29 de março de 2013

Embusteiros: especialistas questionam autenticidade de foto de treinamento militar norte-coreanos

Autenticidade de foto de treinamento militar norte-coreano é questionada
Suspeita foi levantada por blogueiro de fotografia do site da 'The Atlantic'.
Expert lista falhas ao G1: 'soldado-fantasma', aves paradas e sombras.

Fábio Tito
Tropas norte-coreanas fazem treinamento de chegada e defesa de costa em praia não identificada do país. Em meio ao momento de tensão internacional, o país colocou suas tropas em posição de combate, com armas apontadas para alvos americanos. (Foto: AFP/KCNA)
A imagem originalmente divulgada pela KCNA e repassada por agências internacionais como France Presse e Reuters mostra o que seriam tropas norte-coreanas fazendo um treinamento de chegada e defesa de costa em praia não identificada do país (Foto: AFP/KCNA)
A autenticidade de uma imagem divulgada esta semana pela agência de notícias oficial da Coreia do Norte, a KCNA, tem sido questionada na web. A foto mostra um exercício militar com embarcações "hovercraft" em algum ponto da costa do país. Alan Taylor, do blog In Focus no site da revista "The Atlantic", apontou detalhes na imagem que aparentemente denunciam a farsa.
Aproximando detalhes da fotografia, é possível ver o que parecem ser falhas na estrutura de ao menos dois dos hovercrafts, e ao menos uma possível duplicação. Veja abaixo:
Detalhe mostra estrutura de hovercraft com aparente falha, mesclando-se com a água ao redor (Foto: AFP/KCNA)
Detalhe mostra estrutura de hovercraft com aparente falha, mesclando-se com a água ao redor (Foto: AFP/KCNA)
Detalhe mostra estrutura de hovercraft com aparente falha, mesclando-se com a água ao redor (Foto: AFP/KCNA)

As embarcações mais ao fundo parecem ser uma a cópia da outra (Foto: AFP/KCNA)
As embarcações mais ao fundo parecem ser uma a cópia da outra, com variação apenas no tamanho (Foto: AFP/KCNA)
O 'hovercraft' mais à esquerda também tem aparentes falhas em sua estrutura (Foto: AFP/KCNA)
O 'hovercraft' mais à esquerda na foto original também tem aparentes falhas em sua estrutura (Foto: AFP/KCNA)
Outra imagem divulgada no mesmo dia pela Coreia do Norte, sem manipulação mais aparente, mostra a chegada à costa, porém com menos embarcações que a imagem anterior (Foto: Reuters/KCNA)
Outra imagem divulgada no mesmo dia pela Coreia do Norte, sem manipulação mais aparente, mostra a chegada à costa, porém com menos embarcações da imagem anterior (Foto: Reuters/KCNA)
Ao ser informada sobre a constatação, a agência France Presse retirou a imagem de seu site.
O G1 entrou em contato com um especialista e pediu que ele analisasse a imagem. André Jung, professor de captura digital do curso de Fotografia do Senac em São Paulo, acrescentou constatações interessantes ao que já havia sido apontado pelo blogueiro americano.
'Soldado-fantasma' aparece com transparência, de acordo com o especialista André Jung, com linhas do terreno ao fundo transpassando-o (Foto: AFP/KCNA)
'Soldado-fantasma' aparece com transparência, de
acordo com o especialista André Jung, com linhas
do terreno ao fundo transpassando-o
(Foto: AFP/KCNA)
"Abrindo as propriedades da imagem, geralmente é possível ver informações gravadas direto da câmera que fez a captura (chamadas de EXIF), como o modelo da máquina, exposição, abertura... Todas essas informações foram apagadas, não estão no arquivo", afirma Jung.
Nem todas as imagens divulgadas por agências de fotografia têm as informações EXIF em suas propriedades, a depender do processamento pelo qual a foto passa antes de ser disponibilizada.
Ele também aponta a estranheza causada pela cor do vapor nas traseiras das embarcações, que parecem destoar do ambiente. E destaca a reação dos pássaros à beira da praia, bem perto de onde está um dos hovercrafts. "As aves parecem estar a cerca de 10 metros do hover, que, pelo vapor na traseira, parece vir da água em velocidade. Elas dificilmente teriam permanecido na areia sem reação", aponta.
Os soldados na praia também chamaram atenção do especialista. Diferente do resto, eles não têm sombras no chão. "E a proporção parece estar errada entre os que aparecem no primeiro plano e os outros três logo atrás do hover na areia. Esses três deveriam estar em proporção menor, e não maior que os outros, como aparentam na imagem. E o soldado mais à esquerda desses três tem uma certa transparência, aparece na imagem parecendo um fantasma", afirma o professor de Fotografia.
"Resumindo, na minha leitura, muitos fatores levam a crer que não se trata de uma imagem verídica", completa André Jung.
Aves parecem permanecer sem reação mesmo com a vinda de um hovercraft em alta velocidade na direção delas, aponta André Jung (Foto: AFP/KCNA)
Aves parecem permanecer sem reação mesmo com a vinda de um hovercraft em alta velocidade na direção delas, aponta André Jung (Foto: AFP/KCNA)

Não é a primeira vez que suspeitas referentes a treinamentos militares são levantadas na web. Em 2008, por exemplo, o Irã divulgou uma imagem de lançamento de mísseis que foi questionada, pois apresentava traços de que um dos mísseis era a cópia de outro.
G1/montedo.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics