24 de março de 2013

Prefeitura desiste de ponte do Exército em Santo André

Grana descarta ponte do Exército Estrutura provisória que seria construída na avenida dos Estados não avançou 

TIAGO OLIVEIRA
tiago.oliveira@abcdbomdia.com.br
Imagem: NERDS da UFABC
O Exército não vai mais construir a ponte metálica sobre a avenida dos Estados, em Santo André, que estava em estudos desde o mês passado.
A instalação da estrutura chegou a ser apontada pela Prefeitura como alternativa à ponte da rotatória da avenida Antônio Cardoso que cedeu no dia 14 de fevereiro, devido às fortes chuvas.
O equipamento montado pelo Exército funcionaria como rota provisória aos motoristas, enquanto a nova ponte definitiva estivesse em construção. A estrutura demoraria 48 horas para ficar pronta. Já a ponte nova vai demorar pelo menos seis meses para ser construída.


Leia também:
Exército é acionado para instalar ponte em Santo André
MOTIVO
O prefeito de Santo André , Carlos Grana (PT), justificou porque a ideia da ponte do Exército foi descartada.
O tempo de seis meses em que a estrutura teria que ficar em funcionamento teria pesado na decisão. “Se fosse algo de curto espaço de tempo eles [Exército] iriam ceder [a ponte], o problema é que no caso de seis meses tem muita dificuldade”, afirma o petista.
“O Exército tem um convênio de prioridade para atender o DNIT, estradas federais, e por um curto espaço de tempo. Aqui tivemos duas dificuldades. Primeiro o tempo em que esse equipamento teria que ficar interrompido, seis meses, e a segunda por se tratar também de uma via estadual”, afirma o prefeito.
A administração considera que, ao implementar a mão dupla na outra ponte da rotatória, conseguiu encontrar uma alternativa que reduziu a necessidade de construir a estrutura metálica do Exército. “Com aquela inversão [de mão], ja saiu daquele grau de catástrofe absoluta”, avalia Grana.
Rede Bom Dia/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics