14 de março de 2013

MPF pede interdição de posto de combustível de quartel do Exército em Campinas

MPF pede interdição de posto de quartel em Campinas

RICARDO BRANDT
O Ministério Público Federal pediu à Justiça Federal que determine a imediata interdição do posto de combustível que funciona dentro do 2º Batalhão Logístico Leve (BLE) do Exército, na Fazenda Chapadão, em Campinas (SP), e determine que a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) fiscalize todos os demais postos do Exército na cidade para saber se eles estão regulares.
O posto dentro do 2º BLE funciona sem licenciamento ambiental e, em 2009, registrou um vazamento de aproximadamente 8 mil litros de óleo diesel, que contaminaram o solo e o lençol freático da região. A ação também pede, em liminar, que os tanques de combustíveis do posto sejam esvaziados, com o objetivo de 'evitar uma eventual maximização dos danos causados até o momento'.
Agência Estado/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

em todos os postos do EB sempre ocorrem "vazamentos" e "evaporações"... kkkkkkk

Anônimo disse...

Essa materia seria mais uma daquelas que querem vender jornais, pois houve sim vazamento de combustível em 2009, mas não 8 mil litro como afirma o caro jornalista, até por que o posto não tem capacidade para tanto e hoje a realidade daquele posto é melhor que muitos que temos pelo Brasil afora, inclusive em relação ao próprio posto que fica no bairro do Castelo. Sim, a nomenclatura do batalhão não é BLE e sim 2 B Log L. Foi mal!

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics