindicará aumento salarial e atacará o governo de Dilma Rousseff, acusando-o de “revanchista”. Na convocação, a Comissão Nacional da Verdade, instituída pela presidente para apurar violações dos direitos humanos de 1946 a 88, é qualificada de “comissão de meias verdades”.
Os signatários do manifesto foram os presidentes da Associação Nacional dos Militares do Brasil, Marcelo Machado, e da União Nacional das Esposas dos Militares das Forças Armadas, Ivone Luzardo.
Bandeiras de partidos políticos serão vetadas no protesto, mas Machado e Luzardo mantêm militância político-partidária.
Na página de sua associação no Facebook, ele assina também como presidente do Diretório Municipal da Arena, Aliança Renovadora Nacional, no Rio de Janeiro. Essa foi a sigla que representou por mais tempo os partidários da ditadura instaurada em 1964 e encerrada em 1985. Militantes saudosos da ditadura tentam hoje reorganizar a Arena.
Outra agremiação que colhe assinaturas para poder concorrer nas eleições do ano que vem é o PMB, Partido Militar Brasileiro, cujo site incluiu Ivone Luzardo como integrante do Diretório Nacional.
Na manhã desta terça-feira, Marcelo Machado afirmou no Facebook que a página da associação está sofrendo ataques que provocam o desaparecimento de manifestos (reprodução acima).
Os manifestantes também vão defender a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 300, que prevê piso salarial único para os policiais militares.
Eis a íntegra da convocação para o ato:
Diante da falta de diálogo por parte deste governo revanchista que, notoriamente, tenta desmoralizar as forças de segurança regulares (Forças Armadas e Forças Estaduais) com comissão de meias verdades, sucateamento bélico e o ‘terrorismo salarial’, faz-se necessária uma resistência, ainda que ordeira e pacífica, já que dias sombrios rondam nossas famílias e a todos os brasileiros. Sendo assim, a UNEMFA e a ANMB convidam a todos que têm amor à Pátria, à Família, a Deus e à preservação da liberdade, a estar presentes na Vigília da Família Militar dia 11 de junho de 2013 (Dia da Batalha Naval do Riachuelo), em Brasília – DF, com concentração às 09:00h na Praça dos Três Poderes, onde lutaremos pelos nossos 28,86%, demais perdas e a PEC-300 dos Militares Estaduais! Essa Vigília não é um ato exclusivo de militares e sim de TODOS os brasileiros: Militares Federais, Estaduais, Ativos e Inativos, parentes, amigos e simpatizantes.
O dia 11 de junho foi escolhido por ser o dia em que se comemora a Batalha do Riachuelo, ocorrida no rio Riachuelo em 1865, um dos afluentes do rio Paraná. A batalha é um dos episódios da Guerra do Paraguai, o mais mortífero e violento conflito entre países do continente sul-americano.
Solicitamos a todos os participantes que levem água potável, cobertura (boné sem conotação política partidária), protetor solar. Os militares devem usar suas camisetas de serviço e os civis que queiram fazer parte desta batalha, camisas brancas. Lembramos que será expressamente PROIBIDO bandeiras de partidos políticos e sindicatos.
Nosso muito obrigado! Juntos somos fortes!
Ivone Luzardo – Presidente da União Nacional das Esposas dos Militares das Forças Armadas –UNEMFA
Marcelo Machado – Presidente da Associação Nacional dos Militares do Brasil – ANMB
BLOG DO MÁRIO MAGALHÃES/montedo.com

8 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns a essa Sra Ivone Luzardo. Estarei lá!!

Anônimo disse...

UM ABAIXO-ASSINADO PEDE A VOLTA DA DITADURA, QUANDO ASSINEI TINHA MAIS DE 1.200 ASSINATURAS: VEJAM EM http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=P2011N14172

456123 disse...

sou mil ref des de 97 quero saber se posso participar ou ajudar com alguma coisa estou muito insatisfeito com salario militar moro no rg obrigado espero resposta.

Anônimo disse...

http://wp.clicrbs.com.br/naocliqueaqui/2013/05/31/dez-piadas-e-historias-engracadas-para-contar-no-findi-54/?topo=52,1,1,,224,e224

Anônimo disse...

Vamos votar:

http://www.avaaz.org/po/petition/Criacao_de_leis_que_regulem_a_carreira_dos_Sargentos_do_Quadro_Especial_do_Exercito_Brasileiro/?aDMWhdb

Anônimo disse...

Eu é que não vou nesse " negoço " depois eu " num " saio " Teniente" QAO e aí meu conceito , minhas medalhinhas e meus " pontinho " vai tudo embora e eu não vou pro Haiti, não vou ser " Comandante " de Tiro de Guerra lá em Arapiraca nem vou poder servir ( chimarrão ) em Brasília.

Anônimo disse...

O QUE MAIS ME CHATEIA É A INDIFERENÇA DE NÓS MILITARES QUANDO HÁ UM CONVITE PARA AJUDAR OU PARTICIPAR DE UM MOVIMENTO EM PROL DA NOSSA CAUSA. EM BRASÍLIA HÁ UM CONTINGENTE MUITO GRANDE DE MILITARES DA RESERVA, PENSIONISTAS E FAMILIARES DE MILITARES DA ATIVA QUE PODERIAM FAZER UM MOVIMENTO DE GRANDE VULTO LÁ PARA CHAMAR A ATENÇÃO DA MÍDIA E DO GOVERNO. MAS ISSO NÃO ACONTECE POR CAUSA DA NOSSA DESUNIÃO E DO NOSSO COMODISMO.

Anônimo disse...

Eu apoio a ideia,mas, por via das dúvidas não vou participar, senão eles me "pegam", vou ficar de longe "de casa" olhando, depois vou na carona se conseguirem alguma coisa. É isso, briguem por mim, pela minha família e pela minha honra, pois eu não tenho coragem de fazê-lo. Não poque seja um covarde, um fraco, mas porque sou sgt de carreira do EB, e me cago nas calças de não ser promovido.

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics