4 de junho de 2012

Bingo: 'marcha virtual por aumento salarial' vira notícia nacional

A matéria é da Agência Estado e foi publicada em diversos sites do Brasil todo.
Até na Veja e no Estadão. Confira:


Militares fazem marcha virtual por aumento salarial

Tânia Monteiro
Brasília - Cansados de esperar por iniciativas dos comandos e do Ministério da Defesa para que consigam reajuste de seus salários, os militares da ativa começaram uma mobilização por um caminho inusitado: eles estão buscando adesões na internet para que o assunto seja objeto de discussão na comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. Até o início da noite desta segunda-feira, haviam sido coletadas mais de 206 mil assinaturas de militares e civis em apoio ao movimento. Essas assinaturas embasaram um pedido já enviado para o Senado, solicitando a realização de audiência com autoridades como os ministros da Defesa, Celso Amorim, e do Planejamento, Miriam Belchior, para tratar do aumento salarial.
O movimento já está sendo chamado de "marcha virtual". O assunto já foi parar no Planalto, mas não está sendo objeto de avaliação pelo palácio, que apenas acompanha as informações. Há informes no Ministério da Defesa sobre o alto índice de endividamento da categoria. Os integrantes do movimento virtual querem chegar a 500 mil assinaturas. O assunto preocupa o governo até porque, paralelo à marcha virtual, as mulheres dos militares estão programando um "panelaço" para ser realizado durante a Rio+20, quando o Brasil receberá cerca de 120 chefes de Estado e de Governo para a conferência mundial do meio ambiente. A convocação das mulheres também está sendo feita pela redes sociais.
No link da página do Senado, onde pedem adesão para que o assunto "reajuste salarial" seja discutido no Congresso, os militares lembram que "não há aumento há mais de onze anos e a classe se vê obrigada a fazer empréstimo consignado para sobreviver e não passar por privações". Há queixas de todas as regiões do País sobre seus os comandos para que o tema seja levado ao Palácio do Planalto. No Ministério da Defesa, a informação é que o assunto "é objeto de tratativas das áreas técnicas da Defesa com Planejamento", mas não há a menor previsão de quando o assunto poderia ser levado para esferas superiores ou de quanto poderia ser a proposta de reajuste.
Veja/montedo.com


A notícia foi publicada também nestes sites:
Diário do Grande ABC
Folha de Vitória
Alô Brasília
Estado de Minas
ClicaBrasília
Estadão
Pessoal, esse é o caminho. A visibilidade está sendo alcançada. Certamente, o assunto vai repercutir mais nos próximos dias.
O próximo passo é divulgar e mobilizar para o "Panelaço".
Mas não esqueçam:

1º - Continuem espalhando na web essa corrente pedindo apoio para a petição. Quanto mais apoios, melhor. Os números falam por si. Estamos perto de chegar a 300.000 apoios.
2º - Pressionem todos os senadores da República, exigindo a apreciação da Petição.
       Neste link, você tem acesso aos e-mail e telefones de cada um deles. Aqui, você pode enviar uma mensagem direta.
3º - Divulguem em todos os sites e blogs possíveis os números que a petição está alcançando.
Cláudio Humberto
Blog do Noblat
Alerta Total
Lauro Jardim (Veja)
Veja
O Globo
Estadão
Folha
O Dia
4º Vamos colocar a tag #ReajusteFFAAeuapoio! nos trendings topics do Twitter.

10 comentários:

Anônimo disse...

VAMOS PENSAR MAIS E UNIR NOSSAS FORÇAS... JUNTOS SOMOS FORTES.

Anônimo disse...

A historia diz que o governo so toma alguma atitude depois que aparece no Jornal Nacional ou no Fantastico.
A mta deve ser sair materia no JN ou Fantastico. A VEJA e uma revista importante mas o povao nao a le, mas o JN ou fantastico o povao que os eleje assiste.

Anônimo disse...

Se sair no JN ou fantástico será madrugada e confusão! Hoje em dia tudo que é relacionado com redes sociais e internet vira noticia! Os militares se unem pela primeira vez de maneira efetiva! Chega de revanchismo e descaso!

Anônimo disse...

VAMOS CONTINUAR PRESSIONANDO. A TRINCHEIRA É NOSSA!!!

BOCA-BRABA

Anônimo disse...

Realmente um número muito expressivo de apoiadores. Vejam como exemplo: a cidade onde moro tem 29.690 habitantes seriam quase 10 cidades do mesmo porte apoiando. dez prefeitos eleitos.O que torna preocupante para o governo é que realmente os militares e suas famílias estão desestabilizados tornando cada missão um desestímulo, necessitam urgente da recomposição dos seus salários. O governo tem armas para isso basta pagar um abono até decisão do reajuste.

Anônimo disse...

Pra quem usa twitter, o pessoal combinou usar a hastag #militaresreajuste nas mensagens, para unificar e aumentar o rank no google e no próprio twitter. Parabéns a todos e aos sites e blogs envolvidos no trabalho.

Anônimo disse...

A milicada agora ta se unindo se continuar assim o governo não tem outra saída a não ser a concessão do merecido reajuste.

Anônimo disse...

Concordo com aqueles que dizem que a notícia deve ser divulgada na Globo!

http://falecomaredeglobo.globo.com/

Anônimo disse...

Informação OFICIAL da última reunião do Alto Comando:
"Há a proposta de aumento, mas ainda não chegou às mãos de quem decide".

Será que pelo menos o Alto Comando poderia informar à tropa quais os termos da proposta que um dia, quiçá, chegará às mãos de "quem decide"?

Anônimo disse...

O governo não vai dar reajuste nenhum, tolos são aqueles que acreditam, pq pressão na internet passa logo e o povo tem memória curta, além do que, o que pesa a nosso desfavor é essa tal lei que nos obriga a silenciar e aguentar esses nossos COMANDANTES, que na verdade não comandam nada pois são todos pau-mandados. Desde agosto do ano passado que acompanhamos o tal "estamos estudando sobre a questão salarial das forças armadas". Que estudos são esses? O que é tão complicado que eles não conseguem fechar sobre os percentuais? Cadê os comandantes que não cobram uma posicionamento "concreto" do governo? Nos cassinos dos quartéis o assunto é só um e respostas à esse assunto não há. A Rio +20 tá aí, militares arriscando a vida pela segurança de nossa nação (conforme consta na nossa constiição), porém, totalmente desmotivados, cabisbaixos. Nossas famílias sempre na expectativa e esperança de melhorias salariais. Com as movimentações que ocorreram (à revelia ou por imposição do Comando) a unidade familiar se esfarelou, que tinha a esposa trabalhando até que conseguia manter um padrão médio-baixo, porém a idade vai chegando e as empresas não absorvem mais, basicamento por dois motivos: 1. idade; 2. perguntam logo se a pessoa vai ser obrigada a se transferir. A cada semana, quem acompanha os BE sabe das demissões do serviço ativo das Forças Armadas. A cada ano que se passa nós sentimos a força de vontade e profissionalismo cair vertiginosamente, assim como a qualidade intelectual de nossos militares, onde muitos estão mais preocupados em voar pra casa ao fim do expediente para poder levar sua carrocinha de espetinho ou de cachorro-quente pra pracinha e assim poder levantar um dinheiro a mais. Golpes no Fusex, empréstimos consignados, químicas no almoxarifado, licitações fraudulentas, implantação de pensionistas fantasma no pagamento, saque de aux natalidade indevido, saque de aux transporte muito maior que o real,golpes na declaração de imposto de renda, falcatruas, falcatruas e mais falcatruas. Isso tudo não vem por acaso: é a falência total e descrédito das Forças Armadas. Sinceramente, só espero que o fundo do poço não esteja tão longe de se alcançar. Esperança, acredito que uns pouco sonhadores ainda a tem.

1º Sgt Cav 95

Arquivo do blog

Compartilhar no WhatsApp
Real Time Web Analytics