13 de fevereiro de 2013

Exército britânico desenvolve mini robô-sonda que voa por até 25 minutos

Daniel Ribeiro

O Black Hornet Nano é pequeno, leve e fácil de controlar (Foto: Divulgação/ Prox Dynamics)
O Black Hornet Nano é pequeno, leve e fácil de controlar (Foto: Divulgação/ Prox Dynamics)
O PD-100 PRS ou Black Hornet Nano é o mais novo autômato de vigilância das Forças Armadas Britânicas. Com apenas 10 centímetros de comprimento e quase 3 centímetros de largura, o aparelho de 16 gramas conta com uma câmera frontal e levanta voo em menos de um minuto. Pequeno, leve, fácil de controlar e com transmissão imediata de imagens, a invenção é o suporte ideal para auxiliar a infantaria no reconhecimento de locais perigosos ou de difícil acesso.
O robô é controlado por um tablet que pode programar sua rota por GPS ou guiá-lo manualmente por joystick, dentro do raio de 1 Km. As imagens capturadas pela câmera do PD-100 PRS são transmitidas diretamente para o dispositivo móvel, que também pode estabilizar seu voo, acionar o piloto automático e controlar sua trajetória, selecionando novas rotas de navegação ou acionando padrões de busca pré-programados.
As imagens são transmitidas diretamente para o dispositivo que o controla (Foto: Divulgação/ Prox Dynamics)
As imagens são transmitidas diretamente para o dispositivo que o controla (Foto: Divulgação/ Prox Dynamics)
O Black Hornet Nano atinge uma velocidade de 10m/s, tem autonomia de até 25 minutos e já vem sendo usado pelas tropas inglesas na campanha militar do Oriente Médio. O sargento Christopher Petherbridge, que está no Afeganistão, declarou à imprensa oficial do Reino Unido que o Black Hornet é um agregador de valor. "Especialmente se levarmos em consideração a sua leveza. É muito fácil de operá-lo, temos usado para observar locais com focos de insurgentes e áreas expostas”, explicou o militar.
O Sargento Scott Weaver lançando o PD-100 PRS durante uma operação (Foto: Reprodução/ UK MOD)
O Sargento Scott Weaver lançando o PD-100 PRS durante uma operação (Foto: Reprodução/ UK MOD)
Apesar de parecer um brinquedo, o custo unitário do aparelho é de quase US$ 200 mil. Contudo, o governo britânico encomendou 160 kits. "Sistemas de inteligência, vigilância e reconhecimento têm sido componentes chave no planejamento. Agora que o orçamento de defesa foi equilibrado, vamos investir nesse tipo de tecnologias de ponta”, afirmou Philip Dunne, Ministro de Equipamento de Defesa, Suporte e Tecnologia britânico.
TechTudo/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Deviam usar um destes pra tentar ver o nosso aumento de salário...

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics