14 de fevereiro de 2013

Soldado da FAB é preso acusado de assaltos no RJ

Soldado da Aeronáutica é acusado de assaltos na Ilha do Fundão
Grupo foi reconhecido por oito vítimas na delegacia. Outros dois homens foram presos, e um quarto integrante da quadrilha está foragido
Polícia prende acusado de praticar assaltos em série na Ilha do Fundão
Polícia prende acusado de praticar assaltos em série na Ilha do Fundão
Polícia prende grupo acusado de praticar assaltos em série na Ilha do Fundão (Alessandro Costa/Agência O Dia)
Três suspeitos de praticar uma série de assaltos na Ilha do Fundão foram presos na manhã desta quinta-feira. Um dos três presos é o soldado da Aeronáutica William Vieira Arantes, de 23 anos. Carlos Henrique da Silva Fravoline, 24, e John Lennon da Silva Coelho, 20, também foram presos. O grupo foi localizado em Ramos, na Zona Norte.
De acordo com a Polícia Civil, a placa do Corsa cinza usado pela quadrilha foi anotada por duas vítimas do grupo. O veículo, para surpresa da polícia, estava legalizado e pertencia à mãe do soldado da Aeronáutica. A partir da identificação de Willian, os investigadores chegaram aos outros dois suspeitos, que são vizinhos dele.
Willian negou participação nos crimes. O grupo, no entanto, foi reconhecido na 24ª DP (Piedade) por oito vítimas. Sandro Cardoso da Silva, identificado como quarto integrante do bando, está foragido.
O bando é acusado de assaltar alunos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão, no dia 1º de fevereiro.
Veja/montedo.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Graças a Deus não é ensinado no curso de formação de soldados da FAB,técnicas de combate que o EB domina(combate corpo a corpo,patrulhas,uso de armamento pesado)pois se propagassem esses conhecimentos formariam criminosos muito perigosos.Pesquise no google:"Soldado da fab": o que mais aparece é militar cometendo crime!

Anônimo disse...

Concurso para Soldado das Forças Armadas urgente! Assim como acontece no Corpo de Fuzileiros Navais por exemplo

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics