23 de janeiro de 2013

Atlético Paranaense construirá PNRs em troca de terreno do Exército

Atlético e Exército firmam parceria para obras

Fonte: Site Oficial do CAP
O Atlético Paranaense e o Exército Brasileiro assinaram nesta segunda-feira (21), um contrato em prol das obras da Arena, que sediará os jogos da Copa do Mundo de 2014 de Curitiba. Em evento realizado no Quartel General do Exército Brasileiro - Comando Militar do Sul - 5ª Divisão do Exército, foi assinado o Contrato de Promessa de Alienação do terreno situado na esquina da Avenida Getúlio Vargas (no 1.761), com a Rua Buenos Aires (no 1.190), no bairro Água Verde, ao lado da Arena.
O espaço, de posse da União Federal, é jurisdicionado ao Exército Brasileiro, sob a responsabilidade administrativa do Comando da 5a Região Militar e 5a Divisão de Exército (5ª RM - 5ª DE). Em contrapartida, o Atlético Paranaense construirá novos prédios às famílias que residem no local. Os novos apartamentos serão erguidos em outra área da União, sob a responsabilidade administrativa do 27o Batalhão Logístico - 27o B Log, na Avenida Prefeito Erasto Gaertner, nº 1874, no Bacacheri.
O contrato foi assinado pelo general de divisão, Williams José Soares, comandante da 5ª RM - 5ª DE, e pelo diretor superintendente do Atlético Paranaense, Dagoberto dos Santos. O contrato foi vistado também por outros representantes do CAP e do Exército.

Benefícios
A área adquirida será de grande importância para as obras de reforma e ampliação da Arena dos Paranaenses, já que o terreno fica ao lado do estádio. "É mais um passo importante. Esta área que conseguimos é fundamental e determinante para a conclusão da Arena", avalia o presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia. "Depois de cinco anos de trabalho, quando iniciamos essa aproximação com o Exército, pudemos assinar e sacramentar a permuta. É um dia feliz e gratificante", completou.
Para o presidente atleticano, outro ponto importante da parceria é o avanço para o Exército Brasileiro. "Todos ganham. Os prédios estavam com mais de 50 anos e superados. Vamos construir novos apartamentos melhores, maiores e mais modernos. Hoje é um dia muito feliz para nós, para as famílias dos militares, para Curitiba e para a Copa do Mundo", finaliza Petraglia.
O general Williams Soares passará o comando da 5ª RM - 5ª DE nesta semana e ficou satisfeito com a resolução do caso antes da sua saída. "Estou muito contente. Controlamos toda a parte patrimonial e das terras que estão sob a nossa guarda. A negociação dessa permuta que assinamos começou há anos e esta solução foi ótima", disse. "Estamos com um déficit de casa para os militares, quando são transferidos para Curitiba. Isso nos permitirá aumentar e melhorar as condições dos apartamentos, além de ajudar na preparação da Copa do Mundo".
Colaboração que foi exaltada também pelo coronel Tarquínio Marcondes de França, assessor de patrimônio da 5ª região militar. "Ficamos satisfeitos em poder colaborar com empreendimento tão grande e de interesse geral da nação. Não poderíamos ficar passivos nesta necessidade da Copa do Mundo", afirma.
Além de Mario Celso Petraglia e de Dagoberto dos Santos, participaram do evento desta segunda-feira (21), representando o Atlético Paranaense, Antonio Carlos de Pauli Bettega, presidente do Conselho Deliberativo do CAP, Lauri Antonio Pick, diretor financeiro da CAP S/A, Luiz Melo, diretor financeiro do CAP, Fernando Delek, diretor administrativo do Clube e Enan Ornaghi, diretor de suprimentos da CAP S/A.

Área adquirida
O terreno que foi adquirido pelo Atlético Paranaense fica na esquina da Avenida Getúlio Vargas, com a Rua Buenos Aires, ao lado da Arena. O espaço, que é administrado pelo Comando da 5a Região Militar - 5a Divisão de Exército, possui uma área de 2.292,67 m2. A área total construída no imóvel é de 2.786,52m², com quatro blocos e um total de 18 apartamentos.

Contrapartida
Como contrapartida, pela cessão do terreno, o Atlético Paranaense fica responsável pela construção de novos edifícios, que abrigarão as famílias que moram atualmente nos prédios vizinhos a Arena. Serão dois edifícios, com 12 apartamentos cada. As novas moradias ficarão na Avenida Prefeito Erasto Gaertner, nº 1874, no 27o Batalhão Logístico - 27o B Log. A área também é de domínio da União Federal.
"É um ganha-ganha. Ajudamos na ampliação do estádio, mas por outro lado teremos uma melhoria na carência de moradias para famílias de oficiais e sargentos. É uma chance para construir uma quantidade boa que nos ajudará. Serão 24 famílias morando em apartamentos modernos e dentro de um padrão condizente com a família militar", concluiu o coronel Tarquínio de França.
Furacão/montedo.com

Um comentário:

Anônimo disse...

Alô Ministério Público Federal!!!

"É um ganha, ganha?"

É um prejuízo para a União e para o Exército, um baita negócio para o particular, ou melhor, para o Atlético Paranaense, pelos seguintes motivos:

1- A localização da área que foi cedida ao Atlético fica em região nobre e valorizada de Curitiba-PR.

2- O Exército não receberá nenhum terreno em troca, apenas cederá um espaço para a construção de novos apartamentos na área do 27 B Log.

3- O Exército entregou o imóvel sem ter recebido o futuro bloco de apartamentos.

4- Onde estão as famílias que ali estavam ou poderiam estar?

5- Houve uma inversão, onde o interesse particular se sobrepôs ao interesse público.

Por essas e outras que me causa espécie quando vem comandantes falar sobre a preocupação da Força com a família militar.

VERGONHA!!!!!!!!!!!!!

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/atletico-pr/noticia/2013/07/exercito-assina-termo-e-atletico-pr-ja-pode-demolir-predio-ao-lado-da-arena.html

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics